Sunday, 09 de August de 2020

JUSTIÇA


Polícia

Instituto de Identificação confecciona retratos falados por videoconferência para auxiliar investigações

14 Jul 2020
Instituto de Identificação confecciona retratos falados por videoconferência para auxiliar investigações

A Polícia Civil do Tocantins, por meio do Núcleo Especializado de Reprodução Facial Humana e Prosopografia do Instituto de Identificação, órgão vinculado à Superintendência da Polícia Científica, confeccionou no mês passado dois retratos falados por meio de videoconferência com as vítimas. Um deles foi de um suspeito de homicídio ocorrido em Arraias, no sul do Estado; o outro, foi de um suspeito de estupro ocorrido em Lagoa da Confusão.

Normalmente os retratos falados são feitos de forma presencial, a vítima relata ao papiloscopista todas as características do suspeito e o retrato é confeccionado em tempo real na Delegacia de Polícia da cidade em que ocorreu o crime. Em decorrência da pandemia do novo Coronavírus e em atenção ao isolamento social e à quarentena houve redução de viagens dos profissionais responsáveis pela produção do serviço. Para não comprometer as investigações, os retratos falados estão sendo feitos de forma on-line por vídeo conferência, asseguradas todas as medidas de legitimidade do documento.

O papiloscopista Fábio Lanna, responsável por confeccionar os retratos falados, lembrou que é uma grande satisfação, em tempos de pandemia e crise econômica “poder executar um serviço que auxilia a investigação protegendo o funcionário e a vítima, além economizar várias horas de viagem e tudo isso sem prejuízo ao serviço prestado”.

Conforme destacou o delegado Andresson Alves de Souza, titular da 58ª Delegacia de Polícia de Lagoa da Confusão, que investiga o caso do estupro, os retratos falados são importantes ferramentas, especialmente nos casos de crimes praticados às escuras. “São crimes onde não temos testemunhas, ou quaisquer outras fontes de provas, mas tão somente autor e vítima. Os retratos falados também facilitam uma possível identificação em razão da proximidade do retrato falado com a realidade”, ressaltou.

Por sua vez, a delegada titular da 105ª Delegacia de Polícia de Arraias, Melícia Resende Ganzaroli de Ávila, ressaltou que o atendimento da solicitação de confecção do retrato falado foi célere e muito “eficiente a realização do ato pericial mediante videoconferência”.

Para a diretora de Papiloscopia, Naídes Cesar Silva, a experiência demonstrou grande êxito, uma vez que trouxe maior dinamicidade aos casos. Nessas situações, o tempo é um fator preponderante e o quanto antes a vítima for atendida, maior a memória que terá do autor do delito podendo descrever com mais clareza os traços faciais” reforçou a Diretora.

Serviço
A última alteração do Regimento Interno da Polícia Civil criou o Núcleo Especializado de Representação Facial Humana e Prosopografia (comparação facial), que trouxe mais eficiência aos serviços prestados. Este Núcleo atende a todo o Estado e em tempos de pandemia inovou realizando os retratos falados por videoconferência. Além disso, o Núcleo Especializado de Representação Facial Humana e Prosopografia realiza outros exames como as projeções de rejuvenescimento facial e de envelhecimento facial, importantes ferramentas para encontrar pessoas desaparecidas.

COMPARTILHE:


Confira também:


Covid-19

Tocantins registra 561 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 31.663 casos no total, destes, 19.341 pacientes estão recuperados, 11.871 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 541 pacientes foram a óbito.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira