Sunday, 22 de September de 2019

JUSTIÇA


Seciju

Reeducandos trabalham na obra de ampliação da CPP de Dianópolis

06 Feb 2019    16:34    alterado em 06/02 às 16:34
Reeducandos trabalham na obra de ampliação da CPP de Dianópolis

Parceria entre a Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça (Seciju) e o Judiciário tornou possível a ampliação da Casa de Prisão Provisória da Cidade de Dianópolis (CPP de Dianópolis) com parte da mão de obra trabalhadora composta por cinco reeducandos. A obra consiste na construção de duas celas, com capacidade para 12 reeducandos cada, e de um galpão, que funcionará como fábrica de artefatos de concreto, já está em fase de execução, tendo sua base estrutural iniciada.

O reeducando P. A. J. N., um dos cinco apenados do regime semiaberto que trabalham na obra de ampliação da CPP de Dianópolis, agradeceu ao Estado por ter disponibilizado uma das vagas para que ele pudesse mostrar seu trabalho e também ganhar um salário. “As empresas dificilmente abrem vagas de trabalhos para nós, por isso, agradeço muito a direção da unidade por abrir esse espaço para eu trabalhar e poder ajudar minha família”, disse.

O diretor da CPP de Dianópolis, Rondinele Alves, falou sobre a importância das parcerias entre os poderes e sociedade civil organizada para melhoria do sistema prisional. “Essa colaboração do judiciário juntamente com o Conselho da Comunidade é crucial para a implementação da obra, ao todo estão sendo injetados R$ 181.842,00 no projeto, sendo R$ 116 mil para construção das celas e R$ 65.842 reais para construção do galpão”, detalhou.

O diretor falou ainda que todo o trabalho de construção é realizado com o conhecimento e incentivo do juiz de execução penal de Dianópolis, Manuel de Faria Reis Neto, e que ele tem sido um parceiro recorrente nas melhorias implementadas na Unidade Prisional e na formatação de trabalhos de ressocialização.

Alves contou ainda que irá buscar parceria com a Prefeitura Municipal para que os blocos de concretos produzidos na futura fábrica sejam utilizados no calçamento de ruas e em obras do Município.

Capacidade CPP de Dianópolis
A CPP de Dianópolis possui atualmente 6 celas e tem capacidade para 30 reeducandos, com a nova estrutura comportará mais 24 apenados, totalizando 54 vagas legais e terá condições de gerar trabalho e renda para mais 20 reeducandos na fábrica que será montada no galpão.

COMPARTILHE:


Confira também:


CPI

DPE-TO vai informar dados de reclamações à CPI em Gurupi sobre BRK Ambiental

Comissão da Câmara de Vereadores de Gurupi solicitou apoio informativo para fundamentar relatório sobre suposta má-prestação de serviço pela BRK Ambiental

Diz Tiago Dimas

Desenvolvimento de pesquisas são imprescindíveis e cortes de bolsas do CNPq preocupam

Tiago Dimas fez questão de lembrar que neste ano mesmo o IFTO conseguiu patentear a produção do adubo em cápsula.


Araguaína

Polícia Civil realiza busca e apreensão em residência de servidores lotados na Assembleia Legislativa

De acordo com a Polícia Civil, os dois servidores residem em Araguaína e não cumprem as atividades para as quais foram nomeados.


Norte do TO

Energisa realiza troca de lâmpadas e cadastro na tarifa social em Araguaína

O caminhão permanece na cidade por 10 dias, em três bairros, levando informação e diversão, além de troca lâmpadas e cadastro na tarifa social


Operação Ruptura

Polícia Civil deflagra operação ruptura e prende vários criminosos em Araguaína


Saúde

Hospital Regional de Miracema amplia serviços e realiza cirurgia inédita


Agenda

Em Brasília, parlamentares do Tocantins buscam recursos para obras


Seu Bolso

Energisa prorroga campanha para negociação de dívidas


Premiação

Nota Quente paga R$ 10.935,88 neste sábado, 21


Saúde

Profissionais de saúde alertam sobre cuidados com as altas temperaturas na Capital



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira