Sunday, 20 de September de 2020

ESTADO


Saúde

Liberação de recursos extras é insuficiente, diz Pacelli

21 Oct 2008

Na última semana o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou a liberação de R$ 1,56 bilhão em recursos para a saúde, com a meta de reforçar o atendimento da população nas áreas de câncer, hemodiálise, transplantes e cirurgias cardíacas. Todas as unidades da federação e cerca de 400 municípios foram contemplados com recursos. Deste total, R$ 557,1 milhões serão destinados ao ajuste do teto financeiro dos estados e Distrito Federal para expansão da oferta em áreas menos favorecidas ou de difícil acesso.  

Temporão afirmou que o Ministério da Saúde, mesmo dentro das limitações orçamentárias, vem fazendo um grande esforço para ampliar o atendimento da população principalmente em áreas onde é maior a demanda por serviços, como na atenção ao câncer, leitos de UTI, cirurgias eletivas, hemodiálise, entre outros. “É preciso que essa estratégia seja mantida, pois só assim a população brasileira terá um melhor atendimento", explica o ministro.

Para o Tocantins, foram destinados R$ 6 milhões o que, ao contrário do que se pensa, não foi comemorado pelo secretário Estadual de Saúde, Eugênio Pacceli. O secretário alegou que o recurso, apesar de ajudar, não supre a demanda do Estado. Pacceli informou que o déficit anual da saúde no Tocantins é de R$ 25 milhões. Segundo cálculos feitos pelo secretário, o recurso disponibilizado, se dividido pelo número de habitantes do estado, seria de aproximadamente R$ 0,40 (quarenta centavos) mensais. “Quando se fala na liberação do recurso, parece ser uma grande vantagem para o Tocantins, mas na verdade, é muito pouco”, lamentou Pacceli.

Segundo o secretário, apesar de existirem critérios para a distribuição dos recursos, ele acredita que esta distribuição não seja adequada, já que, segundo ele, há estados em que se investe, mas que não dão retorno. “Em minha opinião, o Ministério continua liberando recursos a estados que não têm dado a resposta que eles precisariam, onde o ralo parece estar sem fundo”, indignou-se o secretário, acrescentando ainda: “O recurso disponibilizado para o Tocantins foi o terceiro menor do país. Atendemos muita gente do Pará, do Maranhão e o recurso deles foi muito maior que o nosso”.

Pacceli explicou que, em 2008, o Tocantins investiu 14,48% da receita corrente líquida em saúde. Segundo ele, a Emenda Constitucional 29, prevê valores iguais ou maiores que 12%, mas a maioria dos estados coloca menos de 12%. “Há estados que colocam apenas 5% na saúde. Outros ainda incluem todos os investimentos em pavimentação e saneamento básico como sendo investimentos em saúde. Fico preocupado com isso”, desabafou. O secretário afirma que também é motivo de preocupação a cobrança que é feita pela população, já que a mesma observa o montante e, segundo Pacceli, este montante, quando dividido pela população do Tocantins, não representa quase nada.

Entre as diversas áreas que receberão investimentos também estão recursos para saúde mental, incentivo à doação e captação de órgãos para transplante, política de sangue e hemoderivados e para os serviços de alta complexidade em queimados.

COMPARTILHE:


Confira também:


Saúde

Tocantins registra 259 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins contabiliza 193.657 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 63.423 casos confirmados. Destes, 46.178 pacientes estão recuperados, 16.379 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 866 pacientes foram a óbito.

Covid-19

Tocantins registra 717 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins contabiliza 192.422 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 63.167casos confirmados. Destes, 45.266 pacientes estão recuperados, 17.035 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 866 pacientes foram a óbito.



Economia

Vice-governador articula relação do Basa com Governo para prorrogação de decreto que garante crédito especial às empresas afetadas pela pandemia

No total, foram disponibilizados o montante de R$ 2 bilhões para empresas a taxas de juros de 2,5% ao ano, bem abaixo ao praticado no mercado, e com prazo de carência até oito meses.


Justiça

Magistrado Pedro Nelson de Miranda Coutinho é o mais novo desembargador do Judiciário tocantinense

Além do corregedor-geral da Justiça, votaram os desembargadores Marco Villas Boas, Moura Filho, Jacqueline Adorno, Ângela Prudente, Eurípedes Lamounier, Maysa Vendramini, Etelvina Maria Sampaio Felipe e, por último, o presidente Helvécio Maia Neto.


Obras

Governador Carlesse assina Ordem de Serviço para recuperação de estradas vicinais em três municípios

Serviços serão executados em Cristalândia, Lizarda e Paranã


Justiça

Ministério Público expede parecer favorável a Delegados após Corregedoria instaurar sindicâncias


Eleições 2020

Prefeita Cinthia Ribeiro fecha convenção com apoio de seis partidos


Emprego

Sine Tocantins orienta trabalhadores para uma boa entrevista de emprego. Nesta quarta, 16, são 403 vagas no Estado


Covid-19

Boletim coronavírus (Covid-19): taxa de internações hospitalares sofre redução na Capital


Economia

Procon Municipal de Palmas divulga pesquisa de preços dos itens da cesta básica


Agricultura

Governo do Tocantins e Ministério da Agricultura retomam convênio e fortalece assistência a agricultores familiares



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira