Saturday, 05 de December de 2020

GERAL


2ª Mosarq

Natureza e meio urbano com muito conforto e estilo

24 Jun 2008

Quem já visitou a 2ª Mostra de Arquitetura do Tocantins - Mosarq pôde conferir a qualidade do trabalho de profissionais da arquitetura e design do Estado. A mostra, que teve início na última sexta-feira, 20, está sendo realizada na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, em Palmas, e estará aberta à visitação até o dia 5 de julho. O local, segundo a coordenadora do evento, a arquiteta Mônica Avelino, é um lugar privilegiado, que envolve a natureza e o meio urbano. Outra vantagem que o local oferece, segundo Mônica, é o fato de estar muito próximo ao Córrego Brejo Comprido, que, para ela, é de grande importância para a cidade.

A primeira edição da mostra em 2006 teve como foco edifícios e escritórios comerciais, com o tema Escritórios Contemporâneos. Já na segunda edição, o principal foco é a preservação do meio ambiente. O evento este ano tem dois objetivos principais. “A primeira proposta é integrar o trabalho ao meio ambiente na doação das edificações que foram construídas e que vão ficar para a cidade. A segunda estratégia da Mosarq é a gestão integrada entre poder público e iniciativa privada”, explica Mônica.

Vários talentos estão mostrando seu trabalho de uma forma própria e especial. Para Alexandre Milhomem, arquiteto que participa pela segunda vez da mostra, a Mosarq faz com que a cidade de Palmas e seus talentos sejam valorizados, além de mostrar para a população que a cidade já tem capacidade e fornecedores para atender às suas necessidades. Alexandre elogia o evento e diz que, apesar de já ter seu trabalho reconhecido fora do Estado, pois participava da Casa Cor Goiás, a Mosarq oferece a ele a oportunidade de mostrar seu trabalho e de interagir com o público daqui.

 

Decoração

Além de Alexandre Milhomem e Mônica Avelino, outros 33 profissionais - entre arquitetos, decoradores e designers do Tocantins - estão participando do evento. Foram preparados diversos ambientes, todos com produtos e objetos de decoração que podem ser encontrados no mercado local.

Mas o forte na decoração fica por conta de materiais naturais e ecologicamente corretos. Quase todos os ambientes utilizaram madeiras, laminados ou MDF em sua composição. Segundo Alexandre, a atual onda ambiental já puxa para que a madeira esteja sendo usada na decoração de ambientes. “Não digo que seja uma tendência o uso da madeira porque é uma coisa que já está no mercado, já chegou e já ficou”, acrescenta. Mas o arquiteto alerta que a madeira deve ser usada desde que seja de forma sustentável e devidamente certificada.

Alexandre ainda dá a dica de que, hoje em dia, pode-se perfeitamente misturar materiais e estilos, como ele fez em sua cozinha, unindo o rústico com o clássico. O importante, segundo ele, é usar o material na quantidade certa, sem exageros. Para isso, o arquiteto ressalta a importância de se contratar um profissional na hora de decorar um ambiente. “O profissional tem esse conhecimento geral do que é usado e de como deve ser usado”, justifica.

COMPARTILHE:


Confira também:


Capital Provisória

Governo do Tocantins cancela transferência da Capital para Miracema em virtude da Covid-19

Ações eram desenvolvidas tradicionalmente no dia 7 de dezembro


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira