Sunday, 29 de November de 2020

GERAL


Serviço público

Órgãos do TO estão nas redes sociais, mas não interagem

17 Nov 2011

As redes sociais são, atualmente, umas das principais ferramentas de divulgação de ações executadas por órgãos públicos, empresas privadas, ONG’s, enfim, todos aqueles que querem ter mais interação com a comunidade. No Tocantins, os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Estado até possuem contas nas redes sociais como Twitter e Facebook. Contudo o uso, no entanto, é irregular.

A secretaria Estadual de Comunicação (Secom) informou, por telefone, ao jornal O GIRASSOL que não há nenhum tipo de rede social em pleno funcionamento e que aguarda a liberação do secretário Estadual de Comunicação, para esse trabalho seja executado. Mas, segundo a Secom, existe um projeto para que as redes sociais façam parte das ações do governo.

Porém, durante pesquisas, o jornal O GIRASSOL constatou que o Executivo possui uma conta no twitter com o endereço: @secomtocantins. No entanto, é possível notar que a interatividade é baixíssima. Até o momento foram feitos 767 Tweets, segue 23 membros e é seguido por 1.456 seguidores.

Já o poder Judiciário, através do Tribunal de Justiça (TJ/TO), informou através de sua assessoria de comunicação que possui contas no twitter e facebook, porém, falta pessoal para fazer esse feedback com a população. Mas, segundo a assessoria, esse é um projeto para o próximo ano. Na conta do TJ/TO, @TJTocantins possui 282 Tweets, 131 pessoas seguindo e 1.664 seguidores.

A Assembleia Legislativa (AL/TO) tem conta apenas no twuitter com o endereço @AssembleiaTO e possui 410 Tweets, segue 35 contatos e é seguido por 157 pessoas. Segundo a diretoria de comunicação da AL/TO, a intenção é que outras redes sociais sejam implantadas para maior interação entre o Legislativo e a população.

Interação
A professora da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e consultora de mídias sociais, Pollyana Ferrari, em entrevista ao site R7 disse que nem todo órgão público precisa estar nas redes sociais, contudo, quem entra precisa aproveitá-las bem.

“É preciso estar preparado para responder [aos internautas], já que a demanda costuma ser muito grande. As redes não são como um site estático. Elas são alimentadas 24h, sete dias por semana”, disse. Pollyana lembra que ninguém pode ficar sem resposta no Twitter, Facebook ou no Orkut. Caso contrário, a instituição corre o risco de ficar com a imagem arranhada. “Se a pessoa não tem resposta, ela desiste do contato, mas antes reclama publicamente e repercute a falta de atenção”, alerta.

População
O jornal O GIRASSOL ouviu a opinião de alguns internautas e constatou que boa parte quer interagir com os órgãos públicos. “Sempre há dúvidas que podem ser tiradas através das redes sociais. Sem dúvida ganhamos tempo e o órgão realiza sua função de informar com transparência, além de colocá-lo na mídia”, explica Priscila Neto.

Eduardo Ferreira também afirma que as redes sociais são úteis, principalmente aos órgãos públicos. “Com as redes sociais podemos acompanhar tudo o que o Executivo, Legislativo e Judiciário estão executando. Vale a pena os gestores pensar em investir mais nessas ferramentas”, pontua.

COMPARTILHE:


Confira também:


Covid-19

Tocantins contabilizou 208 novos casos confirmados da Covid-19

Atualmente, o Tocantins contabiliza 257.731 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 81.469 casos confirmados. Destes, 74.054 pacientes estão recuperados, 6.253 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 1.162 pacientes foram a óbito.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira