Thursday, 23 de May de 2019

GERAL


Diversidade

Defensoria apoia 1° Encontro de Travestis e Transexuais do Tocantins, realizado a partir desta quinta-feira, 6

06 Dec 2018    13:00
Divulgação Defensoria apoia 1° Encontro de Travestis e Transexuais   do Tocantins, realizado a partir desta quinta-feira, 6

A cidade de Palmas conta, atualmente, com cerca de 30 travestis e transexuais em pontos de prostituição localizados em diversas regiões da cidade, conforme dados da Associação dos Transexuais e Travestis do Tocantins (Atrato). Com o intuito mapear e empoderar a classe para atuar nas questões de segurança pública e saúde, será realizado o 1° Encontro de Travestis e Transexuais do Tocantins. O evento será aberto nesta quinta-feira, 6, às 19h30, e segue com programação nesta sexta-feira, 7, no auditório da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), na Capital.

 

O Encontro é realizado pela Atrato em parceria com a Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), por meio do Núcleo Aplicado de Defesa das Minorias e Ações Coletivas (Nuamac) Palmas. A programação terá abertura oficial com composição de mesa de autoridades, palestras e apresentações artísticas. Na ocasião, a professora Rubra Rosa ministrará palestra com o tema “Identidade Trans: Avanços, Direitos e Desafios para comunidade Trans”.

 

Até o encerramento do evento haverá, ainda demais palestras nas áreas de saúde, assistência jurídica e relacionamento familiar. Presidente da Atrato, Byanca Marchyori reforça que o evento é importante tanto para a união das pessoas trans como também para buscar políticas públicas de saúde, educação, segurança pública, inserção social dentre outras para este segmento.

 

A defensora pública Letícia Amorim, coordenadora do Nuamac Palmas, participa do evento na sexta-feira, 7, ressaltando a atuação do referido Núcleo em defesa das pessoas transexuais e travestis.

 

Defensoria

Os Nuamacs da DPE-TO têm entre suas atribuições, fomen­tar as políticas públicas em defesa dos direitos das minorias, como na defesa da população LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e intersexuais), ques­tões de sexualidade e gênero, bem como fomentar políticas públicas de desenvolvimento e defesa dos direitos humanos.

 

Diversas pautas voltadas para o público LGBTI integram a atuação dos Nuamacs, dentre elas: nome social, plano municipal de direitos humanos, tratamento hormonal, atendimentos individualizados em casos de homofobia e transfobia, adoção e união estável para casais homoafetivos, dentre outros.

 

Desde o ano de 2017, O Nuamac Palmas leva atendimento jurídico ao público LGBTI em razão da Semana da Diversidade Sexual do Tocantins – Parada LGBTI. Dentre as atividades realizadas pelo Nuamac, destaca-se a visita aos pontos de prostituição da Capital a fim de identificar as principais necessidades de atendimentos jurídicos das pessoas atendidas.

 

Para a coordenadora do Nuamac, defensora pública Letícia Amorim, no mercado de trabalho a sociedade e as políticas públicas ainda estão longe de promover a inclusão à população trans. Segundo a Defensora, a falta de oportunidade no mercado de trabalho deságua em outros graves problemas, tais como o suicídio. “É necessário ampliar o acesso desta população à prevenção, proteção e assistência à saúde, além de ofertar atenção integral às suas necessidades”, disse.

 

Parcerias

O evento conta ainda com parceria do Instituto Equidade Tocantins, Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça (Gerência de Políticas LGBTI), Secretaria Estadual de Saúde (Gerência de IST/HIC-AIDS/HV), Secretaria Municipal de Saúde, Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins (OAB-TO), Universidade Federal do Tocantins (curso de Enfermagem),  Universidade Luterana do Brasil (curso de Psicologia) e Conselho Regional de Psicologia.

 

 

Dados Atrato

- Atualmente, Palmas tem cerca de 30 travestis e transexuais
- 90% escolheram a prostituição por falta de oportunidade de trabalho
- Apenas 59,4% dos trans estudaram até o 3º ano do ensino médio
- 96,4% já sofreram ataques físicos
- 45% saíram de casa entre os 13 e os 17 anos por preconceito da família
- 3 casos de transfobia e homofobia, em Palmas, foram registrados no ano de 2017

 

 

 

Programação

 

Quinta-feira - 6/12/2018

19h30 - Vídeos, Hino Nacional e Abertura Oficial e Apresentações artísticas

20h30 - Mesa de Autoridades

21h30 - Palestra Magna

Palestrante: Professora Dra. Rubra Rosa

Tema: Identidade Trans: Avanços, Direitos e Desafios para comunidade Trans.

Encerramento: Coffe-Break

 

Sexta-feira - 7/12/2018

08h30 - Mesa 1: Vivendo com HIV/AIDS

Palestrante: Lucrécia Borges

Mediadora: Thallita Costa

9h30 - Coffe-Break

10h00 - Mesa 2: E aí Tocantins! Vamos combinar? Prevenção combinada em IST/HIV-AIDS e HV.

Palestrante: Dr. Maravilha

Mediadora: Byanca Marchiori

11h00 - Mesa 3: Boletim Epidemiológico de HIV e outras IST’s no Tocantins.

Palestrante: MSc. Marileide Florêncio

Mediadora: Jéssika Vilalon

 

14h:00 - Mesas Redondas

Mesa 4: Saúde Mental e Relacionamento Familiar

Palestrante: Pisicóloga Camila Brusch

Mediador: Nycolas Castro

 

15h00 - Mesa Final: Avanços tecnológicos do SUS na prevenção do IST/HIV/HV entre a população T.

Palestrante: Henrique Ávila

Mediadora: Rafaella Mahare

16h00 Fala do NUAMAC/DPE

16h30 - Realização de Oficina de Testagem em Fluído Oral entre Pares

Ministração: ONG – Vida em Movimento – Henrique Ávila

Durante todo o dia do evento será realizada ainda testagens pelo Grupo Condutor de Infectocontagiosas da SEMUS / HENFIL / SESAU.

17h30 - Encerramento Final – Coffe-break

COMPARTILHE:


Confira também:


Investimento

Em São Paulo, governador Carlesse prospecta investimentos em logística, energia solar e indústrias

Também foi discutida possibilidade de instalação de uma montadora de aviões leves em Gurupi

Sisu

Estudantes podem consultar vagas do Sisu

Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero.


CPI do PreviPalmas

Max Fleury é ouvido na CPI do PreviPalmas

O ex-presidente do PreviPalmas estava no comando quando o instituto fez um investimento na ordem de R$ 30 milhões no Cais Mauá, como também, aplicou R$ 20 milhões no Fundo Tercon.


Fenelon Barbosa

Primeiro prefeito acredita que Palmas será uma das maiores e melhores cidades do Brasil

Ex-prefeito de Palmas conta a história da luta pela criação e construção da mais nova capital do país


Homenageados

Carlesse e vice-governador Wanderlei Barbosa são homenageados em sessão pelos 30 anos de Palmas


Taguatinga

Polícia Civil prende suspeito de estupro de vulnerável no sudeste do Estado


Mandado de prisão

Condenado por roubo é preso pela Polícia Civil em Palmas


Palmas 30 anos

Em entrevista exclusiva, Siqueira Campos diz que Palmas integrou e fortaleceu a economia do Tocantins


Norte do TO

BRK Ambiental leva teatro sobre preservação para mais de 30 escolas do Bico do Papagaio


FORJEF

I Fórum Interinstitucional dos Juizados Especiais Federais do Tocantins termina com balanço positivo



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira