Thursday, 26 de November de 2020

GERAL


Cursos complementare

Chegou a hora de “hablar” espanhol

18 Jul 2008

Na América do Sul - isso para não falar em toda a América Latina - o único país que não fala espanhol é o Brasil. Isso é algo extremante positivo para o país, afinal a língua portuguesa foi primordial para o processo de integração e consolidação da gigante nação brasileira. Mas, por muito tempo, o País se viu isolado dos vizinhos. O paradoxo é que sempre houve, até bem pouco tempo, uma relação estreita com os antigos países exploradores/colonizadores europeus, e os EUA, em detrimento dos sul-americanos.

Mas, felizmente, esse cenário está mudando num ritmo cada vez mais frenético. Países da América Latina, como Venezuela, Uruguai, Argentina, Paraguai, Bolívia, Chile e Colômbia, já têm adotado o português como segundo idioma. Isto se deve ao fato da proximidade geográfica e das relações comerciais do Mercosul. Os ministros da Educação do Bloco já adotaram um programa de integração que prevê o ensino obrigatório do português como a segunda língua nos países integrantes, e do espanhol como segunda língua no Brasil.

Este é o momento de o brasileiro também buscar capacitação e novas oportunidades nesse mercado tão abrangente.

De acordo com matéria publicada na Revista Língua Portuguesa, com o aumento de acordos comerciais e negócios firmados entre o Brasil e os outros países do Bloco, aumenta também a conscientização de que falar “portunhol” já não é mais suficiente. Além disso, uma das grandes dificuldades que esses países encontram é quanto à disponibilidade de professores de português, visto que a oferta de profissionais especializados no idioma ainda é muito escassa em vista da oferta de professores de língua inglesa. Esta é também uma das dificuldades das escolas de idiomas que oferecem cursos de espanhol em Palmas. Segundo Célio Henrique Lobo, diretor da escola CNA, a proporção quanto ao número de profissionais é de aproximadamente 10 professores de inglês para um de espanhol.

Dificuldades à parte, na Capital, a oferta por cursos do idioma tem aumentado significativamente. Hoje, além das escolas particulares, alguns centros universitários também têm oferecido o ensino do idioma tanto para alunos e funcionários, como para a comunidade, como é o caso da Unitins e da UFT. O idioma também está em processo para se tornar disciplina obrigatória no currículo de escolas públicas e particulares no Tocantins. Preocupado com isso, o Governo do Estado está disponibilizando um programa de qualificação continuada em espanhol para professores de Letras da rede pública.

 

Ofertas e custos

Aproximadamente sete cursos em diferentes centros de idiomas são oferecidos na capital atualmente. Os preços variam de acordo com carga horária e duração do curso. Na Unitins, por exemplo, o custo semestral é de R$ 200,00 para estudantes, R$ 250 para funcionários e R$ 300 para a comunidade em geral, todos com parcelamento em seis vezes. As matrículas estarão abertas do dia 10 até o dia 25 deste mês, na Coordenação de Extensão, na sede da Unitins. Já no CNA, as aulas iniciam em 11 de agosto e as matrículas para o próximo semestre já estão abertas. O curso é intensivo e tem duração de apenas 18 meses. Neste período, de acordo com Célio, o aluno adquire fluência total no idioma. A escola também está com preço promocional de R$110,00 mensais com o material gratuito.

COMPARTILHE:


Confira também:


Retorno

Governador Carlesse reassume Palácio Araguaia e agradece Antonio Andrade pelo trabalho realizado à frente do Executivo

Presidente da AL agradece por oportunidade e faz balanço dos dias como governador



Saúde

Hemocentro de Palmas promove homenagem aos doadores de sangue

Ação foi realizada nesta quarta-feira, 25, Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue


IML

Corpo de um homem jovem não identificado e não reclamado permanece no IML de Palmas

Trata-se de pessoa do sexo masculino, com idade entre 18 e 25 anos, aproximadamente.


Naturatins

Governo apresenta Cartas Climáticas que vão auxiliar gestão ambiental no Tocantins

Naturatins acompanhou a apresentação do levantamento que aponta tendências climáticas do Tocantins com base nos registros das últimas três décadas servirão como referências para gestão de ações ambientais em diferentes regiões do Estado em cada período do


Amazônia

Tocantinenses são destaque no 2º Festival de Cinema Negro Zélia Amador de Deus


Arraiá da Capital

Estrutura do Arraiá da Capital Online está sendo finalizada


Moradia

Recanto das Araras II: data para assinatura de contratos dos imóveis é adiada


Agenda

Governador em exercício, Antonio Andrade, vistoria obras da Ponte de Porto Nacional


Denuncia de Estupro

Jovem de 20 anos acusa senador Irajá Abreu de cometer estupro em São Paulo


Segurança

Polícia Civil do Tocantins deflagra segunda fase da operação Rosetta contra membros de organização criminosa



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira