Friday, 10 de July de 2020

GERAL


Violência Obstétrica

Seminário da DPE sobre violência obstétrica e parto humanizado acontece nesta sexta-feira, 9

08 Aug 2019

Parto humanizado, condições dos hospitais públicos, violência obstétrica são alguns dos pontos que serão discutidos no seminário “Parto humanizado, violência obstétrica e seus efeitos nefastos” que acontece nesta sexta-feira, 9. O evento, realizado pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), será no auditório da instituição, em Palmas, a partir das 8 horas.

O objetivo é promover o aprimoramento cultural e profissional acerca das diretrizes do parto humanizado e sobre o atendimento à mulher vítima de violência obstétrica de maneira integral, além de colaborar com a prevenção e proteção de gestantes contra a ocorrência deste tipo de violação.

As inscrições estão abertas e devem ser feitas no site da DPE-TO. Após o cadastro, será solicitado um email e senha de acesso para concluir a inscrição. A pessoa interessada deve informar o email que ela mesma cadastrou e, como senha, os seis primeiros dígitos do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Gratuito, o Seminário é voltado a membros, servidores e estagiários da DPE-TO; profissionais e acadêmicos das áreas jurídica e da saúde; entidades e associações de saúde; e, também, a mulheres em geral, gestantes ou não. A ação vai ao encontro da campanha nacional “Em defesa delas: defensoras e defensores públicos pela garantia dos direitos das mulheres” e reflete uma preocupação da Defensoria Pública sobre a abordagem do tema “violência obstétrica”, principalmente no que se refere ao silenciamento de várias mulheres vítimas desta violação.

Vale destacar que, se entende como violência obstétrica o desrespeito à mulher, seu corpo e seus processos reprodutivos, o que pode acontecer através de tratamento desumano, transformação de processos naturais do parto em doença ou abuso da medicalização, negando às mulheres a possibilidade de decidir sobre seus corpos. Este tipo de violação pode ocorrer tanto na gestação, quanto no parto e no pós-parto, podendo ser praticada contra a mulher, o bebê ou com familiares, o que pode implicar em danos físicos, psicológicos e sexuais nas vítimas.

Palestras

Ao todo, seis palestras compõem o cronograma do evento, sendo os temas a serem tratados: “Parto humanizado e construção dos Centros de Parto Normal no município de Palmas”; “Condições dos hospitais públicos e os serviços ofertados”; “Violência obstétrica”; “Parto humanizado a luz das evidências científicas”; “O papel da Doula e dos grupos de preparação no empoderamento das mulheres em relação aos seus direitos”; “Visão jurídica da violência obstétrica e os serviços públicos de saúde e o papel da Defensoria Pública”.

Organizadores e parceiros

A Escola Superior da Defensoria Pública (Esdep), o Núcleo Especializado de Defesa da Mulher (Nudem) e o Núcleo Especializado de Defesa da Saúde (Nusa) são os responsáveis pela organização da atividade. São parceiros do evento a Defensoria Pública do Estado de São Paulo (DPE-SP), a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Secretaria Municipal da Saúde (Semus) de Palmas e o Grupo Gestar Feliz.

Cronograma do Seminário

A abertura oficial do seminário “Parto humanizado, violência obstétrica e seus efeitos nefastos” está prevista para as 8 horas. Em seguida, as palestras vão ocorrer conforme o seguinte cronograma:

·         8h30: Violência Obstétrica - palestrante Ana Virginia Gama (Médica ginecologista-obstetra e sexóloga

 

·    9h30: Parto Humanizado a luz das evidências científicas – palestrante Alexandre Soares Barbosa (Médico Ginecologista - Obstetra – Ultrassonografista / Professor de ginecologia e obstetrícia da faculdade de medicina da UFT)

 

·         10h30: Condições dos hospitais públicos e os serviços ofertados - Palestrante: Raquel Marques Soares Santana (Gerente de Média e Alta Complexidade/Rede Cegonha da Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins)

 

· 114h30  : O papel da Doula e dos grupos de preparação no empoderamento das mulheres em relação aos seus direitos – palestrante Wilma de Paulo Manduca (Fisioterapeuta e membro da ReHuna - Rede pela humanização do parto e nascimento)

 

·    15h30: Construção dos Centros de Parto Normal no município de Palmas - Palestrante: Jelda Pinto Araujo Fernandes Sá (Gerente de Atenção Secundária da Secretaria Municipal de Saúde de Palmas/TO)

 

·         16h30: Visão jurídica da violência obstétrica e os serviços públicos de saúde e o papel da Defensoria Pública - Palestrante: Paula Sant’Anna Machado de Souza (Defensora Pública do Estado de São Paulo / Coordenadora do Nucleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres da Defensoria Pública Do Estado de São Paulo)

 

·         18h     Encerramento

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins registra 406 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 13.845 casos no total, destes, 8.915 pacientes estão recuperados, 4.690 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 240 pacientes foram a óbito.

Pesquisa

Tocantins soma 59 pesquisas científicas autorizadas em Unidades de Conservação estaduais

Mesmo com a suspensão temporária das atividades nas unidades devido a Covid-19, o sistema de controle de pesquisas científicas em UCs estaduais do Naturatins registrou, no 1º semestre de 2020, sete autorizações recentes em andamento


Tocantins

Balanço mostra que Justiça Federal no Tocantins já repassou mais de R$ 200 mil para ações de combate à Covid-19

No Tocantins, a 4ª Vara Federal de Palmas destinou R$ 70.923,80, a Subseção Judiciária de Araguaína R$ 69.464,00 e a Subseção de Gurupi destinou R$ R$ 63.750,00.


Biodiversidade

Tocantins inicia monitoramento do período reprodutivo 2020 do Pato mergulhão no Jalapão

O Governo do Tocantins tem o compromisso de cumprir o calendário de monitoramento da espécie, firmado com o Plano de Ação Nacional para a Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção ou do Patrimônio Espeleológico (PAN/ICMBio)


Covid-19

Governador vistoria instalações de hospital contratado para atender pacientes da Covid-19


Meio Ambiente

Governo do Tocantins suspende autorização para queima controlada até novembro


Aprovação de Matérias

Assembleia encerra primeiro semestre após diversas matérias aprovadas


Paraído do TO

Bombeiros militares atuam em combate a incêndio em carga de madeira na BR-153


Desempenho

Tocantins alcança segundo lugar no ranking de monitoramento da Agência Nacional de Águas


Cultura

Prazo para cadastro de eleitores e candidatos ao Conselho de Cultura termina na sexta



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira