Tuesday, 20 de October de 2020

OPINIÃO


OPINIÃO

Indivíduo e vida social

20 Mar 2013

José João Neves Barbosa Vicente


 
Para uns, somos seres cuja natureza tende, necessariamente, a conviver em grupo; para outros, somos egoístas e procuramos o grupo tendo em vista nossas próprias vantagens.

A preocupação de qualquer indivíduo, como ensinou Sócrates, deve ser com o conhecimento. Quando descobre o verdadeiro conhecimento, age de acordo com ele e conduz-se com acerto em todas as relações com seus semelhantes. A postura socrática, no entanto, não significa uma recusa à vida social, mas estar preparado para analisar suas regras e normas. Platão, seu discípulo ilustre, tinha plena convicção de que a vida social deveria ser organizada de forma a ser possível vida boa para todos. O bem-estar de cada indivíduo deve estar ligado ao bem-estar do grupo. O discípulo de Platão, Aristóteles, por sua vez, afirmou que o homem é, por natureza, um animal sociável e, como tal, só pode perceber seu verdadeiro eu na sociedade e entre os de sua espécie.

Com o desmoronamento das grandes cidades-estados da Grécia, as teorias sobre a convivência, ou melhor, sobre a vida social, seguiram caminhos opostos. Elas devem adaptar-se à situação, ensinaram os epicuristas.

Para esses pensadores, toda a vida baseia-se no interesse próprio do indivíduo. Assim, quando este se torna membro de um grupo social, é simplesmente porque acredita obter nele mais vantagem para si próprio. Nesse sentido, justiça ou leis absolutas não existem, o bem é aquilo que os homens concordam em designar como tal.

Somos justos somente porque nos favorece sê-lo. Para os epicuristas, portanto, não há necessidade do homem participar nem mesmo na vida pública, pois ela não contribui para sua felicidade.  O homem sensato, seguindo esse pensamento, deve evit ar tanto quanto possível, cargos e responsabilidades públicos. Esse tipo de teoria é puro individualismo e egoísmo: a associação entre indivíduos, a participação no grupo ocorrem tendo em vista apenas vantagens. Essa teoria não constrói uma solidariedade e uma lealdade fortes.

Parece que precisamos opor à essa teoria, o pensamento dos estóicos que ensinavam que o homem é mais que um mero indivíduo interessado no bem-estar próprio, mas um ser dotado de impulso social nato, que torna necessária a vida em grupo. Para eles, o homem é membro de um Estado universal o qual deve obedecer querendo ou não. Cada indivíduo deve estar preparado para sacrificar-se pelo bem do todo, seus interesses devem estar subordinados a este todo e contribuir para o seu bem. O maior bem de um homem deve estar em harmonia com o bem geral da humanidade e com as leis naturais do mundo. Viver de modo a servir o bem da coletividade, onde quer que esta exista, é a regra que deve ser seguida por todos. É preciso uma fraternidade universal e igualdade de direitos para todos, independentemente de posição social, rique za, nascimento e educação. Afinal, “a virtude não despreza ninguém, seja grego ou bárbaro, homem ou mulher, rico ou pobre, homem livre ou escravo, sábio ou ignorante, sadios ou doentes”.
 
Filósofo, professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Editor da GRIOT – Revista de Filosofia.

COMPARTILHE:


Confira também:


Ocorrência

Ação da Polícia Civil resulta na libertação de refém e na prisão de cinco homens, incluindo um policial civil aposentado do Maranhão

Mulher foi mantida refém desde o último sábado e era ameaçada de morte por conta suposta dívida contraída pelo marido.

Tocantins

Governo do Tocantins moderniza unidades de atendimento do É Pra Já

Através da capacitação dos servidores e melhorias na infraestrutura, as Unidades garantem atendimento de qualidade aos cidadãos


Palmas

Eli Borges se reúne com produtores rurais onde apresenta suas propostas para gerar cerca de 3 mil empregos no campo

Eli Borges vai buscar mecanismos para fomentar a instalação de agroindústrias; fortalecer o projeto de criação de peixe em cativeiro; atrair indústrias para processamento do pescado; e perfurar poços artesianos para os produtores que enfrentam a falta d’ág


Palmas

Cinthia Ribeiro diz que som ambiente com voz e violão está liberado em Palmas, sem aglomeração

Com o entendimento sobre a liberação do som ambiente, mas desde que não ocorra aglomeração, a Prefeita Cinthia frisou: “em nenhum momento proibimos o som ambiente, mas os shows e aglomerações sim"


Eleições 2020

Alan Barbiero ressalta implantação da UFT e reforça compromisso com a educação


Ruth Almeida

História da chef Ruth Almeida é contada em festival de gastronomia no Maranhão


Agentes

Para ampliar as ações de proteção ambiental, Cinthia promete concurso para Agentes de Fiscalização


Palmas

Joseph Madeira se reúne com músicos impedidos de trabalhar pela Prefeitura


IPTU

IPTU de 2021 em Palmas não terá aumento e taxa para eventos será suspensa, garante Cinthia


Estado

Governo do Tocantins promove reuniões on-line para orientações aos municípios



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira