Saturday, 24 de August de 2019

GERAL


CPI do PreviPalmas

Max Fleury é ouvido na CPI do PreviPalmas

22 May 2019    14:20
Divulgação Max Fleury é ouvido na CPI do PreviPalmas

A Comissão Parlamentar de Inquérito, que investiga irregularidades nas aplicações financeiras do PreviPalmas, ouviu  na terça, 21,  o ex-presidente do Instituto de previdência do município de Palmas, Maxcilane Fleury. Estavam ainda convocados para prestar esclarecimentos, porém, se ausentaram Antônio José de Lima, Paulo José de Lima, Julia Vassalo Maia da Costa e Luiz Eduardo Franco de Abreu. O ex- presidente foi ouvido na condição de testemunha e por orientação de seu advogado recusou assinar o termo de compromisso de falar a verdade, alegando que o presidente da CPI, Milton Neris (PP), se recusou a retirar o trecho do documento que prevê que o ex-presidente do PreviPalmas poderia ficar em silêncio para não se auto-incriminar.

O ex-presidente do PreviPalmas estava no comando quando o instituto fez um investimento na ordem de R$ 30 milhões no Cais Mauá, como também, aplicou R$ 20 milhões no Fundo Tercon. Quando foi perguntado se não seria arriscado fazer tais investimentos, Fleury afirmou que não tinha conhecimento dos riscos das operações. “Todos os processos do PreviPalmas chegavam até a presidência após passar por uma criteriosa análise técnica do órgão. Eram respeitados todos os trâmites do processo e tinha que ser respeitada toda a parte técnica. Quando esses documentos chegavam até minha pessoa, apenas assinava dentro dos conformes legais”, explicou Fleury.   

Durante o depoimento, o ex-presidente negou que esteve com Elton Félix Gobi Lira, que está recluso numa penitenciária de Belém-PA, acusado de crimes contra o sistema financeiro. O presidiáro acusou Max Fleury de ser o responsável pelas aplicações irregulares no fundo de previdência. “Nunca estive como esse cidadão, jamais mantive contato com o mesmo durante a minha gestão à frente do PreviPalmas. Não sei nada a respeito do que ele falou para esta CPI, mesmo porque não tive acesso ao depoimento que ele deu”, esclareceu Max.

Já sobre a transferência de 30 milhões do Banco do Brasil para conta na Caixa Econômica Federal, o ex-presidente, afirmou que o dinheiro estava depositado em uma conta fluxo e que o dinheiro não poderia ficar nesta conta. “Eu não tomei essa decisão sozinho, tudo foi feito dentro de um trâmite legal para saber se poderia ser feito a transferência para a Caixa. Reitero que não foi uma decisão monocrática, e a equipe técnica do órgão me informou que o dinheiro não poderia ficar nessa conta fluxo, mas também não sei explicar para qual finalidade era a  destinação do recurso” justificou o ex-gestor do PreviPalmas. 

Ao ensejo, o presidente da CPI vereador Milton Neris (PP) destacou que a Comissão já tem muitos elementos e que está próximo de elucidar o que aconteceu com o dinheiro do Instituto. “A cada depoente que a gente traz aqui a investigação caminha. Nós já temos muitos elementos para desvendar o que ocorreu, para mostrar para os servidores o que fizeram com seu dinheiro. Hoje o Max afirmou nessa Casa que assinava os documentos confiando em seus assessores, entretanto, o que ficou, ao final, foi a digital dele e do Secretario de finanças. Como é que você empresta 30 milhões para alguém te devolver com juros baixos sem saber quem é, se tem condição de pagar? E mesmo depois de tudo isso, com tantas irregularidades, mesmo assim você bota mais dinheiro? Então, alguém muito forte mandou fazer. Nesse momento, ele não quis falar, mas penso que em algum momento ele vai falar, e a gente caminha para desvendar isso ai”, destacou o presidente Neris. (Ascom). 

COMPARTILHE:


Confira também:


Tocantins

Quatro estados pedem ajuda das Forças Armadas para combate a incêndios

Os estados de Roraima, Rondônia, Tocantins e Pará pediram ajuda do Executivo federal para combater incêndios florestais.

Fogo na Amazônia

Presidente autoriza uso das Forças Armadas contra incêndios na Amazônia

O governo não informou o número de militares que poderão ser empregados nas ações de combate aos incêndios.



PPA

Governador Mauro Carlesse abre sétima consulta pública do PPA

Durante a abertura do evento o governador Mauro Carlesse anunciou que pretende implantar no Estado o projeto Pioneiros Pátria Amada, com foco no meio ambiente.


Saúde

Hospital Geral de Palmas opera com menor índice de ocupação da história

O novo fluxo e o planejamento estratégico na realização das cirurgias ortopédicas são resultado do comprometimento da atual gestão da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que está regularizando e aumentando os estoques de medicamentos, materiais e insumos


Gurupi

Em Gurupi, governador Mauro Carlesse prestigia inauguração de Centro Cultural e exposição sobre ex-governador Siqueira Campos

Além do ex-governador Siqueira Campos, o evento contou com a presença de políticos e autoridades de Gurupi e região.


Campo

Secretaria da Agricultura e parceiros realizam o 3° Tecnifruti no Projeto Manuel Alves


Projeto Orelhinha

Tocantins recebe, pela segunda vez, projeto que resgata autoestima de jovens


Operação Forâneo

Polícia Civil realiza “Operação Forâneo” em Lagoa da Confusão e desarticula associação criminosa por tráfico interestadual de drogas


Audiência

Delegados de Polícia Civil do Tocantins tem audiência Pública com o Ministro Sérgio Moro


Saúde

Cirurgia bariátrica: mudanças do físico ao emocional


Operação Medusa

Polícia Civil prende 15º suspeito da Operação Medusa



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira