Monday, 14 de October de 2019

OPINIÃO


NUSA

Defensoria aponta deficiência na saúde municipal durante audiência na Câmara de Palmas

03 Jun 2019    10:58    alterado em 03/06 às 10:58
Marcus Mesquita/Ascom DPE-TO   Defensoria aponta deficiência na saúde municipal durante audiência na Câmara de Palmas

Em representação à Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), o coordenador do Núcleo Especializado de Defesa da Saúde (Nusa) da Instituição, defensor público Arthur Luiz Pádua Marques, participou, nesta quinta-feira, 30, de uma audiência pública realizada pela Câmara Municipal de Palmas focada nos serviços ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na Capital. Na ocasião, o Defensor Público apontou a existência de problemas referentes ao fornecimento de insumos e medicamentos nas unidades palmenses, assim como o inadequado atendimento psiquiátrico oferecido à população por meio dos Centros de Atendimento Psicossocial (Caps).

As críticas apresentadas por Arthur Pádua são embasadas em recentes vistorias realizadas pelo Nusa nas unidades básicas de atendimento e no Centro de Logística da Secretaria de Saúde de Palmas (Semus), que, na audiência, prestou contas sobre as ações realizadas pela Pasta no primeiro quadrimestre de 2019. De acordo com o coordenador do Nusa, foram várias as problemáticas detectadas na saúde pública palmense.

“Foram constatadas, durante as vistorias, inúmeras irregularidades, tanto envolvendo a falta de insumos, de medicamentos e até de EPIs [Equipamentos de Proteção Individual] para alguns funcionários, quanto questões logísticas, de pessoal e de adequação de armazenamento e descarte de materiais no almoxarifado, que está em péssima condição. Tudo isto reflete no atendimento básico inicial que chega à população; e se estes serviços de atenção primária fossem otimizados, certamente haveria uma redução dos problemas que terminam por provocar internações de alta complexidade”, ressaltou Arthur Pádua.

Acerca dos serviços de atendimento psiquiátrico oferecidos por meio dos Caps, o defensor público Arthur Pádua enfatizou que, nos últimos anos, a saúde mental pública da Capital está em decadência.

“A situação do atendimento voltado à saúde mental em Palmas está muito grave. Existem muitas deficiências nos serviços prestados pelos Caps, porque não adianta dizerem que tem o Caps, o Caps AD [Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas] e tudo mais se quase nada funciona e há muitas faltas importantes, como uma unidade de acolhimento de adultos. Por isto sou a favor do Consultório na Rua, inclusive com médicos atuando nas ruas, porque isto serviria para aparelhar estas deficiências detectadas, dando oportunidade das pessoas em situação de rua de serem acolhidas ou pelo menos acompanhadas”, ressaltou o coordenador do Nusa.

Encaminhamento do Nusa

A partir das críticas apresentadas, o Nusa expedirá uma recomendação para o Semus para que haja uma resolução para os problemas apontados e, segundo Arthur Pádua, a DPE-TO está sempre à disposição dos gestores públicos para dialogar sobre os assuntos que envolvem a prestação de serviços para a população.

“A Defensoria Pública está de portas abertas sempre para quem quer o diálogo, desde que seja para um diálogo planejado com resultados, porque sem eles nós ainda lançaremos mão da judicialização caso as situações continuem calamitosas. Nunca há pessoalização das críticas apontadas pela Defensoria e nem viés político; a Instituição apenas atua com fundamentações técnicas e em prol dos cidadãos prejudicados”, enfatizou Arthur Pádua.

Composição de mesa
Compuseram a mesa de honra nesta audiência, além do defensor público Arthur Pádua, o promotor de Justiça Marcos Luciano Bignott; o secretário municipal de saúde de Palmas, Daniel Borini Zemuer; o presidente do Conselho Municipal de Saúde de Palmas, Antônio Granjeiro Saraiva; e os vereadores Jucelino Rodrigues e Gerson Alves, que presidiu a sessão.

COMPARTILHE:


Confira também:


Super Descontos

Refis da prefeitura de Palmas começa hoje com possibilidades reais para quem quer sair da inadimplência

Mais de 1.500 audiências estão agendadas para o Refis 2019

Sul do TO

Governador e Primeira-dama prestigiam festa das crianças em Gurupi

Na ocasião, o governador Mauro Carlesse anunciou o lançamento do programa Pátria Amada Mirim, na próxima quinta-feira, em Palmas


Consumidor

Procon Tocantins oficia MPE sobre devolução do dinheiro dos ingressos da ExpoPalmas

A data anunciada para a ExpoPalmas foi de 18 a 22 de setembro. Mesmo com dois dias de evento, no dia 20 se setembro foi anunciado o cancelamento de todos os shows.


Contratempo

BRK não cumpre contrato e causa transtornos para população de Colinas

Para a renovação do contrato com a empresa de saneamento, a gestão do município fez algumas exigências, sendo elas: a universalização do fornecimento de água e esgoto; reparos em ruas e avenidas; e o investimento no valor de R$ 1 milhão na forma de obras


Educação

Projeto pede inclusão de mensagens no combate ao abuso sexual infantil e o consumo de drogas nos livros das escolas públicas de Palmas


Ação

DPE realiza mais uma edição do “Transforme uma vida: apadrinhe uma criança” no Lar Batista


Consumidor

Com 70% de acordos feitos, Procon Tocantins divulga balanço da Semana de Renegociação de Dívidas


SSP

Tocantins é beneficiado com projetos e recursos em reunião do Conselho Gestor do Fundo Nacional de Segurança Pública


Palmas

A Semana Nacional do Crédito abre caminhos para pequenos empresários alavancarem negócios


Política Florestal

Instaladas comissões especiais que vão analisar política florestal e regularização fundiária



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira