Friday, 27 de November de 2020

GERAL


Ocorrência

Operação Fortaleza da Polícia Civil do Tocantins resulta na prisão de 10 pessoas suspeitas por tráfico de drogas no interior do Estado

06 Nov 2020
Operação Fortaleza da Polícia Civil do Tocantins resulta na prisão de 10 pessoas suspeitas por tráfico de drogas no interior do Estado

Com o objetivo de dar cumprimento à mandados de prisão contra indivíduos suspeitos de integrarem uma organização criminosa responsável por praticar o tráfico de drogas em várias cidades do Estado, nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 6, a Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 4ª Delegacia Regional de Guaraí, no centro-norte do Estado, deflagrou a operação “Fortaleza”. A ação resultou na prisão de 10 pessoas supostamente envolvidas com tráfico e na apreensão de várias porções de drogas, arma de fogo, veículo e grande quantia em dinheiro.

Comandada pelo Delegado Regional da 4ª DRPC e Chefe da 5ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (5ª DEIC/Guaraí), Adriano Carrasco, a operação teve início ainda de madrugada, quando dezenas de policiais civis da várias unidades policiais de Guaraí, Pedro Afonso, Palmas e Paraíso se reuniram na sede da 4ª DRPC para uma reunião onde foram definidas as formas de atuação e as composições das equipes.

Logo em seguida, um contingente formado por mais de 50 policiais civis saiu de Guaraí e foi até a cidade de Tabocão, onde as ordens judiciais foram cumpridas, sendo que todos os nove suspeitos de fazer parte da organização criminosa foram capturados, enquanto ainda estavam em suas residências.  

Além da equipe da 5ª Divisão Especializada no Combate ao Crime Organizado (5ª DEIC), de Guaraí, a operação teve a participação de policiais civis da Palmas; 6ª DEIC de Paraíso do Tocantins; 1ª Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (1ª DENARC) de Palmas; 49ª DP de Pedro Afonso; do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE) e da aeronave do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER). Cabe ressaltar que DEICs e DENARCs são divisões da Diretoria de Repressão a Corrupção e Combate ao Crime Organizado (DRACCO).

Durante a ação, os policiais civis também efetuaram a prisão e um homem pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. Ele é padrasto de um dos investigados e, no momento da ação de cumprimento do mandado de prisão, foi flagrado de posse da arma de fogo. Em continuidade as ações da Operação Fortaleza, as equipes policiais também efetuaram a apreensão de um adolescente de 17 anos de idade, o qual estava com algumas porções de drogas e foi autuado em flagrante por ato infracional análogo ao tráfico de drogas. 

 

Tabocão

Conforme o delegado Adriano Carrasco, a operação Fortaleza, teve início há alguns meses quando os policiais civis da 5ª DEIC identificaram alguns indivíduos que supostamente estariam realizando tráfico de entorpecentes nas cidades de Guaraí, Pedro Afonso, Miranorte, além de outros municípios do centro-norte do Estado. “A partir das investigações, obtivemos informações de que a associação criminosa tinha atuação em vários municípios do Estado, mas mantinha sua base na cidade de Tabocão, de onde manipulava os entorpecentes adquiridos, batizando a droga e a revendendo nas cidades já mencionadas”, explicou o Delegado.

 

Mandados cumpridos

A operação resultou em nove prisões, todas realizadas em cumprimento a mandados judiciais pelo crime de tráfico de drogas. Os presos têm idades que variam de 21 a 50 anos. Além das prisões, houve a autuação de uma mulher de 18 de idade por tráfico com agravante por envolvimento de menor de 17 anos, que foi apreendido por ato infracional análogo ao tráfico.

 

Objetivos alcançados

O delegado Adriano Carrasco avalia que os objetivos, inicialmente propostos, foram plenamente alcançados por meio das prisões e apreensões realizadas durante a operação Fortaleza. “Todas as pessoas, que tinham mandados de prisões preventivas em aberto foram localizadas e presas e, além disso, conseguimos efetuar a prisão de mais um homem por posse ilegal de arma de fogo e a apreensão de um adolescente por ato infracional análogo ao tráfico, bem como, apreender uma espingarda, drogas, veículo e certa quantia em dinheiro. Deste modo concluímos que a operação foi um grande sucesso, pois trouxe mais paz e sossego a população de Tabocão”, disse o Delegado.

Conforme Adriano Carrasco, todo o grupo criminoso foi desarticulado, uma vez que todos os seus integrantes, que estavam sendo investigados há mais de um ano foram capturados. “A desarticulação dessa associação criminosa representa para a população, não somente de Tabocão, mas também de municípios circunvizinhos, uma sensação de segurança, uma vez que conseguimos tirar de circulação todos os integrantes dessa associação criminosa que já atuava há pelo menos dois anos”, ressaltou.

O Delegado assevera que cada integrante da associação criminosa tinha uma função bem definida o que garantia a sincronização do esquema criminoso. “Todos os presos agiam sob o comando de dois integrantes, com idade de 31 e 22 anos, sendo que alguns eram responsáveis por buscar a droga em outros locais, outros manipulavam o entorpecente em Tabocão, misturando outros produtos para que rendesse mais, e por último, outros presos ficavam responsáveis por revender a droga”, explicou.   

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, todos os presos foram conduzidos à sede da 4ª DRPC, onde foram autuados pelos crimes já mencionados e, em seguida, foram recolhidos à Casa de Prisão Provisória de Guaraí, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.  A mulher foi encaminhada a Unidade Prisional Feminina de Pedro Afonso, onde ficará à disposição da Justiça. Quanto ao menor de idade, foi lavrado um Boletim de Ocorrência Circunstanciado por ato infracional análogo ao tráfico de drogas e, logo depois, liberado para sua família.

COMPARTILHE:


Confira também:


Estado

Governador em exercício conduz última audiência pública do projeto Justiça Cidadã

Projeto visa aproximar o cidadão dos serviços do Judiciário.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira