Thursday, 21 de March de 2019

OPINIÃO


Ponto de vista

O que somos - perspectivas para o país

24 Aug 2018    22:14    alterado em 24/08 às 22:14
O que somos - perspectivas para o país

Por Thaís Almeida de Aguiar, graduada em Direito pela Faculdade Católica do Tocantins.

O Brasil passou por vários períodos até a formação do país que conhecemos hoje. Contam os historiadores que os portugueses e espanhóis, com o intuito de desbravar novas rotas marítimas para chegar as Índias, descobriram o Brasil. Foi Pedro Álvares Cabral, no ano de 1500, o primeiro a desembarcar em terras brasileiras, território que era habitado por índios - os nativos do Brasil. No decorrer dos séculos o país passou por várias transformações, pelo Período Colonial, Imperial e Republicano, cada uma dessas eras possui suas características marcantes.

No que tange à população do Brasil, em um primeiro momento eram os índios que dominavam as terras, depois vieram os europeus, os escravos - em sua grande maioria africanos, todos seres humanos com o intuito de desbravar o Brasil, cada um com seus objetivos e razões. Atividades como a extração de pau-brasil, o plantio de cana-de-açúcar e café, o tráfico negreiro, a mineração, as disputas por território e a catequização dos nativos eram lucrativas para a Metrópole portuguesa. Após a independência do Brasil, surgiu o Império, marcado pela existência do Poder Moderador e pela abolição da escravidão. Em seguida a proclamação da República, passando pela República Velha, Era Vargas, República Populista, Ditadura e Nova República. Chegamos então no ano de 1988, quando da promulgação da Constituição Federal, carta maior do ordenamento jurídico brasileiro.

A Carta Magna trouxe consigo vários direitos e deveres aos cidadãos, implementou o Estado Democrático de Direito, pugnando pelo poder na mão do povo, que o exerce de maneira direta e indireta. A História do Brasil tem suas múltiplas faces, o encontro de um território com ampla fauna e flora, com riquezas naturais, clima favorável à agricultura. Porém o que mais impacta nos estudos são os modos de lidar com o ser humano.

Em um primeiro momento, ignorou-se a existência dos índios no país, o Brasil não foi descoberto, uma vez que já haviam habitantes aqui, houve um encontro de nativos brasileiros com europeus. Depois tivemos a chegada dos escravos, que era forçados ao trabalho exaustivo, sem direitos a uma vida digna. Após, a Lei Áurea que extinguiu a escravidão no Brasil, vieram então os republicanos e chagamos ao Brasil de hoje.

Observa-se que cada povo que adentrou ao Brasil possuía uma cultura e que o país é uma mistura de identidades, assim não há ninguém melhor ou pior: todos somos iguais. Batalha-se hoje pela concretização dos Direitos Humanos, para uma vida digna, com respeito, direitos e deveres aos seres. Ações afirmativas são implantadas para a reparação de danos históricos. Devemos respeitar o próximo e o ver como um ser que merece ser tratado com ética. A preservação do patrimônio histórico e cultural nacional deve ser efetivado, conservando-o para as gerações futuras, exercitando a identidade da nação, sua conexão com o passado, descobrindo o que fomos, o que somos e o que seremos.

COMPARTILHE:


Confira também:

Crônica
O TEMPO

Redução

Aneel diz que pagamento de empréstimos reduzirá tarifa de energia

A quitação antecipada vai gerar economia de R$ 8,4 bi para consumidor

São Paulo

XI Congresso Internacional Six Sigma Brasil acontecerá em momento decisivo de recuperação do país

Evento apresentará metodologias de gestão internacionalmente aceitas, capazes de contribuir com o avanço das empresas brasileiras


Transplantes de Córneas

Estado realizou 128 transplantes de córnea por intermédio e captação do Banco de Olhos

Oftalmologista, responsável técnica do BOTO, Doutora Núbia Maia aconselha o diálogo familiar sobre a doação de órgão para sanar a dúvida da família.


Crime

Corte estético de cauda e orelha de animais é crime ambiental

Além disso, os cães de cauda comprida possuem essa estrutura anatômica como contrapeso em corridas. “O corte acaba interferindo no equilíbrio natural do animal”, afirma.


Lançamento

Campanha da Fraternidade 2019 é lançada na Câmara Municipal


Balanço

ICMS Ecológico encerra prazo com adesão de 136 municípios


Energisa ouve clientes em audiência pública sobre projetos de eficiência energética


Palmas

Estudantes da UFT vencem 1º Prêmio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Tocantins


18 de março

Dia da Autonomia homenageia luta de antepassados pela emancipação do norte de Goiás


Norte

Saúde negocia com profissionais para iniciar serviço de radioterapia em Araguaína



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira