Monday, 20 de January de 2020

GERAL


Endocardite

Descuido com a dentição pode causar danos à saúde

06 Aug 2008

Cáries, feridas e inflamações nas gengivas podem ser mais graves do que muita gente pensa. A falta de cuidados bucais pode gerar o que os especialistas chamam de Doença Periodontal. Essa doença acomete os tecidos em torno dos dentes e tem como principal agente causador a placa bacteriana, também chamada de biofilme. Essas bactérias, presentes nos dentes e gengivas, caem na corrente sanguínea e alojam-se em tecidos de órgãos fragilizados, normalmente nos pulmões, rins e coração, causando graves doenças. Ao alojarem-se nas válvulas do coração, as bactérias geram uma gravíssima infecção, a Endocardite.

Estudos apontam que 40% dos pacientes atendidos no Instituto do Coração (Incor) com endocardite bacteriana apresentam má higiene bucal. Cerca de 20% dos pacientes morrem na fase aguda da doença. Outra parcela significativa pode ficar com seqüelas graves, como insuficiência cardíaca, o que prejudica a qualidade de vida do paciente.

Muitos tipos de doenças cardiovasculares podem ser prevenidos com o controle dos seus fatores de risco, dentre eles, a doença periodontal. Pessoas com doença periodontal são duas vezes mais susceptíveis a doenças cardíacas do que aquelas com gengivas saudáveis.

De acordo com Dr. Amilton Santos, especialista em periodontia, a doença pode provocar lesões, com risco de comprometimento das funções vitais das válvulas do coração. Além disso, pode haver a liberação de fragmentos (êmbolos), que podem entrar na circulação e interromper o fornecimento do sangue a áreas do organismo, provocando Acidente Vascular Cerebral (AVC), popularmente chamado de derrame.

Dr. Amilton alerta que o portador de qualquer anomalia cardiovascular - ponte de safena, marcapasso, prótese valvular - informe ao seu dentista antes de realizar procedimentos cirúrgicos, extrações ou tratamentos de canais. O especialista ainda ressalta a importância dos cardiologistas orientarem também seus pacientes, já que este é um dos fatores que pode gerar graves problemas cardíacos.

O tratamento da doença consiste em raspagem do dente para a remoção de cálculos e placa bacteriana. Dr. Amilton ainda alerta: “escovar bem os dentes, usar o fio dental após cada refeição e realizar a remoção de cálculo (tártaro) periodicamente com o seu dentista são procedimentos que podem evitar as infecções e prevenir a endocardite bacteriana”.

COMPARTILHE:


Confira também:


Nacional

Polícias mudam rotina para se adequarem à Lei de Abuso de Autoridade

Corporações estão deixando de divulgar fotos de pessoas sem condenação


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira