Tuesday, 10 de December de 2019

GERAL


Economia

Vendas de carros em Palmas chega a 600 unidades por mês; Frota passa dos 90 mil

16 Sep 2009

A divulgação da estimativa da população de Palmas no mês passado confirma que a capital está em uma nova realidade. Diferente do que aconteceu quando da sua criação até o início desta década, o crescimento da população da capital vem se dando de maneira normal, com patamares perto da média nacional. 

Atualmente, a estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de número de habitantes para a capital é de 188.645. O total é apenas 2% maior dos que os 184.010 estimados em 2008. No Brasil, o crescimento ficou em cerca de 1% - o país tem hoje pouco mais do que 191 milhões de habitantes. 

A mudança na linha populacional acarreta transformações profundas para o comércio. Embora ainda sendo uma cidade que tem no poder público o seu carro chefe da economia, o setor de serviços vem crescendo de forma constante. 

Em 2007, em pesquisa sobre o comércio da capital, o IBGE já apontava uma receita bruta naquele ano de R$ 2,1 bilhão, mesmo com o levantamento englobando uma gama de empresas reduzida, com apenas 1.645 estabelecimentos pesquisados e uma quantidade de trabalhadores de pouco mais de 12 mil pessoas. 

  

Carros e mudanças 

Atualmente, segundo informações preliminares do IBGE, são comercializados 600 automóveis por mês em Palmas. Desta forma, pode se concluir que mais 7 mil pessoas por ano compra um carro na capital. Já o número de motos, segundo dados da ATTM (Agência de Trânsito, Transporte e Mobilidade), é de 800 por mês, o que dá mais de 9,5 mil por ano. 

Com isso, Palmas vem registrando um grande aumento no número de veículos. Atualmente a cidade tem 92 mil veículos, quase um para cada dois habitantes. Em 2004 o número de veículos era de 46 mil (cerca de 50% menor do que o atual). 

Para o supervisor de Pesquisas Econômicas do escritório local do IBGE, João Soares de Araújo, a mudança no crescimento da população também alterou profundamente o perfil dos habitantes Palmas. Antes, Palmas era vista como uma terra de muitas oportunidades, um Eldorado, e desta forma muitas pessoas, mesmo sem dinheiro e sem qualificação técnica, acabavam vindo morar na cidade. 

Com a consolidação do município, Palmas recebeu pessoas com muito mais poder aquisitivo e qualificação, como advogados, médicos, especialistas em consultorias e outros profissionais liberais. O especialista explica que essa situação, bem como o desenvolvimento do Tocantins, tende a ajudar o comércio palmense. O número de automóveis vendidos é um reflexo desta situação. 

Segundo ele, esses novos moradores da capital, por terem maior poder aquisitivo para fazer compras, fortalecem o comércio local. Além do mais, ele ressalta que a ampliação do número de grandes agricultores (e pecuaristas) no Estado e de investimentos no interior reflete positivamente no comércio palmense. 

Isso porque, segundo o supervisor, as pessoas responsáveis por esses investimentos terão a necessidade de fazer compras de maior qualidade, em estabelecimentos que não existem em suas cidades. Este é o caso, na opinião de Soares, dos produtores de soja de Pedro Afonso, que veem em Palmas um lugar ideal para visitar e adquirir melhores produtos. 

 

 

 

Aperfeiçoamento deve ser constante, diz supervisor

Contudo, o supervisor ressalta que o empresário precisa investir em qualificação. Um público de maior poder aquisitivo costuma ser mais exigente e, portanto, vai mais diversidade e qualidade, com um atendimento diferenciado. 

Para ele, a mudança no perfil da população mostra que o comerciante não pode ficar parado sem que sejam feitas ações com o intuito de inovar. Para ter mais sucessos nos seus negócios, é muito importante que haja uma atualização constante no estoque. 

Outro ponto ressaltado pelo supervisor do IBGE é que o empresário, para se diferenciar da concorrência, além de oferecer os melhores produtos, precisa trabalhar bem as opções de desconto e possibilidade de parcelamento para com isso conquistar o cliente. "As palavras chaves são: atendimento, variedade de produtos, ofertas e negociação", ressalta o especialista do IBGE. 

  

Investimentos 

Tanto Soares, quanto o responsável pelo Setor de Disseminação de Informações do IBGE local, Francisco Ferreira, projetam um futuro promissor para o comércio de Palmas. Além de acompanhar o avanço da cidade há muitos anos, eles se embasam na consolidação de muitos investimentos simultaneamente, como a instalação de novas grandes redes de supermercados e o próprio Capim Dourado Shopping. 

Segundo eles, com esses investimentos, toda a população e o comércio saem ganhando. Os especialistas do IBGE comentam que todos os novos estabelecimentos vão gerar mais emprego e renda, com maior circulação de dinheiro. 

Além do mais, grandes shoppings tendem a trazer pessoas do interior e de outros estados para Palmas. Quem vem de fora comprar na capital não vai apenas se limitar a visitar o shopping, mas vai passar por outros pontos da cidade, possivelmente conheça outras lojas, além de poder usufruir de hotéis e restaurantes. 

 

Habitantes 

Dois anos depois de ser criada, em 1991, Palmas contava com cerca e 24 mil habitantes. No ano seguinte já saltava quase 50%, ficando em cerca de 35 mil. Em 1999, já eram mais 121 mil habitantes na capital. A evolução, porém, mudou radicalmente nesta década. Em 2001, Palmas possuía pouco mais de 150 mil habitantes e, agora, oito anos depois, o número é de 188 mil. Isso quer dizer que, na década passada, o crescimento em oito anos foi de mais de 500%, enquanto na atual (em mesmo período de tempo) ficou em 25%. 

  

Comércio 

- Em apenas 1.645 estabelecimentos formais pesquisados pelo IBGE em 2007, a estimativa total de receita bruta em vendas foi de foi de R$ 2,1 bilhão. 

- Atualmente, projeções do IBGE ressaltam que todo os anos mais de 7 mil veículos são emplacados na capital - cerca de 600 por mês. 

- O números de motos emplacadas por mês é de cerca 800 - o que totaliza mais de 9,5 mil por ano. 

- O total de veículos da cidade já chega a 92 mil - quase um para cada dois habitantes.

COMPARTILHE:


Confira também:


Bolsa Família

CAIXA INICIA AMANHÃ PAGAMENTO DO ABONO NATALINO DO BOLSA FAMÍLIA

Mais de 13 milhões de famílias serão beneficiadas com o pagamento adicional, a partir do dia 10 de dezembro

PAGH-Cirúrgico

Governo realiza mais de 50 procedimentos cirúrgicos pelo Opera Tocantins no final de semana

Cinco unidades geridas pelo Executivo Estadual receberam pacientes devidamente regulados


Tom Lyra

Presidente da Adetuc participa de audiência pública sobre o programa Investe+ Turismo

Na ocasião, o presidente apresentou os resultados positivos das ações do Governo e destacou o aumento do fluxo de turistas no Tocantins, o que fomenta a economia e, consequentemente, fortalece as atividades produtivas geradoras de emprego e renda, além de


Homenagem

Sessão solene homenageia transferência da capital para Miracema

O presidente da Casa relembrou as dificuldades para a implantação do Estado. "Por isso, temos a obrigação de dar continuidade ao trabalho iniciado", disse.


Educação

Delegação tocantinense viaja a São Paulo em busca de medalha de ouro na Olimpíada de Língua Portuguesa


Sanidade

Tocantins reduz em 66% os focos de raiva dos herbívoros e retira 13 municípios da obrigatoriedade da vacinação


Madrid

Na COP 25, Ayres participa de reuniões sobre negociação de créditos de carbono


Alvorada

Polícia Civil prende no Sul do Estado homem em flagrante por tráfico de drogas


Futebol

Amistoso marca encerramento do ano na Escolinha de Futebol Nilton Santos, em Palmas


Saúde

Grupo de Autocuidado em Hanseníase de Palmas realiza último encontro de 2019



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira