Sunday, 09 de August de 2020

GERAL


Fraudes Bancárias

Polícia Federal desarticula grupo criminoso especializado em fraudes bancárias no Tocantins

07 Jul 2020
Divulgação Polícia Federal desarticula grupo criminoso especializado em fraudes bancárias no Tocantins

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (07) a Operação “Xunxo”, que tem como objetivo desarticular grupo criminoso especializado em fraudes bancárias eletrônicas.

Aproximadamente 30 Policiais Federais cumprem 8 mandados de busca e apreensão nas cidades de Palmas e Porto Nacional, todos expedidos pela 4o Vara da Justiça Federal do Tocantins.

O grupo criminoso é formado por empresas e empresários, que se utilizam de fraudes eletrônicas para realizar o pagamento de boletos bancários por meio de contas de terceiras pessoas que tinham suas contas pessoais invadidas e se tornavam vítimas do golpe.

As investigações apontam que se trata de um esquema ramificado, que conta com a participação de envolvidos com notável conhecimento de informática para burlar sistemas bancários. Apenas com o pagamento fraudulento de boletos bancários, o grupo criminoso gerou um prejuízo de mais de R$ 160.000,00 (cento e sessenta mil reais) à Caixa Econômica Federal.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de estelionato majorado, cuja pena pode ultrapassar cinco anos de reclusão.

O nome da operação “Xunxo”, se refere a uma expressão utilizada comumente no Sul e Sudeste do País, que significa “maracutaia”, “armação” e “golpe”.

A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e

seus familiares. (Ascom/PF). 

COMPARTILHE:


Confira também:


Covid-19

Tocantins registra 561 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 31.663 casos no total, destes, 19.341 pacientes estão recuperados, 11.871 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 541 pacientes foram a óbito.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira