Saturday, 11 de July de 2020

ESTADO


Palmas

Governador Marcelo Miranda avalia positivamente reunião do Condel

26 Jun 2009

O governador Marcelo Miranda avaliou positivamente a 5ª reunião do Condel/Sudam - Conselho Deliberativo da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia, sediada em Palmas, nesta sexta-feira, 26. “Essa reunião marca um novo rumo, novas discussões para produzir bons projetos, quero incluir o Tocantins e convocar nossos empresários para que possamos nos reunir e, mais uma vez, aprofundamos essas discussões aqui no Tocantins”, destacou o governador, que é um dos conselheiros do Condel e que fez questão de agradecer a grande representatividade do evento, responsável por importantes discussões na reunião. “Os governadores, os prefeitos e os líderes estão imbuídos nas melhores propostas e estão discutindo os melhores projetos”, reforçou ainda o governador.

A reunião do Condel, que abriu os trabalhos do dia no Tocantins e antecedeu o V Fórum de governadores da região da Amazônia Legal, tratou do PDRA - Plano de Desenvolvimento da Amazônia. “Queremos que o plano não seja da Sudam, então, além da participação dos secretários de Planejamento, vamos levá-lo à comunidade para consultas públicas”, comentou o superintendente da Sudam, Djalma Melo, que na ocasião representou o presidente do Conselho, o ministro da Integração Nacional Geddel Vieira.

Na reunião, foi aprovada mudanças na concessão de financiamentos pelo Fundo de Desenvolvimento da Amazônia, visando ampliar o atendimento ao setor de comércio e serviços. As definições ainda serão deliberadas pelos conselheiros, como apontou Melo.

 

FDA

A reunião teve discussões calorosas no que se refere a disponibilidade de recursos através do FDA – Fundo de Desenvolvimento da Amazônia, para projetos como usinas hidrelétricas, a exemplo da Usina do Rio Madeira, em Rondônia, com projeto avaliado para a provação pelo Conselho. O governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, defendeu que os recursos do fundo deveriam ser destinados a projetos regionais, inclusive aqueles que diminuam os impactos provocados pelas usinas hidrelétricas na regiões atingidas. “Os recursos para usinas deveriam ser externos, de outras fontes enquanto que os recursos do fundo se destinariam a projetos regionais”, destacou o governador no que foi aplaudido e apoiado pela governadora do Pará Ana Júlia Carepa, que também defendeu maior abertura dos recursos para pequenos e médios negócios. No Tocantins, o fundo financia uma usina hidrelétrica de pequeno porte na região de Dianópolis.

A maior parte da reunião se pautou pela continuidade dos trabalhos da quarta reunião, realizada em Boa Vista, em Roraima, há alguns meses. Uma das discussões disse respeito também a necessidade de criar um modelo regional unificado para melhor estabelecer diretrizes para o Plano de Desenvolvimento da Amazônia, um dos temas de discussão do fórum de governadores.

A reunião contou com a presença dos nove governadores, sendo que todos fazem parte do conselho; do vice-governador Paulo Sidnei, do ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Mangabeira Unger; do senador tocantinense Leomar Quintanilha; do presidente da Federação das Indústrias no Tocantins, Eduardo Machado; o prefeito de Palmas, Raul Filho; o presidente do Banco da Amazônia, Abdias Souza Junior; e representantes do empresariado e da classe trabalhadora.

Ao final do encontro, o governador agradeceu a participação e representatividade do evento. “Quero agradecer a todos que aqui participaram. Dessa forma, com essas discussões é que se constroe o maior patrimônio, que é a dignidade e a honradez do homem público”, ressaltou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Vacinação

Governo do Tocantins deve vacinar 100 mil bovinos contra febre aftosa na Ilha do Bananal

A campanha vai ocorrer entre os dias 1° de agosto e 30 de setembro


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira