Friday, 15 de November de 2019

GERAL


Campo

Seminário de Agroecologia debate fortalecimento das cadeias produtivas de forma sustentável e consciente

14 Oct 2019    12:18    alterado em 14/10 às 12:18
Aldemar Ribeiro - Secom Seminário de Agroecologia debate fortalecimento das cadeias produtivas de forma sustentável e consciente

Com a participação de cerca de 300 pessoas, o Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins – Ruraltins, e Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra) realizou o VI Seminário Estadual de Agroecologia do Tocantins, com o tema Bioeconomia no Desenvolvimento Rural Sustentável. O evento ocorreu no auditório da universidade na sexta-feira,(11), com as presenças de autoridades federais, estaduais e municipais, além de professores, alunos, técnicos e agricultores que juntos debateram e trocaram experiências visando fortalecer as cadeias produtivas que utilizam os recursos naturais de forma sustentável e consciente.

A abertura do encontro foi feita pelo presidente do Ruraltins, Thiago Dourado, que na ocasião falou sobre a relevância da discussão proposta (Bioeconomia), que se torna cada vez mais atual, sendo uma forte tendência para reduzir os problemas gerados pelo modelo tradicional de agricultura, e o Ruraltins, por meio de uma gestão séria e comprometida, trabalha no fomento de alternativas que fortalecem a agricultura familiar.

“A Bioeconomia é um conceito que há dez anos era considerado futurístico, e as pessoas que acreditavam nisso não sabiam se daria certo ou não. Hoje, o que se vê é uma tendência muito forte de se tornar realidade. A agroecologia é um modelo de produção agrícola, que não considero como uma alternativa de produção, mas sim uma evolução ao modelo de produção. E quem acreditou e levantou essa bandeira, há algum tempo, observando o público que vem abraçando esse conceito, é uma pessoa que realmente bebeu fonte de água limpa. E uma das coisas mais importantes que o governador Mauro Carlesse defende, é que devemos acreditar nas pessoas, pois elas podem transformar o ambiente onde vivem em um lugar melhor, alcançando vida digna, mais produtiva, tendo riqueza e gerando renda dentro da pequena propriedade. O Ruraltins, que visa cidadania e a dignidade no meio rural, quando fala de sustentabilidade, de agroecologia e de tudo que estamos vivenciando aqui, trabalha em cima de uma demanda, por esse tipo de produto, e esse produto, pode sim gerar renda dentro da propriedade. E com muito esforço e acreditando em novas perspectivas que estamos, hoje, realizando esse encontro”, ponderou Thiago Dourado.

Para o reitor do Ceulp/Ulbra, Adriano Chiarani, os debates são meios de propor uma dinâmica diferente dentro do contexto já existente. “O tema bioecomia é pauta de grandes organizações, em fóruns pelo mundo todo, e que bom podermos dialogar aqui no Tocantins, com movimentos que são referencia em nível nacional. A Ulbra está  desde o começo presente no Estado, e vem por meio do conhecimento, mudar a realidade de onde está.  Seja por meio dos 20 cursos existentes, ou dos cursos das Ciências Agrárias, que são Agronomia e Medicina Veterinária”, frisou.

O Superintendente Substituto do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) Eustáquio Ferreira, ressaltou a mudança no comportamento da sociedade. “Ao longo dos anos a gente observa uma mudança no sentido de buscar a preservação da nossa Terra, e isso vem muito do produtor rural, que na sua intuição e sabedoria nos ensina como nos comportar. É impressionante esse saber. Aos jovens peço que não desprezem o saber dos mais velhos, e preservem a natureza, para seus filhos, netos e futuras gerações”, disse.

Prestigiando o seminário, o Secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, César Halum, observou que a agroecologia é um mercado crescente no Brasil. “Precisamos acompanhar essa evolução, e o Tocantins pode ser uma referencia nessa área. As pessoas nos centros urbanos, buscando um estilo de vida mais saudável, estão começando a exigir. Por isso, é necessário nos adaptarmos, para sermos uma referencia na produção altamente sustentável. O grande desafio no Tocantins é produzir e preservar. E vejo no seminário uma oportunidade para estimular os produtores a adotarem essa prática de produção, porque o mercado vem exigindo isso”, destacou o secretário.


Teatro Mumbuca

Após os pronunciamentos de abertura, a programação do Seminário seguiu com a apresentação do tradicional Teatro Mumbuca, encenado por um grupo de pessoas da Comunidade Mumbuca, do município de Mateiros, que de uma maneira divertida, mostrou seu modo de vida, o surgimento do artesanato do Capim Dourado, confeccionado pelas mulheres do Jalapão, ao som do toque da viola de buriti, ressaltando a lida com a natureza e o orgulho de ser jalapoeiro.


Conhecimentos

As palestras, em Bioeconomia e agricultura familiar, ministrada pela consultora Ervanda Timm, (Mapa); Desafios e Perspectivas da Produção de Bioarte para a Agricultura Familiar, explanada pela extensionista rural e assistente social do Ruraltins de Caseara (TO), Francisca Helena Rosendo; e Agroecologia e Plantas Alimentícias não Convencionais (PANC) Têm tudo a ver, realizada pelo professor doutor, Valdely Kinnupdespertaram grande interesse, e os participantes aproveitaram a oportunidade para tirar dúvidas sobre as temáticas apresentadas.

“Nós temos ai um rol de 10 mil plantas no país que são comestíveis, mas que não estão na mesa do brasileiro, e a gente precisa quebrar essa monotonia alimentar. Então, está na hora do Brasil, olhar para essas frutas e hortaliças PANCs, com outros olhos, e trazer isso para cardápio do dia a dia, gerando emprego, renda e a conservação da natureza com esse material genético, que a gente encontra”, avaliou o biólogo Valdely Kinnup, se referindo as Plantas Alimentícias não Convencionais. 

Keile Beraldo, professora da Univerdade Federal do Tocantins, avaliou o seminário como de extrema importância, porque veio ao encontro do que acontece no mundo. “Atualmente o que se prega  é usar os recursos naturais de forma mais objetiva possível, sem desmatar e degradar. O Tocantins tem muitos atrativos, então mostrar aos agricultores que existe esse potencial, compartilhando isso com eles, é valorizar o que temos na nossa terra”, disse Keile Beraldo, professora da Univerdade Federal do Tocantins.


Caminhada Agroecológica

Após as explanações, os presentes participaram de uma caminhada para o reconhecimento de algumas PANCs, nos Cultivos Agroecológicos do Ceulp/Ulbra, no Terraquarium, com o Prof. Dr. Valdely Ferreira Kinupp. A programação contou ainda com trocas de sementes entre os participantes e distribuição de mudas de ipês.


Feira Agroecológica

Paralelo a programação do VI Seminário de Estadual de Agroecologia, ocorreu a Feira de Produtos Agroecológicos, com estandes para exposição e comercialização de produtos alimentícios, bem como artesanatos, provenientes de atividades agroecológicas, e de manejo agroextrativista e empreendimentos de economia solidária.

Os participantes e visitantes aproveitaram a oportunidade, e levaram para casa alguns desses produtos, a exemplo de Sonia Pedras, de Belo Horizonte (MG).  “Aproveitei a feira para comprar peças decorativas confeccionadas de palha de babaçu, feitas pela artesã de Taquaruçu, Maria Tereza Rodrigues”, disse a visitante.

Na barraca da agricultora Jovita Rodrigues, da comunidade Barra da Aroeira, a variedade de produtos chamou a atenção do servidor público Sebastião Paz.

“Esse é um evento que traz conhecimentos fantásticos para as pessoas no geral e como também ao produtor rural. Além disso, oportuniza a aquisição de produtos originários do campo”, frisou o servidor, complementando que estava levando pra casa feijão, farinha, polpa de frutas, dentre outros produtos agroecológicos.


Apoiadores

O seminário contou ainda com o apoio da Prefeitura Municipal de Palmas, Comissão da Produção Orgânica (CPOrg), Unitas Agroecológica(Ceulp/Ulbra), Sistema Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Universidade Federal do Tocantins (UFT), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuário (Embrapa) e Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA).

COMPARTILHE:


Confira também:


Serviço

Governo, por meio do Sine, orienta trabalhadores para habilitar a Carteira de Trabalho Digital

Para acessar a Carteira de Trabalho Digital é necessário obter a senha de acesso no Acesso.gov.br. Para aqueles que não possuem a senha, poderão adquiri-la através do Aplicativo da CTPS Digital, ou clicando no link a seguir Acesso.gov.br

Atividade física

Parque do Cantão combina saúde e natureza em Caminhada Ecológica

Caminhada Ecológica incentiva atividade física para crianças e gestantes nas trilhas da Unidade de Conservação com intuito de promover melhoria da qualidade de vida


MonitoraEA

Tocantins participa do lançamento da plataforma MonitoraEA em Brasília

Plataforma MonitoraEA uma ferramenta digital que irá facilitar o monitoramento e a avaliação de políticas e projetos de Educação Ambiental existentes em cinco regiões do Brasil


TJTO

Com mais de 5 mil pessoas atendidas, Semana Nacional da Conciliação no Judiciário tocantinense supera os R$ 5 milhões em acordos

Concentrando maior número de atendimentos, o 1º grau realizou 1.975 audiências (processuais e pré-processuais) nas quais foram celebrados acordos que alcançaram R$ R$ 4.804.679,69. Já o 2º grau obteve acordos cujos valores chegaram a R$ 272.300,00.


Parceria

Governo e municípios da região norte assinam termos de ação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil


Mudanças

Ronaldo Dimas assume comando do Podemos no Tocantins


Infraestrutura

Governo do Tocantins recupera estrutura de ponte incendiada na TO-387


Moradia

Beneficiários do Recanto das Araras I conhecerão novo endereço nesta quinta, 14


Investimento

Governo anuncia investimento de R$ 1,7 milhão para desenvolvimento científico e tecnológico do Tocantins


Investimentos

Prefeitura investe em 120 dias R$ 7 milhões em avenidas e quadras das Arnos e Arnes



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira