Monday, 24 de June de 2019

GERAL


Vestibular UFT

Ministério Público descarta violação das provas

18 Nov 2009

Após receber denúncia de um possível vazamento de conteúdo do vestibular da Universidade Federal do Tocantins realizado no último final de semana, a procuradora regional dos Direitos do Cidadão, Ludmila Ribeiro, descarta a possibilidade de uma irregularidade na aplicação das provas. Um vestibulando fez queixa a respeito dos envelopes das provas, que segundo ele estariam abertos. A Comissão Permanente de Seleção (Copese) abriu uma sindicância para apurar o caso e já prestou esclarecimentos ao Ministério Público.

“Tudo indica que não houve vazamento de conteúdo dos envelopes. Quando os vestibulandos reclamaram e o malote foi recolhido, foi também verificada a integridade dos envelopamentos, e então as provas foram novamente encaminhadas à sala. A UFT não dispunha de outros envelopes com provas a serem aplicadas” disse a procuradora.

De acordo com a presidente da Copese Maria Dilma houve uma equívoco na queixa doo vestibulando. “Ele disse que os envelopes das provas estavam abertos. Na verdade ele se referia a pasta onde estavam os envelopes lacrados das provas. Entregamos às provas, inclusive para ele, sem nenhuma violação”, explica a presidente.

A Copese explicou a procuradoria os três sistemas de segurança aos quais são submetidas as avaliações. O primeiro é um envelopamento com plástico, realizado no ato de impressão da prova. Depois, estes envelopes plásticos, com a quantidade de provas por sala previamente separadas, são colocadas em um malote, selado com dois lacres numerados.

Esta proteção, que é mais física e busca evitar abertura dos envelopes plásticos durante o transporte, é que foi o motivo da reclamação. E ainda há uma terceira proteção, que é um malote maior também destinado ao transporte.

”Nós estamos agora tomando todos os procedimentos para que haja o máximo de transparência nessa caso”, conclui Maria Dilma.

COMPARTILHE:


Confira também:


Opinião

Cenário político de Palmas: “aparentar ser ” e o “fazer de fato”

É fato que a campanha eleitoral de 2020 já começou. As pedras já estão se posicionando no tablado. Até o momento, de oficial mesmo, somente a candidatura à reeleição da prefeita Cinthia


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira