Sunday, 26 de January de 2020

ESTADO


Teatro

MinC e Petrobras apresentam "Diário do Maldito" em Palmas

13 Jun 2014

Para comemorar seus 10 anos de atividades, o grupo brasiliense Teatro do Concreto, por meio do patrocínio do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2013/2014, realizará pela primeira vez temporadas de seu espetáculo Diário do Maldito nas cidades de Boa Vista a partir do dia 19 de junho e Palmas no dia 25 de junho. Em Palmas a peça permanece em cartaz até o dia 29 de junho sempre às 20h no Teatro Sesc Palmas. A primeira sessão será para alunos de escolas públicas e outros dias, o espetáculo será aberto para todo o público com entrada franca. A peça é indicada para maiores de 18 anos.

No dia 25 de junho será o momento da Sessão Cabeça Feita que tem o objetivo de contribuir para a formação de espectadores com uma proposta pedagógica com estudantes da rede pública. Em Palmas com  o apoio da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Tocantins os convidados serão os alunos da Educação de Jovens e Adultos da Escola São José localizada na 1106 sul que contarão além de uma sessão do espetáculo exclusiva, com debate com os artistas. Para esta sessão “cabeça feita” serão convidados também estudantes e professores universitários da área de artes e afins. Em Boa Vista esta sessão será no dia 18 de junho.

O projeto de circulação “Diário do Maldito – Rota Norte”, parte do desejo de expandir as possibilidades de intercâmbio e a divulgação de uma produção marcada pela contínua pesquisa de linguagem.

O Teatro do Concreto contribui com a renovação da linguagem cênica, fortalecendo o teatro de grupo e influenciando artistas e projetos em diversas áreas das artes. Com uma trajetória que acumula oito espetáculos e três publicações, que se destacam na cena regional e nacional e também fora do país, levam este coletivo de artistas a ser reconhecido como um dos mais importantes grupos de teatro brasileiros.

Mostra da importância do coletivo na produção teatral é mencionada em recentes publicações sobre a história do teatro brasiliense. Em livro de 2012, escrito pelo jornalista Celso Araújo, que se debruça sobre a produção teatral na capital brasileira, o grupo é apresentado como “Uma das pesquisas mais em evidência de oito anos até os dias de hoje é o trabalho do grupo Teatro do Concreto...”.

O pesquisador Glauber Coradesqui, em livro de 2013, credita ao grupo importante participação na retomada do teatro de grupo, “(...) o Teatro do Concreto, um dos principais responsáveis pela retomada, na segunda metade dos anos 2000, do movimento de teatro de grupo no DF.” Em outra passagem da mesma publicação, o Concreto é apontado como disseminador do modo de criação colaborativa na cena local, “é presença fundamental na difusão dessa prática colaborativa em Brasília”.

Entre os críticos que deram seus depoimentos sobre o trabalho do Teatro do Concreto estão: Valmir Santos, colaborador da Revista Bravo!, que escreveu “Pela inquietação formal e pela prospecção empenhada a cada abordagem, o Teatro do Concreto vem inscrevendo uma história e uma linguagem consistentes na cena de Brasília, retroalimentando pedagogias, práticas, poéticas e políticas com os pares locais, de outros Estados e de outros países”. E Carlos Gil Zamora, da Revista Artez/Espanha, com o comentario “Talento y profesionalidad - Uno de los grupos que acumulan talento, rasgos rompedores, tanto en su tratamiento espacial como en la dramaturgia, es el brasiliense Teatro do Concreto…”.

Na imprensa, a estética inventiva com que aborda assuntos relevantes na cena contemporânea e o diálogo com o espaço urbano, marcas do coletivo brasiliense, foram temas da série Teatro e Circunstância, realizada pela TV SESC em programa do crítico Sebastião Millaré, veiculada em rede nacional. E conquistaram, ainda, outros importantes espaços na com a publicação e veiculação de matérias em grandes veículos de circulação nacional como na TV Globo, programas Fantástico e Bom Dia Brasil, e no Caderno de Opinião, do jornal Correio Braziliense.

Apoios Locais em Palmas
Em Palmas o Teatro do Concreto também conta com apoios locais da Universidade Federal do Tocantins, Sesc Tocantins, Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Tocantins, Grupo Quartetto, Ecotrilha Taquaruçu e Espiral Consultoria e Instrutoria e conta com produção local e assessoria de imprensa local de Lorena Dias.

DIÁRIO DO MALDITO, o espetáculo
Diário do Maldito tem construído uma carreira significativa desde sua estreia em novembro de 2006 na Oficina do Perdiz, um espaço alternativo em Brasília. Além do Distrito Federal, a peça já foi apresentada nos estados de AP, GO, MG, MS, MT e SP e vista por cerca de 4 mil pessoas. O espetáculo, fruto de dois anos de pesquisas, é uma homenagem ao dramaturgo Plínio Marcos, um dos maiores expoentes da dramaturgia nacional, que incorporou o tema da marginalidade na cena brasileira em textos de temática social contundente. Na sua obra, os “marginais” são retratados como gente na boca de cena, com direito a vez e voz. A opção em falar da “banda podre do mundo” o tornou conhecido como o “autor maldito” do teatro brasileiro - jargão que nunca o incomodou - já que reconhecia na vida dos excluídos a extensão de sua própria vida e a matéria prima para as suas histórias e personagens.

O resultado da intensa investigação acerca da vida e obra do teatrólogo resultou num espetáculo contagiante, que ressalta aspectos multiculturais do povo brasileiro. Em 2010, a peça integrou a lista publicada pelo jornal Correio Braziliense com os 50 espetáculos que marcaram a história de Brasília. A obra e a vida de Plínio Marcos não é o texto oficial de Diário do Maldito, mas um pretexto para construir, com o público, um diálogo vivo sobre o homem, a função da arte e o papel do artista contemporâneo.

Sinopse – O público é recebido num bar onde conhece diversas histórias e personagens que descrevem a trajetória divertida e comovente de um Poeta que sempre dedicou sua obra à denúncia social, mas, que agora, pensa em parar de criar. Inconformados com a situação, seus personagens invadem a cena para cobrá-lo.

Sessão Cabeça Feita – com o objetivo de contribuir para a formação de espectadores será realizada em cada cidade uma proposta pedagógica com estudantes da rede pública de ensino médio, além de uma sessão do espetáculo exclusiva para esses envolvidos, seguida de debate com os artistas. Para esta sessão “cabeça feita” serão convidados também estudantes e professores universitários da área de artes e afins. Em Boa Vista esta sessão será no dia 18 de junho e, em Palmas, no dia 25 de junho.

PALMAS – TO
SERVIÇO:
Espetáculo: DIÁRIO DO MALDITO
Local: Teatro SESC Palmas
Temporada: 26 a 29 de junho
Dias e horário: De quinta-feira a domingo, sempre 20h.
Indicação: 18 anos
Ingressos: gratuitos – (sujeito a lotação indicada para o espetáculo)
Endereço: Centro de Atividades -Quadra 502 Norte

BOA VISTA – RR
SERVIÇO:
Espetáculo: DIÁRIO DO MALDITO
Local: Teatro Jaber Xaud – SESC
Temporada: 19 a 22 de junho
Dias e horário: De quinta-feira a domingo, sempre 20h.
Indicação: 18 anos
Ingressos: gratuitos – (sujeito a lotação indicada para o espetáculo)
Endereço: Rua João Barbosa 143,Bairro Mecejana

FICHA TÉCNICA:
Dramaturgia: Juliana Sá
Direção: Francis Wilker
Assistente de direção: Ivone Oliveira
Elenco: Aline Seabra, Alonso Bento, Celma Ioci, Gleide Firmino, Jhony Gomantos, Larissa Calixto, Romulo Mendes, Nei Cirqueira e Silvia Paes
Músicos: Iuri Gules, Janari Coelho e Regina Neri
Produção executiva: Tatiana Carvalhedo
Produção Local e Assessoria de Imprensa em Palmas: Lorena Dias
Facilitador Local Programa Educativo: Gabriel Deeaz

Espetáculos do Teatro do Concreto:
Sala de Espera (2003); Borboletas têm vida curta (2006); Diário do Maldito (2006); Inútil Canto E Inútil Pranto Pelos Anjos Caídos (2007); Ruas Abertas (2008); Mirante (2010); Entrepartidas (2010) e Extraordinário (2014).

Prêmios:
• SESC do Teatro Candango 2011 - espetáculo Entrepartidas
- Melhor Espetáculo; Melhor Direção; Melhor Dramaturgia; e Melhor Ator
• Festival Nacional de Teatro de Macapá 2008 - espetáculo Diário do Maldito
       - Melhor Espetáculo; e Melhor Cenografia;
       Indicado nas categorias: Melhor Direção, Melhor Ator e Melhor Atriz.
• SESC do Teatro Candango 2007- espetáculo Diário do Maldito
  - Melhor Atriz; e Melhor Cenografia; e
- Indicado nas categorias: Melhor Ator e Melhor Figurino.

Em 2011, o grupo foi selecionado no projeto Rumos Itaú Cultural Teatro, projeto de intercâmbio que envolveu destacados coletivos teatrais do Brasil, onde desenvolveu pesquisa em parceria com o Grupo Magiluth, de Recife.

COMPARTILHE:


Confira também:


Procon

Tocantins apura vendas de lotes contaminados de marcas da cervejaria Baker

No último dia 17, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditou cautelarmente por 90 dias todas as marcas de cerveja da Backer com data de validade igual ou posterior a agosto de 2020.

Heber Fidelis

Secretário da Cidadania e Justiça participa de reunião em Brasília sobre a criação da polícia penal

Grupo de Trabalho criado para debater a regulamentação da Polícia Penal Federal tem a finalidade de definir as atribuições do cargo, estrutura, organização e funcionamento da carreira.


Bahia

Carlesse prestigia inauguração do Centro de Convenções de Salvador e busca investidores para o Tocantins

Cerimônia também contou com a presença do vice-governador Wanderlei Barbosa e o coordenador da bancada federal do Tocantins, Carlos Gaguim


Municipalismo

Repassado mais de R$ 11,5 milhões aos municípios para o transporte escolar

Investimentos asseguram atendimento aos estudantes da rede estadual que dependem de transporte escolar para chegar às unidades de ensino


Boas expectativas

Governo abre oficialmente colheita da safra da produção de grãos 2019/2020 na próxima sexta, 31


Campos Lindos

Polícia Civil fecha oficina mecânica que funcionava como desmanche clandestino de carros no interior do Estado


Palmas

Polícia Civil prende em flagrante dois suspeitos de furto de energia


Educação Superior

Marcelo Müller é eleito novo reitor do Ceulp/Ulbra


Alerta

SISEPE-TO cobra o reajuste de 4,48% para aposentados e pensionistas do Igeprev


Tobasa

Na região norte do Tocantins, gestor visita a maior fábrica de carvão ativado do Brasil



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira