Friday, 04 de December de 2020

GERAL


Sua saúde

Surtos de conjuntivite começam a surgir em Palmas; Saiba mais

13 Jun 2011

A conjuntivite pode ocorrer em qualquer época do ano, mas segundo o oftalmologista Márcio Adriano, as mudanças climáticas e o período de calor e poeira intensificam os casos. “A resistência das pessoas cai, então o indicado é que tenham o hábito de lavar as mãos constantemente, façam uma alimentação saudável e forte e também procurem usar óculos de sol, que ajuda a proteger os olhos dos fortes ventos”, explica.

Ainda de acordo com o especialista, os sintomas mais comuns da conjuntivite são lacrimejamento, olhos vermelhos, visão embaçada, coceira, ardência e presença de secreção nos olhos. “Devido existir vários tipos de conjuntivite, a recomendação é que com o surgimento dos sintomas, a pessoa procure um oftalmologista para orientação”, afirma.

A aposentada Maria Silva conta que há cerca de uma semana acordou com os olhos coçando e avermelhados. “Na minha quadra não tem asfalto, então a poeira está demais. Acredito que isso tenha contribuído para o surgimento da conjuntivite, mas procurei um especialista e fui bem orientada de como devo agir para que não haja complicações”, disse dona Maria.


Tratamento
Márcio Adriano fala que o tratamento varia conforme o tipo de conjuntivite. A indicação é que a pessoa procure imediatamente um oftalmologista para detectar que tipo de conjuntivite pegou. Outra precaução que o especialista faz é que as pessoas que estejam com os sintomas da conjuntivite não faça o uso de medicamentos sem orientação médica, pois alguns colírios são altamente contraindicados e podem provocar sérias complicações e agravar o quadro.

De acordo com o oftalmologista, normalmente a doençapermanece por sete dias, mas depende de pessoa para pessoa. “É variável o tempo da conjuntivite. Depende do tipo de vírus, da imunidade da pessoa, mas a média é sete dias”, explica.


Como evitar a conjuntivite
• Lave com frequência o rosto e as mãos uma vez que são veículos importantes para a transmissão de microorganismos.
• Aumente a frequência de troca de toalhas ou use toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos.
• Não compartilhe toalhas de rosto.
• Troque as fronhas dos travesseiros diariamente enquanto perdurar a crise.
• Lave as mãos antes e depois do uso de colírios ou pomadas e, ao usá-los, não encoste o bico do frasco no olho.
• Não use lentes de contato enquanto estiver com conjuntivite ou se estiver usando colírios ou pomadas.
• Não compartilhe o uso de esponjas, rímel, delineadores ou de qualquer outro produto de beleza.
• Evite coçar os olhos para diminuir a irritação.
• Evite aglomerações ou frequentar piscinas de academias ou clubes.
• Evite a exposição a agentes irritantes (fumaça) e/ou alérgenos (pólen) que podem causar a conjuntivite.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Governo do Tocantins recepciona executivos da Nutrien, uma das maiores multinacionais especializada em fertilizantes e soluções agrícolas

A Nutrien é uma das líderes mundiais em fertilizantes, opera em 14 países e conta com 22 mil colaboradores


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira