Thursday, 27 de February de 2020

JUSTIÇA


Palmas

Polícia Civil prende em flagrante dois suspeitos de furto de energia

24 Jan 2020
Polícia Civil prende em flagrante dois suspeitos de furto de energia

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes contra Concessionárias de Serviço Público (DRCSP - Palmas), prendeu na noite desta quinta-feira, 23, dois homens suspeitos de infringir o artigo 155, § 3º do Código Penal Brasileiro (Furto de Energia Elétrica), em uma Distribuidora de bebidas, localizada no Plano Diretor Sul.

 

De acordo com o delegado Rodrigo Ferraz, os dois homens, sendo o proprietário do estabelecimento e um homem contratado para realizar a religação irregular foram autuados em flagrante. “A equipe desta Delegacia, no período noturno, foi a campo e encontrou um homem no momento que terminava realizar a ligação direta (clandestina ou gato), a qual não era medida, foi abordado e confessou que foi contratado pelo proprietário para fazer a referida ligação, em seguida chegou ao local o proprietário, com a realização de pericia técnica, que constatou a ligação irregular”, afirmou.

 

Ainda segundo o delegado, os autores foram conduzidos para Delegacia Especializada de Repressão a Crimes contra Concessionárias de Serviço Público (DRCSP - Palmas), bem como foi solicitado junto à concessionária de energia que encaminhasse uma equipe no estabelecimento para realizar a correção na Unidade Consumidora. “O Inquérito foi instaurado e os dois autores responderão pelo crime em liberdade, desde que não descumpram as obrigações constante na fiança. Teremos agora 30 dia para concluir o Inquérito Policial”, afirmou

 

Flagrante

Ainda de acordo com o delegado, os autores foram autuados em flagrante pelo crime em tese tipificado no artigo 155, § 3º do Código Penal Brasileiro e foi arbitrada os valores das fianças. “É importante salientar, que tanto os responsáveis pelas residências ou estabelecimentos comerciais que estão incidindo no crime em tese tipificado no artigo 155, § 3º do Código Penal Brasileiro, como a pessoa que faz a ligação clandestina (gato), são considerados autor e co-autor e respondem ao referido ilícito”, afirmou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Desfile

Viradouro é a campeã do carnaval no Rio de Janeiro

Em segundo lugar ficou a Acadêmicos do Grande Rio

Decisão

Justiça define que Incra não pode desistir de ação e desapropria Fazenda Vera Cruz, no TO

Decisão destaca que insuficiência de dotação orçamentária não pode se sobrepor à efetivação dos direitos fundamentais à moradia, ao trabalho, à alimentação e à função social da propriedade


Oportunidade

IEL Tocantins seleciona estagiários para o Ministério Público

Todas as informações estão publicadas no site www.iel-to.com.br


ATS

Obras de extensão de rede são entregues em Palmeirante

Mais de 200 famílias passaram a receber água tratada no Povoado Paciência


Internacional

Novo coronavírus: Itália registra 11 mortes e contágios aumentam


Araguaína

Alegria e interação marcaram o bloquinho das crianças do HMA


Sucesso

CarnaPraça levou mais de 20 mil foliões para a Praça dos Girassóis


Brasil

Skyy Vodka patrocina Carnaval cheio de diversidade


Dia 29/02

Dia Mundial das Doenças Raras é marcado por atividades em todo o país


Ponto de Vista

Cobrança indevida de bagagem por cias aéreas



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira