Friday, 18 de October de 2019

GERAL


Alerta

Clima seco deve continuar

14 Sep 2010

Fumaça gerada pelas contínuas queimadas, poeira, ventanias, baixa umidade do ar e intensa incidência solar. Tais fatores está tornando a capital tocantinense, Palmas, um local inóspito e difícil de se respirar. A reclamação é geral: “Tenho ressecamento no nariz que chega a sangrar. As dores de cabeça são constantes e a sensação térmica é de 52 graus celsios”, reclama a moradora Ana Paula Assunção, que veio de Belém do Pará, e está em Palmas há dois anos.

No iníncio desta semana, o período de clima crítico levou a Guarda Metropolitana de Palmas a alertar a população palmense, quanto a atitudes preventivas. De acordo com o gerente interino da Defesa Civil Municipal, que é ligada a GMP, Inspetor Leônidas Castro, diante desses mais de 120 dias sem chuvas, são necessários vários cuidados. “A situação requer das pessoas o consumo de água com mais frequência, bem como é benéfico que não façam esforço físico, mesmo após as 17 horas, já que isso exige mais respiração e nosso ar está muito carregado de fumaça”, comenta Castro. Outra recomendação é maior consumo de frutas.

Chuvas

A Defesa Civil também faz alerta para a chegada das chuvas. Leônidas Castro acredita que até o final de setembro Palmas poderá ter as primeiras chuvas. “Algumas nuvens já são vistas e em geral, pela temperatura do solo e a poeira, com as chuvas vem a gripe. As pessoas devem evitar a exposição durante o temporal, até por causa do perigo com raios”, explicou.

A previsão, feita pelo Núcleo Estadual de Meteorologia e Recursos Hídricos (Nemet– RH), anuncia que as chuvas só devem molhar as terras tocantinenses em outubro.

Os moradores são aconselhados a não deixar pertences soltos no quintal, de forma que não sejam levados pelo vento forte e causem acidentes.

Quem tem casas cobertas com telhas de barro, devem, segundo Castro, fazer o emboque para melhor afixação da cobertura. O mesmo deve ocorrer se as telhas forem de amianto, alumínio ou zinco. “Quanto mais cedo realizar essas ações, melhor”, argumenta o inspetor.

De acordo com Castro o alerta é principalmente para os moradores das regiões mais abertas, como Taquari, Jardim Aurenys I, II e III, Bela Vista e Santo Amaro, que possibilitam que as correntes de ar ganhem mais velocidade”. (com informações da Ascop)

COMPARTILHE:


Confira também:


Praia Limpa

Operação Praia Limpa retira quase 12 toneladas de lixo nos rios Araguaia e do Coco

Dois caminhões carregados de lixo recolhido e 10 responsáveis por acampamentos foram identificados e serão notificados para retirada das estruturas das praias


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira