Monday, 06 de April de 2020

GERAL


Saúde Bucal

Como manter a saúde bucal dos pets?

12 Feb 2020

Ser tutor de pets requer mais responsabilidades do que se imagina. É preciso levar para passear, visitar frequentemente o médico veterinário, manter as vacinas em dia e prover uma boa alimentação para o animal.

 

Mas não só isso. Há também os cuidados com a higiene bucal dos cães e gatos, que, muitas vezes, acaba sendo deixada de lado por conta da correria do dia a dia de seus donos. 

 

Muitos até desconhecem que um simples mau hálito do bichinho pode ser o indício de uma grave doença bucal.

 

Com isso, para esclarecer o tema de uma vez por todas, vamos explicar em detalhes os malefícios da falta de atenção à saúde oral dos animais. E também daremos algumas dicas valiosas para deixar o seu pet ainda mais saudável. Veja adiante.

Problemas bucais mais comuns em cães e gatos

Grande parte das doenças orais dos animais de estimação evolui de forma rápida e silenciosa, fazendo com que os tutores percebam sinais de doenças tardiamente.

 

Entre as principais doenças bucais nos pets estão algumas:

 

  • Lesões endodônticas: acontecem a partir da quebra dos dentes dos animais, e isso faz com que bactérias causem lesões na parte interior do osso. Essas bactérias podem infectar não só a boca, mas também podem infeccionar outros órgãos do bichinho;

  • Gengivite: é uma inflamação na gengiva do animal. Ocorre em decorrência do acúmulo de placa bacteriana. Os seus sintomas incluem mau hálito, vermelhidão na gengiva, podendo gerar sangramento e aparência alongada dos dentes.

  • Doença periodontal: acontece por causa da progressão da placa e da inflamação da gengiva. Não apenas a gengiva é afetada, mas também os ligamentos que mantém os dentes e os ossos em seus lugares. Como consequência, há a perda dos dentes e o enfraquecimento dos ossos, que levam a fraturas na mandíbula e no maxilar.

  • Lesão Reabsortiva dos Felinos: é tida como a cárie dos gatos. Esta doença pode gerar a reabsorção dos dentes do bichinho, deixando-os fracos e, como consequência, mais suscetíveis a fraturas.  

 

Assim, atentar-se à higiene bucal dos animais de estimação é imprescindível para a saúde deles! É tão importante quanto os outros cuidados básicos que muitos tutores já estão acostumados, como levá-lo para passear, dar as vacinas, vermífugo e outros. 

Como cuidar da saúde bucal do meu pet?

É indicado que os cuidados com a higiene bucal dos animais de estimação comecem logo enquanto eles são filhotes. Mas sabemos que nem sempre isso acontece. 

 

Muitos donos de pets ficam atentos a essa questão apenas quando percebem os primeiros sintomas das doenças. 

 

Com o intuito de evitar que isso aconteça, vamos dar algumas dicas a seguir. Veja!

  1. Escove os dentes do seu pet diariamente 

A escovação dos dentes dos animais deve ser feita pelo menos uma vez ao dia. Para isso, existem escovas e creme dentais específicos para os pets.

 

Jamais utilize pasta dental de humanos, pois o teor de flúor presente nelas é considerado tóxico para os animais.

 

Alguns animais podem resistir um pouco inicialmente, mas vamos te ajudar com algumas dicas:

  • Acomode confortavelmente o seu pet e faça carinhos. Isso fará com que ele fique mais calmo e aceite melhor a escovação;

  • Mantenha a escova em um ângulo de 45° em relação aos dentes, assim, as cerdas penetram suavemente no sulco gengival. Lembre-se de realizar movimentos circulares;

  • Escove primeiramente os dentes de trás;

  • Para acostumar o pet, escove apenas a face externa de alguns dentes de cima e aumente a quantidade de dentes a cada sessão. Conforme ele for se acostumando com a escovação, também faça a higiene na superfície interna também.

 

  1. Mantenha bons hábitos alimentares

Os alimentos ingeridos pelo cão ou gato podem fazer toda a diferença quando o assunto é saúde bucal. É preciso fornecer uma alimentação equilibrada e balanceada para os bichinhos.

 

A escolha da ração deve ser feita levando em consideração pontos importantes, sendo alguns deles o peso e o porte de cada animal.

 

Muitos tutores também têm optado pela alimentação natural, comprando diretamente de empresas especializadas ou cozinhando as refeições em casa. Mas lembre-se: é válido conversar com um veterinário em ambas as situações!

 

O importante é alimentar adequadamente o pet para que ele fique forte e saudável, livre de doenças bucais.

 

  1. Utilize produtos para ajudar na higiene oral do pet

Hoje existem várias opções de itens destinadas à saúde bucal dos animais. As alternativas variam desde petiscos e brinquedos antitártaro, até spray antisséptico ou solução bucal. 

 

Faça testes com seu bichinho e veja com quais desses itens ele se sente mais confortável. Assim, a limpeza dos dentes e de toda a boca acontece de forma natural e, quem sabe, até mesmo divertida para o pet!

 

  1. Visite o veterinário com frequência

Como foi dito antes, muitas das doenças orais dos animais de estimação se propagam de forma silenciosa.

 

E é justamente por isso que as consultas ao médico veterinário auxiliarão no combate às doenças bucais. 

 

O especialista será capaz de identificar se a limpeza realizada em casa está sendo feita de forma correta. Além disso, poderá analisar se há ou não a necessidade de fazer uma higienização no consultório. 

 

Esta é uma opção válida, pois sabemos o quanto os animais podem ser resistentes às limpezas na região da boca. Por isso, muitas vezes é indicado que a higienização seja feita por um veterinário e sua equipe. 


 

Portanto, a saúde bucal dos animais de estimação é tão importante quantos os cuidados mais comuns que os tutores já estão habituados. E ter a consciência disso é primordial para o bem-estar dos pets!

 

Então, levará o seu cão para passear ou irá dar banho nele? Ótimo! Mas lembre-se também da importância de higienizar a boca do seu bichinho!

 

Assim, a escovação dos dentes e toda a higiene bucal devem ser realizadas com frequência e de forma correta. 


Caso você tenha dúvidas de como proceder, não tem problema! Entre em contato com uma clínica veterinária de sua confiança e marque uma consulta. Com certeza um médico veterinário poderá te ajudar a cuidar ainda melhor do seu melhor amigo canino ou felino!


COMPARTILHE:


Confira também:


Seu bolso

Sindiposto-TO diz que preço do combustível no Tocantins não cai por culpa de distribuidoras e pede providências da ANP

Os revendedores destacam que as três grandes companhias, que detém cerca de 70%, estão segurando as quedas de preços da Petrobras, bem como dos biocombustíveis.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira