Friday, 17 de August de 2018

Friday, 17 de August de 2018

JUSTIÇA


Tocantins

MPE aciona BRK Ambiental pelo fornecimento de água com pouco cloro e excesso de manganês em Araguaína

21 Apr 2018    11:41    alterado em 21/04 às 11:41
Divulgação MPE aciona BRK Ambiental pelo fornecimento de água com pouco cloro e excesso de manganês em Araguaína A Ação Civil Pública foi proposta pela Promotora de Justiça Araína Cesárea D'Alessandro

O Ministério Público Estadual (MPE) ajuizou Ação Civil Pública contra a empresa BRK Ambiental, nesta sexta-feira, 20, requerendo que a concessionária seja condenada a pagar indenização por danos morais coletivos, no valor mínimo de R$ 500 mil, por ter fornecido água a consumidores de Araguaína em desconformidade com os parâmetros técnicos. Além da indenização, o MPE requer que a empresa seja obrigada a adotar as providências necessárias para que a água fornecida esteja dentro dos padrões legais de potabilidade.

De acordo com a ação judicial, a água que abasteceu os setores Noroeste, Brasil, Couto Magalhães e Itapuã nos meses de junho, julho e agosto de 2016 possuía elevado teor de manganês e baixo teor de cloro, considerando-se os parâmetros estabelecidos pela Portaria nº 2.914/2011 do Ministério da Saúde. O Ministério Público sustenta que a inobservância da norma técnica permitiu o fornecimento de água imprópria para consumo.

A Ação Civil Pública foi proposta pela Promotora de Justiça Araína Cesárea D'Alessandro, que passou a atuar no caso após moradores do Setor Noroeste procurarem o MPE, em 23 de agosto de 2016, para reclamar da qualidade da água fornecida. Segundo eles, a água que vinha chegando ao bairro nas três últimas semanas era suja e possuía coloração escura, o que impossibilitava seu uso para qualquer atividade.

A partir de então, a representante do Ministério Público passou a atuar junto aos órgãos competentes, requerendo relatório de análises da água à Odebrecht Ambiental (atual BRK Ambiental) e vistoria à Agência Tocantinense de Regulação (ATR). Administrativamente, as irregularidades encontradas resultaram na aplicação de multa por parte da Agência.

A Ação Civil Pública do MPE é fundamentada em parecer técnico da própria empresa concessionária de água e esgoto e no Relatório nº 002/2017 da ATR.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

33

PARABÉNS!
PARABÉNS!

27

BOM
BOM

30

AMEI!
AMEI!

25

KKKK
KKKK

26

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

23

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

30

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

BRK Araguaína Tocantins Água

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Ataídes

Ministério Público Eleitoral impugna candidatura de Ataídes de Oliveira

Candidato ao Senado foi condenado por órgão colegiado

Ocorrência

Polícia Civil prende mais um acusado de tráfico de drogas no interior do Estado

De acordo com o Delegado José Lucas Mello, Edinei já estava sendo investigado há dois meses por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas




  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira