Saturday, 20 de July de 2019

GERAL


Estou aqui de passagem, este mundo não é meu

06 May 2010

Por Efraim Rodrigues 

As facilidades da vida moderna fizeram com que qualquer um da classe média de hoje tenha mais confortos que um rei da idade média. Imagine o trabalho que dava para ter banho quente e suco gelado no castelo, mas quem hoje está feliz só com chuveiro quente e geladeira?

Mas quero ir além do chavão corretíssimo da ganância que gera dano ambiental.

Nem o rei da classe média nem o da idade média se relacionam com estas coisas que aparecem como que do nada. Eles não são da sua rua e aliás nem de rua alguma, como me lembrou nesta semana a música de Arnaldo Antunes.

Comidas se materializam em prateleiras refrigeradas nas lojas, pessoas são transportadas morro acima em caixas de metal com rodas, roupas sujas são limpas depois de passarem um tempo em uma caixa. Na idade média isto só aparecia do nada para meia dúzia de eleitos. Todos outros estavam trabalhando para fazer a mágica acontecer e mais importante, estavam conhecendo e experimentando materiais e tecnologias.

Como as pessoas podem saber sobre o impacto que a energia elétrica causa para ser gerada se a luz se acende magicamente ? A luz do candeeiro era muito mais cara que a atual: tinha que carregar o óleo, acender, era muito fraca, então precisava de uma quantidade enorme de óleo e candeeiros. Porém, ao lidar com a origem daquele recurso as pessoas construíam uma relação com ele e principalmente usavam os recursos com mais eficiência.

Ao não nos dissociarmos da origem de tudo que nos cerca, nos tornamos estrangeiros em nosso próprio mundo. Nada ali nos interessa porque não nos diz respeito. O governo força a barra para construir uma hidrelétrica ? São Paulo mais uma vez privilegia o transporte individual ? A Nike mais uma vez tem problemas sociais com a produção de seus artigos ? Nada disto nos diz respeito porque terceirizamos tudo que nos diz respeito. Comida, água luz, energia. A única preocupação dos reis de hoje é ganhar o suficiente para pagar tudo isto.

E qual o mal desta situação ?

Tem uma pesquisa sobre a coleta de lixo na cidade de Sommerville – Massachusetts, onde morei por dois anos, mostrando que as pessoas de lá separavam menos o lixo que a vizinha cidade de Cambridge. Seria fácil dizer que isto se deve a Cambridge ter moradores mais ricos e por isso mais educados. O problema é que a diferença perdura mesmo quando se compara famílias similares em ambas cidades. A grande diferença entre elas é que há muitos estrangeiros em Sommerville e poucos em Cambridge.

Estamos todos nos tornando estrangeiros ?



Efraim Rodrigues, Ph.D. (efraim@efraim.com.br) é Doutor pela Universidade de Harvard, Professor Associado de Recursos Naturais da Universidade Estadual de Londrina, consultor do programa FODEPAL da FAO-ONU, autor dos livros Biologia da Conservação e Histórias Impublicáveis sobre trabalhos acadêmicos e seus autores. Nos fins de semana ajuda escolas do Vale do Paraíba-SP, Brasília-DF, Curitiba e Londrina-PR a transformar lixo de cozinha em adubo orgânico e a coletar água da chuva.

Veja colunas anteriores em http://www.efraim.com.br/Blog/Blogger.aspx

COMPARTILHE:


Confira também:


Cuiabá

Em encontro com o ministro Dias Tofolli, presidente do TJTO defende autonomia dos Tribunais para aprovar projetos de interesse do Judiciário estadual

Do encontro convocado pelo ministro Dias Toffoli e no qual ele franqueou a palavra a todos os presidentes dos tribunais, saiu a Carta de Cuiabá

Estacionamento Rotativo

Tribunal de Justiça reconhece competência do TCE para emitir cautelar durante julgamento sobre o Estacionamento Rotativo de Palmas

O relator do processo, desembargador Ronaldo Eurípedes, apresentou seu voto no último dia 27 de junho negando o pedido da empresa com fundamento. no posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF)



Seciju

Ações contra violações de direitos são realizadas em praias do estado

Equipes técnicas da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) participaram de reuniões para fortalecimento da Rede de Proteção e realizaram ações de sensibilização nas praias de Porto Nacional e Pedro Afonso e fortaleceram a Rede de Proteção.


PM

Ação conjunta da Polícia Civil do Tocantins e da Polícia Militar de Goiás resulta na prisão de homicida foragido de Araguaína

Ele é suspeito de ser o autor de pelo menos dois homicídios praticados, em Araguaína, nos anos de 2018 e 2019 e foi capturado, mediante cumprimento a mandados de prisão preventiva, oriundos da 1° Vara Criminal da Comarca de Araguaína.


Regularização

Governo inova em gestão e abre portas do Instituto de Terras do Tocantins para estágio em 2019

O Instituto de Terras do Tocantins vem trabalhando com responsabilidade e eficácia para contribuir a cada dia com o desenvolvimento do Estado.


CPPA

Suspeito de cometer homicídio em 2015 é preso pela Polícia Civil em Araguaína


Premiação

EDP, controladora da Investco e da Enerpeixe no Tocantins, está entre as 15 marcas mais valiosas no mundo


Resgate

Paciente em estado grave é transportado de Miracema para Palmas pelas equipes do CIOPAER e SAMU


TV

Gastronomia alemã é o próximo desafio do MasterChef


Encceja

100% das unidades prisionais e socioeducativos realizarão o Encceja PPL 2019


Turismo

Adetuc projeta aumento de turistas e movimentação de mais de R$ 118 milhões na Temporada de Praias 2019



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira