Thursday, 19 de September de 2019

GERAL


Willamara Leila

“Conseguimos excelentes resultados”

22 Jun 2010

A presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), desembargadora Willamara Leila, fala dos projetos desenvolvidos no judiciário, das conquistas que alcançadas em prol da população tocantinense e também comenta sobre a atual situação do concurso do quadro geral do Estado. Confira, abaixo, a entrevista.

 
O GIRASSOL - Desembargadora Willamara Leila, quais são os resultados da Justiça Móvel no Tocantins?

WILLAMARA LEILA - Os resultados são excelentes, muito satisfatórios. Em Palmas, de 89 ocorrências atendidas pela Justiça Móvel, 73 deram acordo, apenas 6 sem acordo, 6 ilegítimas e 4 evadiram do local antes que a viatura chegasse. Em Gurupi, de 55 ocorrências, 53 acordos e somente 2 não obtiveram êxito na conciliação. Em Araguaína, foram realizados 80 atendimentos, sendo 77 acordos e 3 não deram acordo. Como podem observar, os números são muito bons, uma média de 98% de êxito no Projeto Justiça Móvel em todo o Estado.

 
Além do projeto Justiça Móvel, o TJTO tem outros projetos. Como são realizados? Qual a contribuição e os resultados obtidos?

WILLAMARA LEILA - Vários são os projetos no Poder Judiciário, em todos graças a Deus obtemos êxito. Implantamos o Espaço Saúde no Poder Judiciário, com atendimento aos servidores e familiares, a Junta Médica, onde os pedidos de licença médica são levados e realizados em tempo hábil, adquirimos uma ambulância mini UTI, para cobertura em todo o Estado, caso servidor ou familiar de servidor necessite ser transportado para outra cidade onde obterá cuidados médicos específicos à sua patologia. Criei dentro do TJTO a Diretoria de Obras, onde todos os projetos arquitetônicos de construções, reformas e ampliações são executados, agilizando a execução das obras em todo o Estado. Outra inovação no meio Jurídico são as Unidades Judiciárias, que serão construídas nas cidades que não são sede de Comarcas, fazendo com que o cidadão não tenha que se deslocar de seu município para buscar seus direitos. O juiz e o escrivão irão ao encontro do cidadão que anseia por justiça. São inúmeros os avanços no Poder Judiciário Tocantinense. Em todos o beneficiado direto é a população.

 
Quais ações/projetos que a senhora tem articulado para melhorar/agilizar a justiça tocantinense?

WILLAMARA LEILA - Realizamos ano passado a Meta 02, o que agilizou muitos processos. Tivemos ainda a Semana da Conciliação o que contribuiu satisfatoriamente na diminuição de processos a serem julgados. Empossamos mais de 40 juízes, lotando-os nas comarcas com maior número de processos em espera para serem julgados. Quando já resolvidas as demandas, os mesmos são remanejados para as comarcas com grande volume de processos.

 
O TJTO começou uma série de entregas de novos fóruns e também reforma de outros em vários municípios do Tocantins. Qual será o benefício real para a população tocantinense?

WILLAMARA LEILA - Melhor prestação jurisdicional, atendimento com qualidade e eficiência, locais propícios e higiênicos para a lida diária do serventuário da Justiça. Tudo isso contribui numa eficiência no atendimento à população, garantindo os direitos dos cidadãos.

 
Recentemente o TJTO enfrentou uma greve longa por parte dos servidores. A presidente acha que com o acordo estabelecido, o bom relacionamento entre as partes voltou a vigorar dentro do Tribunal?

WILLAMARA LEILA - O bom relacionamento sempre vigorou entre a Gestão 2009/2011 e os servidores do Poder Judiciário. O impasse aconteceu devido à solicitação de direitos, os quais já estamos fazendo os estudos, estudos estes realizados pela Comissão formada por servidores e membros do Sindicato. Tão logo teremos o plano revisto e atualizado, beneficiando a todos os servidores, preocupação maior desta gestão.

 
Muito tem se falado na demora do julgamento do concurso do quadro geral do Tocantins. O que a senhora explica às milhares de pessoas que fizeram o certame?

WILLAMARA LEILA - O TJTO já se manifestou sobre o concurso, decidiu por continuar, não adiando, não vendo necessidade disso. O processo voltou à primeira instância a fim de que o julgamento prossiga.  

Em sua opinião de jurista, qual seria melhor opção para o Estado, cancelar o atual concurso e fazer um novo levantamento das vagas existentes e abrir um novo concurso? Ou dar prosseguimento a este já realizado?

WILLAMARA LEILA - Como se trata de processo em andamento é melhor aguardarmos o resultado, a decisão, o que certamente dará alívio às partes. O princípio que vigora na administração é o da economicidade e não resta dúvida de que, estando tudo dentro da legalidade, o prosseguimento é o melhor caminho. Se houver impedimento legal, naturalmente outro deve ser realizado, seguindo todos os trâmites legais. 

COMPARTILHE:


Confira também:


Política

Maia diz que Fundo Eleitoral é necessário para equilibrar campanhas

O projeto aprovado manteve novas situações, em que será permitido o uso de recursos do Fundo Partidário.

Premiação

Nota Quente paga R$ 10.935,88 neste sábado, 21

O programa Nota Quente Palmense realiza sorteios mensais de R$ 10 mil e dois sorteios semestrais de R$ 50 mil, sendo um no mês de maio e outro no mês de outubro, além do grande sorteio anual, de R$ 200 mil, realizado em dezembro.


Saúde

Profissionais de saúde alertam sobre cuidados com as altas temperaturas na Capital

Complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas são alguns dos problemas decorrentes da Baixa Umidade do Ar


Drogas

Polícia Civil prende quatro traficantes e apreende mais de 30kg de maconha em Gurupi

Com eles foram apreendidos 29 tabletes de maconha, três outros pedaços da mesma droga, uma balança de precisão, R$ 2.382,00 em espécie e aparelhos celulares.


Honraria

Participante de programa do Instituto TIM vence prêmio global da ONU


Agrotóxicos

Assembleia debate uso de agrotóxico em audiência proposta por Zé Roberto Lula


Economia

Endividamento atinge mais de 68% dos palmenses em agosto


Vestibular

Inscrições abertas para o Vestibular da Unitins


Ocorrência

Polícia Civil prende mulher suspeita de estelionato no sudeste do Estado


Proibição

Adapec apreende carga de 10 toneladas de sementes de capim irregular na TO-050 entre Palmas e Porto Nacional



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira