Thursday, 19 de September de 2019

GERAL


Energias Renováveis

Kátia Abreu defende políticas públicas para energias renováveis e biocombustíveis

14 Aug 2019    18:02
Divulgação Kátia Abreu defende políticas públicas para energias renováveis e biocombustíveis

A Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado (CCT) aprovou nesta quarta-feira (14), relatório da senadora Kátia Abreu (PDT-TO) da Proposta de Plano de Trabalho de Avaliação das Políticas Púbicas para Energias Renováveis e Biocombustível.
O Plano prevê a realização de duas audiências públicas até o fim do ano para coletar dados e informações atualizadas sobre o Renovabio, política de Estado com foco estratégico na produção de biocombustíveis, tanto para a segurança energética quanto para mitigação de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa.

De acordo com a senadora do Tocantins, o objetivo é verificar efetividade desta política e aprofundar o entendimento sobre os modelos de incentivos para as energias solar, eólica, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs, com potencial para gerar de 5 a 30 megawats) e Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs).

“Hoje o Brasil dá grande incentivo fiscal para energia eólica e solar, mas acabou deixando de fora as PCHs e CGHs. São investimentos que qualquer agricultor pode fazer. É super rentável e com despesa baixa. Os produtores ainda podem aproveitar o mesmo lago para a piscicultura. O Matopiba tem potencial enorme para gerar esse tipo de energia”, destacou Kátia Abreu.

Ao final do ano, a senadora Kátia Abreu apresentará um relatório conclusivo da CCT com proposições sobre as políticas mais adequadas para o desenvolvimento e uso de tecnologias para a produção de energias limpas e renováveis.

Entre as autoridades, entidades e especialistas que devem participar dos debates, estão a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocomsbustíveis (ANP); Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel); Ministério de Minas e Energia (MME); Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), Ministério do Meio Ambiente (MMA); Empresa de Pesquisa Energética (EPE); União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica); União Brasileiro do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio); Associação Brasileira de Pequenas Centrais Hidrelétricas (ABRAPCH); Associa&c cedil;ão Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR); Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) e cientistas-acadêmicos.

COMPARTILHE:


Confira também:


Política

Maia diz que Fundo Eleitoral é necessário para equilibrar campanhas

O projeto aprovado manteve novas situações, em que será permitido o uso de recursos do Fundo Partidário.

Premiação

Nota Quente paga R$ 10.935,88 neste sábado, 21

O programa Nota Quente Palmense realiza sorteios mensais de R$ 10 mil e dois sorteios semestrais de R$ 50 mil, sendo um no mês de maio e outro no mês de outubro, além do grande sorteio anual, de R$ 200 mil, realizado em dezembro.


Saúde

Profissionais de saúde alertam sobre cuidados com as altas temperaturas na Capital

Complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas são alguns dos problemas decorrentes da Baixa Umidade do Ar


Drogas

Polícia Civil prende quatro traficantes e apreende mais de 30kg de maconha em Gurupi

Com eles foram apreendidos 29 tabletes de maconha, três outros pedaços da mesma droga, uma balança de precisão, R$ 2.382,00 em espécie e aparelhos celulares.


Honraria

Participante de programa do Instituto TIM vence prêmio global da ONU


Agrotóxicos

Assembleia debate uso de agrotóxico em audiência proposta por Zé Roberto Lula


Economia

Endividamento atinge mais de 68% dos palmenses em agosto


Vestibular

Inscrições abertas para o Vestibular da Unitins


Ocorrência

Polícia Civil prende mulher suspeita de estelionato no sudeste do Estado


Proibição

Adapec apreende carga de 10 toneladas de sementes de capim irregular na TO-050 entre Palmas e Porto Nacional



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira