Sunday, 18 de February de 2018

Sunday, 18 de February de 2018

ESTADO


COP 23

Tocantins alcança 55% de redução de desmatamento e é destaque no Amazon Bonn da COP 23

16 Nov 2017

Suzana Barros/Governo do Tocantins
 
O Tocantins inicia sua participação na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 23) com um bom exemplo a ser seguido pelo mundo: foi pontuado como o Estado na Amazônia Brasileira que mais reduziu o desmatamento este ano, com o percentual de 55%. Esse índice, referente ao período de agosto de 2016 a julho de 2017, foi destaque durante o Amazon Bonn, evento realizado dentro da Conferência. Foi na manhã desta terça-feira, 14, no Museu de Artes Bonn, na Alemanha.
 
Na oportunidade, Marcelo Miranda participou do debate que abordou o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia e o Equilíbrio Climático. Ao Governador, os debatedores e participantes perguntaram especialmente sobre a receita utilizada para a obtenção deste índice, considerado exemplo para os demais estados do Brasil e do mundo.
 
"Apesar de saber que ainda temos um infinito caminho a percorrer, o Tocantins tem procurado fazer a sua parte. Esse índice que obtivemos é resultado de muito trabalho, compromisso e boas parcerias", disse Marcelo Miranda, citando alguns exemplos como "o fortalecimento das nossas estratégias de comando e controle, nas ações de fiscalização e monitoramento e, também, graças a toda uma estrutura de inteligência ambiental que estamos adotando no Estado".
 
O governador do Tocantins falou ainda do investimento em ações tecnológicas que contribuem para reduzir a emissão de gases de efeito estufa no sistema agropecuário, aumentando a produção e a renda, e preservando os recursos naturais. "É indispensável abordar isso, porque o Tocantins tem sua vocação econômica voltada, especialmente, para o agronegócio", observou.
 
Como exemplo, citou o Plano de Agricultura de Baixo Carbono (ABC). "Somos o primeiro Estado da região norte, e o segundo do Brasil, a desenvolver as práticas deste programa: com ações tecnológicas que contribuem para reduzir a emissão de gases de efeito estufa em nosso sistema agropecuário", destacou o governador.
 
Na oportunidade, Marcelo Miranda anunciou a criação do Comitê de Proteção à Amazônia (Copal). "Este Comitê tem a finalidade de preservar, prevenir, conservar e proteger o bioma Amazônia, especialmente no combate às queimadas", disse ele, acrescentando que "podemos dizer que essa é a maior força tarefa de bombeiros do mundo, já que congrega profissionais capacitados de toda a Amazônia".
 
REDD+
 
Outro ingrediente importante a redobrar o sabor nesta receita tocantinense, que o Governo Estadual vem realizando para reduzir o desmatamento será implementado por meio do Programa de Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD+).  "Pretendemos investir com muito planejamento na conservação e valoração dos nossos ativos ambientais", disse o governador.
 
Outras ações
 
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), investe em políticas públicas com foco na prevenção, educação ambiental e a redução dos índices de desmatamento, com planejamento, fomento e incentivos e ações de comando e controle, pautadas sob dois eixos: os instrumentos de comando e controle e as ações de fomento e incentivos.
 
Por meio do Projeto do Cadastro Ambiental Rural (CAR/Tocantins Legal), fruto de convênio com o Fundo Amazônia, o Tocantins está realizando um raio-x das propriedades rurais, identificando áreas de proteção, nascentes e passivos ambientais. O CAR é uma ferramenta necessária para a regularização ambiental de propriedades rurais que demonstrarão se a propriedade é compatível ambientalmente com o Código Florestal.
 
O Monitoramento ambiental via imagens cartográficas também tem sua contribuição na redução do desmatamento no Tocantins. A Plataforma de Compartilhamento de Informações (PCI - Semarh) possibilita a consulta de imagens resultantes do mapeamento por imagens de satélites de todo o Tocantins e prevê a possibilidade de compartilhar também a base vetorial digital do Estado.
 
Outro item citado por Marcelo Miranda foi a Implantação do Centro de Monitoramento Ambiental e Manejo do Fogo (Cemaf), em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Gurupi. O Centro desenvolve trabalhos técnico-científicos para suprir demandas principalmente na área de monitoramento ambiental.
 
Isso sem contar que o Tocantins finalizou seu Marco Legal, a minuta do Projeto de Lei que institui a Política Estadual sobre Mudança do Clima e Serviços Ambientais, com o objetivo geral de promover a economia regional com baixa emissão de gases de efeito estufa e incentivar e fomentar os serviços ambientais nos biomas do Estado.
 
O ICMS Ecológico é outro instrumento econômico implantado pelo Tocantins. O recurso financeiro é repassado aos municípios que comprovem ações realizadas no ano anterior. Essas ações incluem atividades programáticas na área de educação ambiental, de controle e combate às queimadas, de apoio a unidades de conservação e terras indígenas, de saneamento básico e de conservação do solo.
 
A criação do Mosaico do Jalapão é um exemplo do grande esforço da administração Marcelo Miranda pela conservação do Cerrado e proteção de espécies em extinção. Inserida no bioma Cerrado, a região do Jalapão abriga as nascentes de afluentes de três importantes bacias hidrográficas brasileiras: Tocantins, Parnaíba e São Francisco, o que transforma o Jalapão numa região estratégica para o País. O mosaico soma nove unidades de conservação (UC) nos Estados da Bahia e do Tocantins, um total de três milhões de hectares.
 
Encerramento
 
Além de participar de painel, no turno da manhã, Marcelo Miranda fez o pronunciamento final do evento, em nome de todos os governadores da Amazônia Legal.
 
Próxima agenda
 
Na manhã desta quarta-feira, 15, o governador e comitiva visitam o pavilhão da COP 23. Em seguida, dirigem-se para Ulm, também na Alemanha. Marcelo Miranda se reunirá com o presidente mundial da Magirus, Marc Diening. Após a reunião, visitam a fábrica da organização.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

2

PARABÉNS!
PARABÉNS!

1

BOM
BOM

0

AMEI!
AMEI!

1

KKKK
KKKK

0

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

1

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

1

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Palmas

Prefeitura não cobrará mais taxa de revisão de IPTU

Zini reafirmou que a Prefeitura está à disposição dos contribuintes que observarem eventuais divergências de valores do imposto.

Amastha

Em vídeo, Amastha detalha descontos do IPTU, reforça diálogo e faz apelo a servidores

Prefeito da Capital reforça que gestão está aberta para atender a contribuintes que observarem eventuais distorções no valor venal do imóvel, base de cálculo do imposto


Ciência & Tecnologia

Aspectos centrais sobre TI na Gestão Institucional - Parte 7

Por Daniel Nascimento-e-Silva*


Palmas

Amastha prestigia abertura de empreendimento que investiu meio milhão de reais em Palmas

O empresário Daniel Oliveira, um dos sócios do Wings, afirmou que o planejamento para a instalação do estabelecimento começou há um ano e meio e há oito meses começou a implantação


Tocantins

Projetos sociais desenvolvidos nas unidades prisionais do Tocantins transformam vidas de detentos


Palmas

Prefeita em exercício entrega chave da cidade para presidente do Comadec


Ataídes

Em reunião com trabalhadores rurais, Ataídes concluiu programação no Bico do Papagaio, nessa quinta


Brasil

Deputados do Tocantins são homenageados por vereadores de todo Brasil


Câmara

Líderes de Câmaras Municipais de todo o país são recebidos na Câmara de Palmas


Irrigação

O que é irrigação inteligente?



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira