Wednesday, 24 de April de 2019

OPINIÃO


Setembro Amarelo

Fórum de Saúde Mental que aborda Prevenção de Vulnerabilidades e Suicídio acontece nesta sexta, 28

24 Sep 2018    17:33
Divulgação Fórum de Saúde Mental que aborda Prevenção de Vulnerabilidades e Suicídio acontece nesta sexta, 28

“Prevenção de Vulnerabilidades e Suicídio” é o tema do V Fórum de Saúde Mental que acontece nesta sexta-feira, 28, das 9 às 18 horas, no Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra). As inscrições podem ser feitas neste link ou no local do evento. O evento faz parte da programação do Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio.

 

O Fórum tem como objetivo a articulação da Rede de Atenção Psicossocial (Raps) com as demais redes que envolvem as áreas de assistência social, educação e saúde para a discussão do impacto das vulnerabilidades no suicídio para sua prevenção.

 

“Muitas vezes, o mês do Setembro Amarelo chama atenção para o sofrimento mental, que pode levar a ideação suicida. Mas as vulnerabilidades sejam estas sociais, econômicas, dentre outras, podem ter uma grande interferência na vida destas pessoas, e estratégias que visem à diminuição de vulnerabilidades tem grande impacto na valorização da vida”, ressalta a gerente de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde, Dhieine Caminski.

 

Dhieine ressalta ainda que embora o evento tenha como objetivo a articulação da rede, a mesa redonda sobre “Prevenção de Vulnerabilidades e Suicídio”, que acontece é aberta ao público em geral. 

 

São parceiros no Fórum a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), a Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), o Ceulp/Ulbra, a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social, a Universidade Federal do Tocantins (UFT) e a Fundação Universidade do Tocantins (Unitins).

 

Confira a programação:

 

8 horas - Credenciamento e inscrições no local

 

9 horas - Abertura com a formação da Mesa Redonda

Mesa Redonda: Prevenção de Vulnerabilidades e Suicídio - com Carlos Mendes Rosa (Psicanalista, Doutor em Psicologia pela PUC-Rio e coordenador do programa Mais Vida da UFT), Raphaella Pizani Castor Pinheiro (Psicóloga da internação do Hospital Geral de Palmas e especialista em Saúde da Família e comunidade), Dhieine Caminski (Psicóloga especialista em Saúde da Família pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e gerente de Saúde Mental da Semus), e Jeane Kudianauirú Karajá Ribeiro (Psicóloga e diretora de Políticas para Direitos Humanos na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social).

 

10h30 - Apresentação do Fluxo do Manejo de Violência Auto-provocada em Construção pela Rede de Atenção Psicossocial e Grupo Condutor de Saúde Mental de Palmas

 

11 horas - Debate e sessão de perguntas

 

12 horas - Intervalo

 

14 horas - Oficina de Estratificação de Risco em Saúde Mental para a Rede de Saúde de Palmas – Público-alvo: trabalhadores da Raps interessados (Centros de Atenção Psicossocial - Caps II e AD III, Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), Centros de Saúde da Comunidade, Núcleo de Assistência Henfil, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Unidades de Pronto Atendimento (Upas Sul e Norte), Consultório na Rua, Palmas que te Acolhe, Hospital Geral Palmas, Hospital Infantil de Palmas, Hospital e Maternidade Dona Regina. (Ascom).

COMPARTILHE:


Confira também:


Consórcio da Amazônia Legal

Em Consórcio da Amazônia Legal, governador Carlesse propõe atuação conjunta das bancadas em prol dos Estados

Após fala de Carlesse, foi aprovada reunião conjunta com as bancadas e Palmas como sede da próxima reunião do Consórcio


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira