Friday, 25 de September de 2020

OPINIÃO


Opinião

Os servidores foram despojados de suas aspirações

19 Oct 2012

Por Paulo César Régis de Souza


A última greve dos servidores deve ser analisada de frente para o futuro. Quem protesta, já perdeu. Pois bem, protestamos, até com veemência em determinados momentos, mas perdemos. Por quê?


Em inúmeras oportunidades, tenho demonstrado, sem que tenha sido desmentido, que as despesas com o pessoal (Executivo, Legislativo e Judiciário) correm muito abaixo dos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Sei também que com o crescimento do PIB abaixo do estimado, a crise do dólar, do euro, das bolsas, a receita corrente líquida pode ser impactada. Também tenho escrito que o forte controle nos gastos com pessoal concursado é acompanhado pelo forte descontrole das despesas com pessoal comissionado e terceirizado, sem que o zeloso Ministério do Planejamento enfrente esta “bolha” que agride as contas públicas. Tenho alertado que há 25 mil comissionados (não concursados) no Executivo, sem qualificação técnica e profissional, recebendo os mais altos salários.


Perdemos porque o governo não negociou e impôs unilateralmente o que afirmou (sem admitir contestação) ser possível conceder no momento: 15,8% para os civis e 30% para os militares, em três anos, abrindo um largo horizonte de conforto para o próprio governo que concederá reajustes em 2014, ano da sucessão presidencial, e em 2015, 1° ano do novo governo. Até lá, se possível, ajustes pontuais.


A mídia tomou posição a favor do governo e contra os servidores. Ponto final. Cobriram a greve com a indiferença e a distância da guerra civil na Síria com 25 mil mortos!


Havia algo no ar, além dos aviões de carreira!


Perdemos porque as lideranças se omitiram, se acovardaram. Muitas delas se afastaram dos sindicatos. As centrais e as federações sindicais supostamente compradas ou aboletadas nos altos empregos com super salários contribuíram para a desmobilização, desmotivação, despolitização e desengajamento. Os negócios espúrios de muitos deles com a verba do Fundo de Amparo ao Trabalhador-FAT desmoralizaram tais lideranças.


Perdemos porque foram plantadas notícias contra nós: A contra-propaganda produziu impactos na opinião pública: “ Oferta de um percentual de reajuste de 15,8%, parcelado até 2015”, “Governo aumenta em 133% despesa com folha de pagamento de servidores federais em oito anos”; “A pesada conta da greve. Cofres públicos gastaram R$1,2 bilhões em 513 dias de paralização de servidores desde 2005”; “Ação da AGU junto ao STJ que mandou descontar os dias parados”; “Servidor recebeu reajustes acima do avanço do PIB. Estudo mostra que, nos últimos nove anos, valor médio pago cresceu 33%, para 7,2 mil”.


O saco de bondades da Presidente Dilma se esgotou. Desde FHC que se cometem injustiças como os que já deram tudo de si pelo serviço público. O saco de maldades mostra sua face de empobrecer o país e gerar desilusões e despedaçar sonhos, com a arrogância dos que matam os rios amazônicos com a construção de barragens e usinas.


(*) Paulo César Régis de Souza é presidente da Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social- ANASPS.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Auxílio emergencial chega a R$ 207,9 bi para 67,2 milhões de pessoas

Pagamentos visam amenizar os efeitos econômicos da pandemia

Economia

Conselho de Desenvolvimento Econômico aprova incentivos fiscais para empresas de diversas regiões do Estado

Os projetos aprovados incentivam a geração novos de postos de trabalho, além de contribuir com a economia, bem como aumentar a arrecadação do Estado


Eleições 2020

Podemos registra chapa com candidatos a prefeito, vice e 29 vereadores

Candidato a prefeito, Alan Barbiero enaltece chapa proporcional do partido: “sem dúvidas, temos o melhor, mais completo e qualificado grupo para disputar as vagas no Legislativo Municipal”


Fakes News

Qual será o impacto das fake news nas eleições municipais?

O papel de prefeitos e governadores no que diz respeito ao controle da pandemia também foi alvo de fake news, especialmente depois que o STF (Supremo Tribunal Federal) declarou a autonomia dos Estados e municípios para definir regras sobre isolamento.


Obras em Palmas

Propostas para 2ª etapa do CAF em Palmas serão conhecidas em outubro


Ações

Vice-governador apresenta ações de combate à pandemia e incêndios florestais no 21° Fórum de Governadores da Amazônia Legal


Saúde

Câmara de Palmas convoca Audiência Pública para prestação de contas da saúde


Convênio

Vice-governador Wanderlei Barbosa e ministro Onyx Lorenzoni assinam convênio de R$ 2,5 milhões para Programa de Aquisição de Alimentos


Conscientização

Governo do Tocantins lança campanha para consumo consciente de água


Prevenção

Neurocientista alerta que apenas conversar não resolve o problema de quem pensa em cometer suicídio



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira