Monday, 17 de June de 2019

GERAL


Limpeza

Estudantes do Osvaldo Franco mobilizam comunidade para mutirão de limpeza do córrego Brejinho

19 Sep 2018    11:32

O Colégio Estadual Osvaldo Franco promove o mutirão de limpeza do córrego Brejinho no dia 23 de setembro. O manancial é localizado em Araguatins. A atividade acontece das 8 às 18h e objetiva recolher o lixo das margens e dentro do leito como plásticos, pneus, garrafas pets, madeiras, para a revitalização do principal córrego do município, que tem reduzido sua capacidade de infiltrar água da chuva devido a degradação.

 

Além da limpeza, será realizada a plantação de mudas nativas nas margens do riacho. Para participar é bem simples. O grupo se reunirá no Colégio a partir das 8h. É importante que os voluntários utilizem roupas como calça, blusa de manga comprida, tênis ou sapato fechado, bonés ou chapéus e levem uma garrafinha para ser abastecida com água.

 

O estudante Rhenan Cauê Barbosa Batista, escolhido como delegado para o projeto, coordena a mobilização. Conforme o aluno de 12 anos, já foram estabelecidas inúmeras parcerias. “Além de envolvermos todas as escolas de Araguatins, fomos à universidade pedir apoio para o projeto, à Polícia Ambiental, ao Naturatins e à rádio local solicitar a participação de todos os araguatinenses no mutirão”.

 

A professora de Biologia, Ana Cláudia Barbosa, frisou que o projeto promoverá melhor qualidade de vida a todos. “A ação visa restaurar o córrego e mostrar que juntos podemos mudar a realidade, basta querer e fazer acontecer”, disse.

 

Segundo a docente, o projeto foi desenvolvido para ser apresentado na V Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente. “A proposta foi escolhida pela equipe do Osvaldo Franco, posteriormente foi apresentado na etapa estadual e, na etapa nacional, nosso delegado aprendeu como executar as ações”, concluiu.

COMPARTILHE:


Confira também:


Drogas

Maconha é a droga mais apreendida no Tocantins, revela estatística

O ranking aponta ainda um crescimento das ocorrências registradas no órgão em relação às apreensões de crack. Enquanto em 2017 foram 319 registros, em 2018, este número subiu para 432.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira