Saturday, 05 de December de 2020

GERAL


ONGs de fachada I

GTA é a base de sustentação de diversas entidades

24 Jun 2008

O GTA surgiu em 1992, no Rio de Janeiro, na Conferência Mundial Eco 92. Na ocasião, diversos movimentos voltados para questões sociais e culturais ecoaram por todo o mundo com o objetivo de conscientizar e promover a participação da sociedade na preservação ambiental e nas políticas de desenvolvimento sustentável. Seguindo a mesma vertente, centenas de entidades populares e técnicas da Amazônia, percebendo a disparidade entre as riquezas da região e a pobreza da população local, uniram-se em uma rede denominada GTA - Grupo de Trabalho Amazônico.

Aos dezesseis anos de existência, a rede, sediada em Brasília, reúne 602 entidades filiadas, está estruturada em nove estados que integram a Amazônia Legal e é dividida em dezoito coletivos regionais. O Grupo é composto por ONGs, associações e movimentos sociais que representam seringueiros, castanheiros, quebradeiras de coco babaçu, pescadores artesanais, ribeirinhos, comunidades indígenas, agricultores familiares, quilombolas, mulheres, jovens, rádios comunitárias, organizações de assessoria técnica, de direitos humanos e de meio ambiente.

A principal missão do GTA é a estruturação dos coletivos regionais. Eles envolvem diversas entidades que se cadastram à rede e oferecem apoio na organização delas, elaborando projetos gratuitamente para a captação de recursos com o objetivo de viabilizar suas ações. De acordo com João Bosco, coordenador do coletivo do Tocantins, “um projeto mal estruturado pode fechar as portas para que essas entidades consigam o financiamento para realização de suas ações”. O coordenador reafirma que a grande dificuldade da maior parte das entidades no Estado é a elaboração e apresentação desses projetos. E o foco de atuação do GTA é justamente auxiliando e assessorando as ONGs filiadas para que essas alcancem seus objetivos e consigam recursos para realizar suas ações.

COMPARTILHE:


Confira também:


Capital Provisória

Governo do Tocantins cancela transferência da Capital para Miracema em virtude da Covid-19

Ações eram desenvolvidas tradicionalmente no dia 7 de dezembro


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira