Monday, 21 de May de 2018

Monday, 21 de May de 2018

JUSTIÇA


Cristalândia

Ao tentar sacar o FGTS, lavrador tocantinense descobre que é considerado morto

24 Apr 2018    14:09

O lavrador Osmar Gomes Barbosa, de 60 anos, residente na zona rural de Cristalândia, a 105 km de Palmas, precisa provar na Justiça que está vivo. Ao tentar sacar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) na Caixa Econômica Federal (CEF), ele foi impedido por constar na documentação do banco seu registro como pessoa já falecida. Diante disso, ele procurou a Defensoria a fim de garantir os seus direitos.

“Eu fiquei injuriado quando vi, como é que pode? Eu tô morto, mesmo estando aqui vivinho”, disse ele, que foi surpreendido com a notícia em janeiro deste ano. Nesta sexta-feira, 20, ele foi atendido pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), que já está atuando a fim de resolver a situação.

Além da falta do dinheiro do FGTS, ser considerando morto tem gerado uma série de outros problemas para o lavrador. “Eu não consegui sacar o meu FGTS e não posso sequer dar a entrada na minha aposentadoria. Eu nunca imaginei que ia passar por uma situação ruim dessas”, afirmou.

Defensoria

Osmar foi atendido pela DPE-TO nesta sexta-feira em Lagoa da Confusão, a 205 km de Palmas, durante edição do projeto “Defensoria Itinerante”, que leva atendimentos da DPE para cidades que não têm sede da Instituição. Para a defensora pública Letícia Amorim, o lavrador possivelmente foi vítima de um caso de fraude.

A Defensora Pública oficiou a Caixa Econômica a prestar informações sobre o ocorrido e obteve como resposta que no sistema de bancos de dados de informações sociais do cidadão consta a inclusão de atestado de óbito de Osmar Gomes Barbosa, documento que foi incluído em maio de 2016, emitido por cartório do Distrito Federal.  “Vamos dar entrada em uma ação judicial para provar que o senhor Osmar está vivo e, a partir de então, buscar os direitos que a ele são garantidos e estão sendo perdidos por conta deste problema”, destacou Letícia Amorim.  

Histórico

Ainda no ano de 2016, a Defensoria Pública do Tocantins atendeu um caso semelhante. O também lavrador Domingos Amorim, de 69 anos, morador de Gurupi, no Sul do Estado, descobriu - ao solicitar a aposentadoria - que era considerado morto há mais de 30 anos. Na época, ele foi atendido pelo defensor público Kita Maciel, que conseguiu provar na Justiça que Domingos estava vivo.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

8

PARABÉNS!
PARABÉNS!

8

BOM
BOM

9

AMEI!
AMEI!

10

KKKK
KKKK

10

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

7

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

8

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

FGTS CEF DPE

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Eleições 2018

Kátia Abreu: “vou fechar a torneira da corrupção para devolver o dinheiro do povo”

Candidata recebe apoio em Pedro Afonso e Itacajá ao apresentar propostas para desenvolvimento e combate à pobreza

Eleições 2018

“Salvadores da pátria levaram TO à bancarrota”, diz Carlesse

“Os que de fato lutam para melhorar o Estado estão aqui, nesse palanque, porque acreditam em um projeto de estabilidade. Que lutam por um Tocantins melhor para todos”, disse, sobre seus aliados.



Tocantins

MPE denuncia acusado de extorquir dinheiro de mulher com fotos íntimas

Apurou-se que as ameaças se intensificaram e a vítima, coagida e intimidada, aceitou entregar a quantia de R$ 300,00


Eleições 2018

Na Fieto, Vicentinho indicou a possibilidade de reduzir a carga tributária do Tocantins

Vicentinho Alves demonstrou preocupação com as contas públicas e destacou a necessidade do governo do Estado “não gastar mais do que arrecada”.


Educação

População de Guaraí ganha a 8ª unidade do Colégio da Polícia Militar

A solenidade realizada na tarde desta quinta-feira, 17, contou com a presença da secretária da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar e do comandante da Polícia Militar, coronel Jaizon Veras Barbosa


Rally Baja Jalapão

4º Rally Baja Jalapão 500: roteiro passará por três cidades


Márlon Reis

“Precisamos que o Governo diminua para que a Tocantins cresça”, diz Márlon Reis durante encontro na Fieto


Tocantins

Justiça do Tocantins descumpre decisão do STJ sobre prisão domiciliar


Campanha

Hospital Municipal de Araguaína conscientiza pais sobre abuso e exploração sexual infantil


Festival

Festival atrai pesquisadores do circo brasileiro


Mário Lúcio

“Entendo que só a política séria pode melhorar a vida das pessoas”, diz Mário Lúcio na TV em Araguaína



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira