Tuesday, 04 de August de 2020

JUSTIÇA


OAB

Ângela Prudente vê cenário positivo para mulheres na carreira jurídica

15 Mar 2019
Ângela Prudente vê cenário positivo para mulheres na carreira jurídica

“Tivemos avanços indicando uma mudança de perfil de gênero na magistratura, considerada uma carreira tradicionalmente masculina”, afirmou a desembargadora e vice-presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), Ângela Prudente, em debate nesta quarta-feira (13/3), durante o I Encontro de Mulheres da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-TO), focado na reflexão sobre as conquistas e desafios das mulheres nas carreiras jurídicas.

Ao parabenizar a OAB-TO pelo oportuno evento, a desembargadora lembrou que, em que pese o cenário atual indicar uma ampliação da presença feminina, as mulheres ainda representam a menor parcela dentro do quadro da magistratura nacional. “Não chega a 20% do total da composição nos Tribunais Superiores. No Tocantins, no âmbito da Justiça Estadual, alcança 33%, em ambas as instâncias, e fica próximo da média nacional”, ressaltou.
Ainda durante o debate, da qual participaram a secretária-geral da OAB-TO, Ana Laura Coutinho, e outras representantes do meio jurídico, a desembargadora Ângela Prudente reforçou seu otimismo ao acreditar que a expansão da presença feminina na magistratura seja uma questão de tempo, ressaltando, entretanto, que a atividade judicante exige muito da mulher pela sobrecarga de trabalho, que vai além das responsabilidades profissionais. “Exige sacrifícios pessoais maiores com a maternidade, a família e os afazeres domésticos, o que acaba ocupando todo tempo livre”, ponderou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Alerta

Corpo de Bombeiros Militar alerta usuários para fortes ventos e marolas no Lago de Palmas

Em julho, pelo menos dez embarcações tiveram problemas enquanto navegavam no reservatório. Quantia é o dobro de junho


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira