Tuesday, 17 de September de 2019

JUSTIÇA


Socialização

Coral Canto Livre inspira reeducandas na esperança por um recomeço

09 Jul 2019    14:05    alterado em 09/07 às 14:05
Loise Maria/Ascom DPE-TO  Coral Canto Livre inspira reeducandas na esperança por um recomeço

“Enquanto espero, eu canto/ Se desespero, eu canto/ Enquanto vou, eu canto... Se não tem sentido o meu cantar/ Qual o sentido de não cantar? Se na manhã primeira eu não cantei/ Na derradeira eu cantarei...” A música Canto Livre, composta por Chico Buarque e interpretada por Nara Leão, foi a canção escolhida pelas mulheres reeducandas da Unidade Prisional Feminina (UPF) de Palmas para expressarem a felicidade em concluir mais um ciclo. O encerramento do primeiro semestre de atividades do Coral da unidade, que não por acaso leva o nome da canção escolhida – Canto Livre.

Um momento regado por muita emoção, o canto das reeducandas do Coral Canto Livre provocou lágrimas, sorrisos e muitos aplausos nos presentes não só pela beleza das vozes, interpretação com dança e poesia, produção de figurino e maquiagem, como principalmente pela garra e força de vontade de lutar por um futuro melhor, expressado nas músicas, poesias e discursos apresentados. “Estamos privados de liberdade, mas é na música que a gente se sente livre, longe de qualquer grade, de qualquer prisão. Quando a gente canta, nos sentimos do lado de fora, viajando pelo mundo, o que resgata na gente a esperança por dias melhores”, disse Samaria Oliveira.

O momento para Samaria, assim como para as demais reeducandas do Coral, foi ainda mais emocionante. Isso porque alguns familiares aproveitaram a oportunidade para visitá-las, de surpresa. “Acho que hoje eu nem consigo cantar, é muita emoção, sinto meu coração saltando de alegria”, disse Samaria, ao reencontrar o irmão, a quem não via a mais de dois anos. Da mesma forma, diversos reencontros foram possíveis com mãe e filha, marido e mulher, irmãos e amigos.

Para a reeducanda Mara Rúbia, uma das coralistas do Canto Livre, o projeto é uma forma de se libertar dos sentimentos ruins gerados em uma prisão. “Com o cárcere a gente paga pelo que a gente deve com a falta de liberdade, mas com a música a gente rompe não celas e grades, mas qualquer sentimento de tristeza, de falta de esperança. Estamos plantando fé e vamos colher mudança, ressocialização”, concluiu a reeducanda.

A programação marcou a primeira apresentação do Coral e contou ainda com a entrega de kits de higiene e fotos. Na solenidade estavam presentes autoridades e agentes prisionais da unidade. Para celebrar o momento de integração e unidade, uma das agentes prisionais responsáveis pelo plantão interpretou a canção “Romaria”, de João Mineiro e Marciano.

Coral Canto Livre

A iniciativa do Coral Canto Livre é da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), por meio do Núcleo Especializado de Assistência e Defesa do Preso (Nadep), em parceria com a Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça (Seciju). Os encontros acontecem uma vez por semana, com aulas de música e expressão corporal, oferecidas voluntariamente por servidores da DPE-TO - o maestro Cleyton Silva e a bailarina Catarina Lopes. As aulas serão retomadas a partir de agosto e acontecem na UPF.

Ressocialização
De acordo com a defensora pública Napociani Póvoa, coordenadora do Nadep, o objetivo é de trabalhar a elevação da autoestima, o empoderamento feminino e a reinserção social através da música. “O Coral é fruto do esforço de muitas pessoas que encamparam a ideia e prestaram todo o apoio que precisamos nesta condução com amor em prol da reinserção social”, declarou Napociani.

O defensor público-geral do Tocantins, Fábio Monteiro, parabenizou as reeducandas pela apresentação e descreveu o momento como de alegria e muita satisfação. “Que vocês continuem de cabeça erguida para que o direito de vocês seja exercido e se transforme em esperança de um futuro melhor”, disse.

A defensora pública Franciana di Fátima, coordenadora do Núcleo Especializado de Proteção e Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem), afirmou que se emocionou muito com a apresentação do Canto Livre. “Como foi lindo vê-las cantando. Pudemos vê-las livres, mesmo que durante a música. Tudo é possível quando se há esperança e que vocês possam continuar cantando e nos cativando com este lindo trabalho”, relatou.

Para o subsecretário da Seciju, Geraldo Divino Cabral, projetos como o Canto Livre são necessários para oportunizar a socialização e aquisição de conhecimento para as mulheres privadas de liberdade.

A programação se encerrou com a reeducandas interpretando a música gospel “Preciosidade”.

COMPARTILHE:


Confira também:


Operação Peterrock

PF investiga pessoas responsáveis por disseminação internacional de pornografia infantil

O nome da operação faz alusão ao codinome utilizado pelo responsável pela disseminação do material contendo cenas pornográficas de crianças e adolescentes no Estado do Tocantins.

Economia

Petrobras diz que não há previsão para reajuste de preços

Os ataques aéreos contra a refinaria de Abqaiq resultaram na elevação dos preços internacionais do petróleo.



Economia

Endividamento atinge mais de 68% dos palmenses em agosto

O ranking das principais dívidas continua sendo: cartão de crédito, seguido de financiamento de carro e carnês.


Vestibular

Inscrições abertas para o Vestibular da Unitins

Processo seletivo tem 480 vagas contemplando todos os cursos da Unitins em Palmas, Araguatins, Augustinópolis e Dianópolis. Inscrições são feitas exclusivamente pela internet


Ocorrência

Polícia Civil prende mulher suspeita de estelionato no sudeste do Estado

Mulher estava se passando por conselheira espiritual, mas na verdade aplicava golpes em pessoas do sudeste


Proibição

Adapec apreende carga de 10 toneladas de sementes de capim irregular na TO-050 entre Palmas e Porto Nacional


Tocantins

Adetuc e consultores reúnem-se para definir implantação do Observatório do Turismo do Tocantins


Educação

Com palestras, professor da Rede Municipal de Palmas motiva alunos a enfrentarem obstáculos


Preservação

Praias de Babaçulândia recebem o mutirão de limpeza do projeto Praia Limpa, Praia Viva


Pagamento do FGTS

Caixa estende horário de atendimento amanhã e abre no sábado


Preservação

APA Ilha do Bananal Cantão dedica programação ao Dia Nacional do Cerrado



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira