Monday, 24 de June de 2019

GERAL


Fique atento

Cuidados podem proteger a casa

16 Dec 2009

Durante o período de férias muitas famílias costuma viajar, no entanto, deixar a casa sozinha sempre é uma preocupação que acompanha as pessoas na temporada de descanso. Isso porque o número de ocorrências a residências cresce em até 38% neste período, principalmente nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, como aponta o levantamento feito pela empresa de seguros Indiana S/A.

Em Palmas, os especialistas em criminalísticas alertam a população para o aumento de furtos e roubos, já que durante 2008 foram registrados 1.125 furtos em residências.“Há um aumento do crime contra o patrimônio (veículos, residências, lojas comerciais), às vezes com arrombamento ou não. Sugerimos que não deixem as residências desocupadas”, diz o perito Ezequas de Sales Freire, especialista em criminalística.

Dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado revelam que só em 2009, foram registradas até o mês de julho, 2.597 ocorrências de furtos em todo o estado. Em Palmas, 77 casas já sofreram o ataque de ladrões no mesmo período.
Segundo Freire é importante estar atento principalmente às ações que indiretamente fomentam a criminalidade. “Quando compramos algum objeto bem abaixo do preço de mercado e sem procedência fiscal, provavelmente estamos adquirindo um produto furtado. Se não houvesse receptador, não haveria furto. Se não houvessem viciados, não haveria traficantes”, diz o perito, referindo-se ao crack, droga que segundo ele vem sendo largamente utilizada em Palmas e seus arredores, como Taquarussu, causando sérios transtornos sociais ara a região.

A Polícia Militar costuma intensificar o policiamento nos meses de férias. No entanto, depois de vários telefonemas, esta redação não obteve retorno da Assessoria de Imprensa da PM/TO sobre essas ações e portanto não é possível afirmar se haverá ou não uma programação especial neste final de ano que proporcione mais segurança aos tocantinenses.


Carro tem que ser revisado antes de pegar a estrada

Outra precaução que se deve tomar na hora de pegar a estrada é estar com a revisão do carro em dia, que mesmo custando um preço salgado é a garantia de uma viajem tranqüila sem contratempos. O mecânico Raimundo Nonato explica que o valor da revisão varia de $ 300 a R$ 500 de acordo com o carro.

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) aconselha uma checagem principalmente nos pneus, óleo do motor, freio e suspensão do carro, e mesmo que o dinheiro não seja suficiente, é necessário tomar certos cuidados para evitar desgastes maiores durante o percurso.

Segundo o órgão, o ideal é fazer qualquer tipo de manutenção pelo menos uma semana antes da viagem, evitando problemas como falta de peças ou atraso na entrega do veículo. Essa medida também é importante para que o consumidor consiga verificar se o conserto está perfeito ou se precisa de ajustes.

COMPARTILHE:


Confira também:


Opinião

Cenário político de Palmas: “aparentar ser ” e o “fazer de fato”

É fato que a campanha eleitoral de 2020 já começou. As pedras já estão se posicionando no tablado. Até o momento, de oficial mesmo, somente a candidatura à reeleição da prefeita Cinthia


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira