Sunday, 29 de November de 2020

JUSTIÇA


22º BI

22º Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro comemora 25 anos de criação

29 Oct 2020
22º Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro comemora 25 anos de criação

O 22º Batalhão de Infantaria (22º BI), do Exército Brasileiro (EB) comemora 25 anos de sua criação nesta terça feira, 27.

O batalhão foi criado por meio da Portaria Ministerial nº 077, de 27 de outubro de 1995, e designado herdeiro das tradições do extinto 22º Batalhão de Infantaria Motorizado (22º BIMtz), localizado na cidade de Barra Mansa, no estado do Rio de Janeiro. Em seu passado remoto, a origem do 22º BI remonta ao século XIX, quando a então 8ª Companhia de Infantaria foi criada em Desterro (atual Florianópolis-SC), em 1870.

Ao ser ativado na cidade de Palmas (TO), teve como primeiro Comandante o Tenente-Coronel de Infantaria César Dal Pai Diestmann. Atualmente, o Batalhão é comandado pelo Coronel Carlos Gabriel Brusch Nascimento.

Em 2005, o Comandante do Exército concedeu a denominação histórica “Batalhão Tocantins”, em homenagem ao Estado que o acolheu. Fruto do estreitamento cada vez maior entre a sociedade tocantinense e o Batalhão que leva seu nome, o Exército Brasileiro decidiu por implantar o Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR), a partir de 2018. Com isso, abriu-se a possibilidade de formação de líderes das futuras gerações na comunidade local, conhecedores dos valores da instituição militar.

No seu histórico de operações de âmbito nacional e internacional, constam o envio de tropas para a Missões de Paz no Haiti, ações na Copa das Confederações (2013) e na Copa do Mundo de Futebol (2014), em Brasília (DF); e atuação como Força de Pacificação no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro (RJ) e Operação BRICS, reunião de chefes de estados dos 05 (cinco) maiores países emergentes do mundo, em 2019.

Em 2020, o 22º BI segue honrando seu histórico de operações militares e subsidiárias, atuando em conjunto com diversas agências de todas as esferas e níveis de poder. Atuou em 02 (duas) fase da Operação Cérbero, em Brasília- DF, reforçando a segurança no Presídio Federal de Brasília. Além disso, mantém-se atuando na Operação COVID-19 e desde o fim do mês de agosto, participa da Operação Verde Brasil 2 de combate aos focos de incêndios florestais e aos ilícitos ambientais no estado do Tocantins.

Devido às restrições impostas pela pandemia, as comemorações contaram com a participação apenas do público interno. Nesta terça-feira, 27, foi realizada a solenidade de obliteração do selo personalizado da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos alusivo aos 25 anos; apresentação da medalha comemorativa e a projeção de um curta metragem sobre o histórico do Batalhão Tocantins.

O Cel Brusch, Comandante do 22º BI, destaca a importância da data: “o Jubileu de Prata do 22º BI - Batalhão Tocantins - é um momento único que fortalece ainda mais os laços com o Estado que nos acolheu. Nascido com a jovem sociedade tocantinense, o Batalhão tem evoluído com ela. Estamos honrados em fazer parte da história do Tocantins e acreditamos que essa relação tende a se estreitar cada vez mais com o passar dos anos.”

As comemorações encerram-se na próxima quinta-feira, 29. A Unidade Móvel do Hemocentro Coordenador de Palmas permanecerá no quartel das 08:00 às 17:00 horas, para a realização de coleta de doações de sangue e cadastro de doador de medula óssea dos militares do batalhão.

COMPARTILHE:


Confira também:


Mobilização

Livrarias lançam campanha para atrair leitores para lojas físicas

Afetadas pela pandemia, livrarias ainda esperam retorno de clientes




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira