Monday, 22 de July de 2019

ESTADO


Vacinação Antiaftosa

Tocantins discute retirada da vacinação antiaftosa com estados que fazem parte do seu bloco

18 Jun 2019    10:23

Nesta terça-feira, 18, representantes da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) participam da reunião do bloco IV, o qual o Tocantins faz parte, para discutir o Plano Estratégico de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA 2017-2026, em São Paulo. Os oitos estados participantes: São Paulo, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio Janeiro, Sergipe, Tocantins e o Distrito Federal apresentarão a situação quanto ao Plano, os entraves e a evolução, até quarta-feira, 19. O responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires, falou da importância de estar reunido com representantes que fazem parte do mesmo bloco, para verificar se as atividades estão dentro do cronograma exigido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “É o momento de avaliarmos se o nosso trabalho está adiantado ou atrasado em relação aos outros estados, pois temos que caminhar juntos, um depende do outro”, disse. O vice-presidente, Francisco Ramos, que também participa das discussões afirma que o Tocantins tem cumprido todas as exigências e trabalhado para efetivar as que estão previstas. “Estamos engajados, sabemos que é um trabalho árduo, mas estamos confiantes com apoio de toda a cadeia produtiva, pois sabemos que será uma grande conquista para nosso Estado”, ressalta. A retirada da vacinação para esse bloco está prevista para ocorrer em 2021, tanto ele quanto os demais, deverão cumprir o cronograma para transição de status sanitários, onde estão elencados: Implementação dos compromissos e ações prévias pactuadas; Comunicação à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e suspensão da vacinação; Vigilância soroepidemiológica; Reconhecimento pelo Mapa e encaminhamento de pleito à OIE, bem como, avaliações e reconhecimento pela OIE.

COMPARTILHE:


Confira também:


Polícia Civil

Operação Walking Dead leva à recuperação de R$ 4,2 milhões em créditos tributários ao Tocantins

Empresa investigada na 2a Fase da Operação procedeu ao parcelamento da dívida pública e terá o inquérito policial suspenso até conclusão do pagamento.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira