Wednesday, 05 de August de 2020

GERAL


Educação Ambiental

BRK Ambiental informa clientes sobre o uso correto da rede coletora de esgoto

22 Jan 2020

A BRK Ambiental trabalha continuamente a conscientização de seus clientes sobre o consumo racional de água, pois toda água utilizada de alguma forma voltará ao meio ambiente. Em Palmas, por exemplo, existem três Estações de Tratamento de Esgoto (ETE), onde todo esgoto coletado é 100% tratado. Além disso, ao longo dos anos, a BRK Ambiental trabalha para aumentar sua cobertura com redes de esgoto em todo município, focando na preservação ambiental e na universalização do saneamento.

 

Em algumas localidades, mesmo com a rede instalada, os moradores ainda não se sensibilizaram sobre a importância da destinação do esgoto para o sistema de tratamento e não se ligaram à rede coletora. “Os imóveis que não estão conectados à rede de esgotamento podem impactar de forma muito negativa o meio ambiente, contaminando o solo, os rios e as praias, ao lançar o esgoto sem tratamento na natureza”, alerta Sandra Leal, engenheira civil da BRK Ambiental.

 

Sandra explica ainda que, para os imóveis conectados à rede coletora de esgoto há necessidade de atenção quanto ao uso correto do sistema. A rede de esgoto não é dimensionada para receber água de chuva e deve atender às regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). “A destinação correta da água da chuva deve ser feita pelos municípios, com a instalação de galerias pluviais, por exemplo. Lançar a água da chuva irregularmente na rede coletora de esgoto pode causar diversos transtornos para a população, como extravasamento do esgoto e o risco de retorno para dentro dos imóveis”, pontua a engenheira.

 

Lixo no esgoto

Outro cuidado importante para a manutenção do serviço de coleta e tratamento de esgoto é não jogar lixo na rede coletora. Só em 2019, a BRK Ambiental retirou mais de 500 toneladas de lixo do sistema de esgoto de Palmas. “O despejo de objetos e lixo é a principal causa de obstruções e vazamentos, o que traz prejuízos para toda a população. Para se ter uma ideia, já encontramos na rede coletora um vestido de noiva, brinquedos infantis, sapatos e outros objetos. Outra recomendação é não lançar óleo de cozinha em pias e vasos sanitários”, destaca Sandra Leal.

 

O tratamento de esgoto exige um tratamento correto, pois a ação consiste em reduzir a carga orgânica e eliminar os agentes patogênicos causadores de doenças. “A Estação de Tratamento de Esgoto faz o que o rio faz, a depuração da carga orgânica, porém de forma muito mais rápida e controlada. O esgoto bruto, quando lançado nos corpos hídricos, consome seu oxigênio, inviabilizando a vida aquática, comprometendo o uso da água para recreação e abastecimento. Por isso, a importância da população que possui a rede instalada aderir ao sistema de esgoto”, explica Sandra.

 

A concessionária cumpre os padrões de qualidade do lançamento do efluente final (o esgoto tratado) nos rios e lagos, conforme as normas técnicas, sendo rigidamente fiscalizada por órgãos externos, como Agência Reguladora e Fundação de Meio Ambiente, além de passar por análises periódicas do efluente e do local de lançamento do efluente tratado.

 

Importante ressaltar que o esgoto tratado possui coloração característica e que o tratamento consiste em depurar a carga orgânica e eliminar os agentes patogênicos neutralizando seu impacto na fauna, flora e utilização dos rios e mares. Assim, o efluente tratado lançado nos rios é inerte ao meio ambiente, não demandando oxigênio do meio e, por vezes, reduzindo os níveis de contaminação patológicos do corpo receptor do lançamento.

 

Serviços de limpa-fossa

 

Nos locais onde não há rede de esgoto instalada, a população costuma utilizar fossas sépticas. O esgotamento, ou limpeza da fossa, deve sempre ser feita por uma empresa devidamente licenciada e que esteja de acordo com todas as regras e normas exigidas pelo segmento. Além disso, a empresa de limpeza de fossa deve ser credenciada junto à BRK Ambiental para que o descarte do esgoto seja feito de forma correta, nas Estações de Tratamento de Esgoto. “Esse é um passo importante, para proteger a fossa, a saúde da população e para proteger o meio ambiente”, finaliza Sandra.

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Covid-19: Brasil chega a 2,8 milhões de casos; 70,3% estão recuperados

Mais de 95 mil brasileiros morreram por causa do novo coronavírus

Covid-19

Tocantins registra 669 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 27.664 casos no total, destes, 16.562 pacientes estão recuperados, 10.694 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 408 pacientes foram a óbito.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira