Sunday, 24 de May de 2020

GERAL


Pandemia

Comitê de Crise reforça isolamento social durante reunião coordenada pelo governador Mauro Carlesse

01 Apr 2020
Divulgação Comitê de Crise reforça isolamento social durante reunião coordenada pelo governador Mauro Carlesse

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, coordenou na tarde desta terça-feira, 31, reunião por videoconferência do Comitê de Crise para Prevenção da Covid-19 (novo Coronavírus). Durante a reunião os integrantes do comitê reforçaram a necessidade do isolamento social, como forma de evitar o contágio em larga escala no Estado, e debateram as ações em execução para minimizar os efeitos da pandemia no Tocantins.

“O momento é difícil, e uma das dificuldades é fazer com que as pessoas entendam a necessidade de ficar em casa”, enfatizou o Governador, destacando a importância de todos os envolvidos fazerem a sua parte no convencimento da população. Ele destacou que o Tocantins conta com poucos casos confirmados, o que pode ser atribuído ao fato de o Estado ter sido um dos primeiros a estabelecer um plano de contingência para combater o novo Coronavírus.

Também explicou que, paralelo às ações de combate ao novo Coronavírus, o Governo do Estado está empenhado em assistir as famílias menos favorecidas em todo o Tocantins. Para isso estão sendo distribuídas cestas básicas nos 139 municípios do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas). E por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), estão sendo entregues kits alimentação e higiene a todos os estudantes da rede estadual de ensino.

O secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, destacou que até o momento pouca coisa foi disponibilizado pelo Ministério da Saúde, mas por determinação do governador Mauro Carlesse foi realizada a aquisição de insumos para atender a demanda dos tocantinenses. No entanto, existe dificuldades de entrega pelos fornecedores, mas adiantou que não existe casos de exames pendentes. “Temos quantitativo de testes para atender todo o Estado e toda a demanda que o Lacen [Laboratório Central do Estado] recebe, Já fizemos próximo de 2 mil testagens e não temos nenhum exame pendente”, explicou, ressaltando ainda que o Hospital Geral de Palmas (HGP) está com 17 leitos prontos e vazios para atender os pacientes acometidos pela Covid-19.

Edgar Tollini enfatizou ainda que os secretários municipais estão orientados para atender qualquer demanda e que o plano do Estado de combate à doença já foi aprovado pelo Ministério da Saúde e que o Tocantins conta com 800 leitos desocupados, que podem ser usados, sem comprometer o atendimento convencional de urgência e emergência.

Por sua vez o secretário de Estado da Fazenda e Planejamento, Sandro Armando, falou da preocupação com os efeitos da crise na arrecadação do Estado. Segundo ele, os efeitos já começaram a ser sentidos neste mês de março. “A expectativa de queda da arrecadação já começa a ser sentida, porque as empresas começaram a não arrecadar. Estamos estudando, com os demais secretários no país, o que podemos fazer para minimizar os impactos orçamentários. A queda da arrecadação é real e nos preocupa”.

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Helvécio Maia, falou das ações desenvolvidas pela corte neste momento para enfrentar o problema e elogiou o governador Mauro Carlesse pelo desprendimento. “O Governador foi ágil para combater a pandemia e a distribuição desses kits foi uma bela iniciativa para minimizar o sofrimento dos menos favorecidos”.

O secretário chefe da Casa Civil, Rolf Vidal, explicou que a aprovação pela Assembleia Legislativa do Estado de Emergência é o reconhecimento das forças necessárias para enfrentar essa situação. Ele disse que a medida permite maior agilidade administrativa, além de vedações, restrições e recomendações para todo o Estado no que diz respeito ao transporte urbano, rural, intermunicipal. Também regulamenta questões que envolve aglomerações de pessoas, eventos de qualquer natureza, visitação em unidades prisionais, sistema socioeducativo e recomendações aos chefes dos executivos municipais. “Todas essas orientações do governador Mauro Carlesse se baseiam em aspectos científicos, médicos e da Organização Mundial de Saúde, que visam preservar, em primeiro lugar a vida”, explicou.

Comitê

O Comitê de Crise para Prevenção da Covid-19 foi implantado no último dia 12, pelo Governo do Tocantins, e conta com a participação da Assembleia Legislativa (AL/TO); do Tribunal de Justiça (TJ/TO); do Ministério Público Estadual (MPE); da Defensoria Pública Estadual (DPE); da Polícia Federal (PF); da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Ordem dos Advogados do Brasil- Seccional Tocantins (OAB/TO).

O objetivo do Comitê de Crise é a união de forças entre os Poderes do Estado e órgãos institucionais com vistas a fomentar ações que possam prevenir a população do Tocantins contra o novo Coronavírus.

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins chega a 2.591 casos no total; 52 pacientes foram a óbito

Os dados contidos no boletim são consolidados com resultados de exames realizados no Lacen e notificações recebidas dos municípios até as 23:59h do último dia.

COVID-19

Governo do Tocantins entrega reforço de camas automatizadas para unidades Hospitalares

As camas adquiridas ainda antes da pandemia da Covid-19 serão distribuídas nos 18 hospitais geridos pelo Estado e a entrega dos mobiliários faz parte de ações para melhor estruturação dos serviços de Saúde




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira