Wednesday, 17 de July de 2019

GERAL


Alerta

Clima seco deve continuar

14 Sep 2010

Fumaça gerada pelas contínuas queimadas, poeira, ventanias, baixa umidade do ar e intensa incidência solar. Tais fatores está tornando a capital tocantinense, Palmas, um local inóspito e difícil de se respirar. A reclamação é geral: “Tenho ressecamento no nariz que chega a sangrar. As dores de cabeça são constantes e a sensação térmica é de 52 graus celsios”, reclama a moradora Ana Paula Assunção, que veio de Belém do Pará, e está em Palmas há dois anos.

No iníncio desta semana, o período de clima crítico levou a Guarda Metropolitana de Palmas a alertar a população palmense, quanto a atitudes preventivas. De acordo com o gerente interino da Defesa Civil Municipal, que é ligada a GMP, Inspetor Leônidas Castro, diante desses mais de 120 dias sem chuvas, são necessários vários cuidados. “A situação requer das pessoas o consumo de água com mais frequência, bem como é benéfico que não façam esforço físico, mesmo após as 17 horas, já que isso exige mais respiração e nosso ar está muito carregado de fumaça”, comenta Castro. Outra recomendação é maior consumo de frutas.

Chuvas

A Defesa Civil também faz alerta para a chegada das chuvas. Leônidas Castro acredita que até o final de setembro Palmas poderá ter as primeiras chuvas. “Algumas nuvens já são vistas e em geral, pela temperatura do solo e a poeira, com as chuvas vem a gripe. As pessoas devem evitar a exposição durante o temporal, até por causa do perigo com raios”, explicou.

A previsão, feita pelo Núcleo Estadual de Meteorologia e Recursos Hídricos (Nemet– RH), anuncia que as chuvas só devem molhar as terras tocantinenses em outubro.

Os moradores são aconselhados a não deixar pertences soltos no quintal, de forma que não sejam levados pelo vento forte e causem acidentes.

Quem tem casas cobertas com telhas de barro, devem, segundo Castro, fazer o emboque para melhor afixação da cobertura. O mesmo deve ocorrer se as telhas forem de amianto, alumínio ou zinco. “Quanto mais cedo realizar essas ações, melhor”, argumenta o inspetor.

De acordo com Castro o alerta é principalmente para os moradores das regiões mais abertas, como Taquari, Jardim Aurenys I, II e III, Bela Vista e Santo Amaro, que possibilitam que as correntes de ar ganhem mais velocidade”. (com informações da Ascop)

COMPARTILHE:


Confira também:


Siqueira no Senado

Governador Wanderlei Barbosa prestigia posse de Siqueira Campos no Senado

Durante discurso, Wanderlei Barbosa ressaltou a importância história de Siqueira Campos, como líder fundamental na criação do Tocantins.

TJTO

Juíza determina que o Estado e o município de Palmeirópolis forneçam, em 10 dias, remédio contra hanseníase a paciente

O descumprimento da sentença acarretará em multa diária de R$ 1mil (individualizada em R$ 500,00 para cada uma das partes requeridas - Estado e o Município) e limitada a R$ 30mil


Formação

Unitins traz Viviane Mosé para evento de qualificação de professores

Professora há mais de 30 anos, a palestrante é reconhecida nacionalmente pela atuação na área educacional


Luto

Morre a Auditora Fiscal Elizabeth Leda, aos 73 anos

Irmã da também Audiora Fiscal, Ana Maria Leda Barros e tia do vereador Rogério Freitas, Dra Beth no início da implantação do Estado do Tocantins exerceu o cargo de Coordenadora de Recursos Humanos do Estado


Norte do TO

Polícia Civil prende mais um suspeito de participar de homicídio de adolescente em Araguaína


Cidades criativas

Quatro cidades do Brasil concorrem a títulos na Unesco


Grupo Record

Portal R7 ganha novas cores em ação dia e noite da Benegrip


Tocantins

Grupos de Ajuda Mútua dão apoio a dependentes químicos e familiares durante e após recuperação


Reforma

Damaso vota por regra de transição diferenciada para professores e policiais


Influencer

Gabriel Farhat comanda direção artística de novo projeto musical



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira