Tuesday, 22 de September de 2020

JUSTIÇA


Tocantins

Reeducandas conquistam novas oportunidades profissionais através de cursos de capacitação

21 Jul 2019
Reeducandas conquistam novas oportunidades profissionais através de cursos de capacitação

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio do Sistema Penitenciário e Prisional (Sispen/TO), promove a ressocialização de pessoas privadas de liberdade utilizando ferramentas como a qualificação profissional. Dessa forma, as Unidades Prisionais Femininas (UPFs) do Estado oportunizam cursos profissionalizantes com intuito de capacitar reeducandas para o mercado de trabalho e ampliar as chances de reinserção social.

Para a promover as capacitações, a Seciju conta com apoio da Secretaria de Educação, Juventude e Esportes (Seduc), que oferta cursos por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) voltado para o público prisional. Nas unidades de Lajeado, Pedro Afonso e Babaçulândia, a qualificação está voltada para o setor de beleza, através do curso de maquiagem. Já em Palmas, o curso foi realizado na área de empreendedorismo, com a capacitação em Agente de Desenvolvimento e Cooperativismo. 

O gerente de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso e Egresso, Leandro Bezerra, explica que a escolhas das unidades para realização dos cursos é feita de acordo com a manifestação de interesse dos gestores das mesmas. “Quando recebemos a relação de cursos disponíveis para oferta encaminhamos para os chefes de unidades, questionando sobre o interesse em realizá-los. Entre as unidades que se manifestam, nós escolhemos as que possuem maior possibilidade para execução”, esclareceu.

Maquiagem
Duas reeducandas de Lajeado estão sendo qualificadas para o mercado de trabalho por meio do curso profissionalizante de maquiagem.  O curso, com carga horária de 160 horas, tem previsão de encerramento até o dia 26 deste mês, proporcionando para as alunas uma nova oportunidade de inserção na sociedade.

De acordo com a professora, Carla Patrícia de Brito, as reeducandos receberam kits de maquiagem para serem utilizados no decorrer da capacitação. “No início do curso, as alunas receberam kits para a utilização nas aulas e orientações acerca das técnicas utilizadas na produção de maquiagem, além de praticarem o conteúdo ensinado. No decorrer da capacitação, as reeducandas tiveram um bom desenvolvimento e demonstraram cada vez mais interesse em aprender”, contou.

Na UPF de Pedro Afonso, três reeducandas se formaram no curso na quarta-feira, 17, que teve carga horária de 160 horas e foi desenvolvido com intuito de proporcionar qualificação das reeducandas para atuação em salões de beleza ou ainda na realização do próprio negócio possibilitando a geração de renda.

“O objetivo do curso foi proporcionar uma nova possibilidade profissional para as reeducandas, assim, elas poderão atuar na área quando forem reinseridas na sociedade, além disso, a qualificação possibilita remição de pena através do estudo, assim como prevê a Lei de Execução Penal”, explicou o chefe de segurança da UPF de Pedro Afonso, Acelides Batista.

Já em Babaçulândia, a formatura aconteceu na terça-feira, 16, com a capacitação de três mulheres, que poderão atuar como maquiadoras e encontraram no curso uma nova oportunidade de trabalho. Na unidade, o curso teve carga horária de 180 horas, dividido entre aulas teóricas e práticas.

Agente de Desenvolvimento e Cooperativismo 
Em Palmas, cinco reeducandas da Unidade Prisional Feminina participaram da capacitação em Agente de Desenvolvimento e Cooperativismo o encerramento das aulas foi realizado no dia 30 de junho. O curso, com carga horária de 160 horas, teve objetivo capacitar mulheres na área do empreendedorismo, no decorrer das aulas, as alunas foram preparadas para a atuação em cooperativas, desde a organização de assembleias até no processo de divulgação do cooperativismo. 

A professora, Gildene Soares, relata que ao longo do curso as reeducandas receberam informações acerca da história do cooperativismo, através de materiais dinâmicos. “A capacitação ocorreu através de materiais impressos, vídeos e palestras, tratando sobre a atuação no cooperativismo e sua história ao longo dos anos. Foi possível perceber o desenvolvimento das alunas no decorrer das aulas, demonstrando cada vez mais interesse, inclusive, elas sugeriram que a capacitação fosse realizada com maior duração de tempo”, afirmou.

A reeducanda, A.M.A.A.S, de 54 anos, conta que o curso proporcionou novas oportunidades para o mercado de trabalho. “Espero atuar na área do cooperativismo e fazer grandes negócios, o curso trouxe propostas interessantes para o mercado financeiro e depoimentos em vídeo dos cooperadores, isso despertou meu interesse em ir atrás dos meus sonhos”, relatou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Home Office

Ipea: percentual de brasileiros em home office cai para 11,7% em julho

Aumenta a participação de brancos e mulheres no trabalho remoto

Pandemia

Tocantins registra 128 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins contabiliza 193.917 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 63.544 casos confirmados. Destes, 46.511 pacientes estão recuperados, 16.166 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 867 pacientes foram a óbito.



Conscientização

Governo do Tocantins lança campanha para consumo consciente de água

A campanha ‘Água, use com consciência para não faltar’ é uma iniciativa do Governo do Estado em Parceria com a ATS


Prevenção

Neurocientista alerta que apenas conversar não resolve o problema de quem pensa em cometer suicídio

Neurocientista, filósofo e psicanalista Fabiano de Abreu em entrevista à revista Capricho, explica que a “DM Aberta”, apesar da boa intenção, não deve ser apresentada como uma ajuda eficiente para quem pensa em suicídio


Economia

Vice-governador articula relação do Basa com Governo para prorrogação de decreto que garante crédito especial às empresas afetadas pela pandemia

No total, foram disponibilizados o montante de R$ 2 bilhões para empresas a taxas de juros de 2,5% ao ano, bem abaixo ao praticado no mercado, e com prazo de carência até oito meses.


Justiça

Magistrado Pedro Nelson de Miranda Coutinho é o mais novo desembargador do Judiciário tocantinense


Obras

Governador Carlesse assina Ordem de Serviço para recuperação de estradas vicinais em três municípios


Justiça

Ministério Público expede parecer favorável a Delegados após Corregedoria instaurar sindicâncias


Eleições 2020

Prefeita Cinthia Ribeiro fecha convenção com apoio de seis partidos


Emprego

Sine Tocantins orienta trabalhadores para uma boa entrevista de emprego. Nesta quarta, 16, são 403 vagas no Estado


Covid-19

Boletim coronavírus (Covid-19): taxa de internações hospitalares sofre redução na Capital



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira