Tuesday, 18 de June de 2019

GERAL


Setembro Amarelo

UFT endossa campanha do Setembro Amarelo em todos os câmpus

18 Sep 2018    15:19

Em todo o país, é realizada neste mês, a campanha Setembro Amarelo com a adesão de várias cidades e instituições. Na Universidade Federal do Tocantins (UFT), além da gestão, os cursos de graduação vêm desenvolvendo atividades durante todo o ano com palestras, oficinas e atividades relativas ao tema.

Uma das principais iniciativas da UFT foi a criação do Programa de Promoção à Vida e à Saúde Mental (Programa Mais Vida), por meio da Portaria nº 559, de 11 de abril de 2018, que implanta uma política institucional de bem-estar e saúde mental para a comunidade acadêmica. Professor Carlos Rosa durante apresentação do Programa Mais Vida. (Foto: Vinicius Venâncio)Professor Carlos Rosa durante apresentação do Programa Mais Vida. (Foto: Vinicius Venâncio)O programa traz estratégias de prevenção e enfrentamento à saúde mental de estudantes, servidores e terceirizados, com ações que valorizem a qualidade de vida, o bem-estar social e a saúde.

A Comissão Gestora do programa é composta por docentes, técnicos-administrativos e acadêmicos, e suas ações estão alicerçadas nos seguintes eixos: Prevenção universal, Prevenção seletiva, Prevenção indicada e Intervenção preventiva. 

Para o presidente da Comissão que gere o Programa Mais Vida da UFT, professor Carlos Mendes Rosa, o programa é institucional e está no seu início, uma vez que ainda não possui uma estrutura física, a priore, porém, diversas atividades já estão em andamento por meio das pró-reitorias como o UFT em Movimento, ampliação dos  auxílios por meio dos editais mensais do Programa de Atenção à Saúde (PSaúde), além de rodas de conversas, palestras e oficinas. 

Pesquisa

O Comitê Gestor do Programa Mais Vida da UFT, realiza nesse semestre, em todos os câmpus da Universidade, pesquisa sobre a origem do adoecimento mental dos acadêmicos, intitulada de "Caracterização Institucional”. "Estamos na fase caracterização institucional para tentarmos viabilizar mecanismos de prevenção mais adequados, saber quem são essas pessoas e quais as formas de sofrimento que estão acontecendo na Universidade", pontuou Rosa.

De uma maneira mais ampla, em Palmas, pesquisas acadêmicas já foram realizadas e o resultado de uma delas, com artigo já publicado na revista Tempus - Actas de Saúde Coletiva (Brasília), em 2016.  Com o título “Perfil epidemiológico das tentativas de suicídio em Palmas-Tocantins, de 2010 a 2014”, dos autores Daniela Aparecida Araújo Fernandes, Neci Sena Ferreira e José Gerley Diaz Castro, o artigo apresenta um estudo epidemiológico descritivo e quantitativo, utilizando dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN).  Na pesquisa, foi identificado que os registros de tentativas de suicídio em Palmas estão acima da média nacional, o que sugere a necessidade de estratégias de promoção/prevenção e intervenção para redução da morbimortalidade.

Estamos aqui!

No Brasil, a campanha Setembro Amarelo é uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). O CVV realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, oferece apoio online no site, pelo telefone 188, via Skype ou por e-mail. O atendimento é feito por voluntários treinados. A conversa é anônima e tem sigilo completo.

Na UFT, alunos, docentes e técnicos-administrativos podem entrar em contato com os setores de apoio psicopedagógico em cada câmpus. "As pessoas podem e precisam falar sobre o sofrimento psíquico, e precisamos do auxilio de todos os setores, como os professores, centros acadêmicos, servidores como um todo, para que a comunidade acadêmica possa ter uma melhor qualidade de vida, com a conscientização de criar esses espaços de diálogo dentro de cada câmpus", explicou Rosa.

Confira os contatos no seu câmpus!

CâmpusQuem procurar?Onde?Contatos
AraguaínaServiço Integrado Multiprofissional e Interdisciplinar de Assistência Estudantil (Simae) Sid AlvesBala I, 1º Piso, de segunda a sexta-feira, de 14h. às 20hTelefone: (63) 3416-5656 / 3416-5638 ou e-mail: sidalvesjr@uft.edu.br
ArraiasDivisão de Assistência Estudantil (Diest) - Roberta GamaSala Diest - Câmpus de ArraiasTelefone: (63) 3653-3404
 GurupiServiço de Apoio Social e Psicopedagógica (SASP) - Romário Barbosa Bala ITelefone: (63) 3311-1655 ou e-mail: saspgurupi@uft.edu.br
 MiracemaNúcleo de Apoio Psicopedagógico e Social (NAPS) -Hareli Garcia Av. Lourdes Solino, S/N, Setor Universitário Telefone: (63) 3366-8611
 PalmasSetor de Apoio ao Estudo e a Carreira (APEC) Sala 28 - Bloco II Telefone: (63) 3229-4745 ou e-mail: apoiopsicopedagogico@uft.edu.br
 Porto NacionalServiço Integrado Multiprofissional de Assistência Estudantil (Semae) - Janaina Vilares Bloco CGE, Sala 10Telefone: (63) 3363-9419 ou e-mail: semacporto@uft.edu.br
 TocantinópolisDivisão de Estágio e Assistência Estudantil (Diest) - Cristina FonsecaSala Diest - Prédio Acadêmico - Unidade CentroTelefone: (63) 3471-6025

COMPARTILHE:


Confira também:


Drogas

Maconha é a droga mais apreendida no Tocantins, revela estatística

O ranking aponta ainda um crescimento das ocorrências registradas no órgão em relação às apreensões de crack. Enquanto em 2017 foram 319 registros, em 2018, este número subiu para 432.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira