Tuesday, 18 de June de 2019

OPINIÃO


Ocorrência

Polícia Civil prende suspeito de homicídio no Norte do estado

13 Apr 2019    14:01    alterado em 13/04 às 14:01

Policiais Civis da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), de Araguaína, efetuaram, na tarde desta quarta-feira (10), em Nova Olinda, a prisão de W.R.A, vulgo “Tom”. Ele é suspeito da prática do crime de homicídio que vitimou o representante comercial Francisco Artemilson Albuquerque, em 9 de dezembro de 2018, e foi capturado, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Vara Criminal da Comarca de Araguaína.

De acordo com o delegado José Rérisson Macedo Gomes, as investigações apontaram que houve uma discussão mais acalorada, na noite anterior ao crime, envolvendo a vítima e outro homem, primo do autor. No entanto, W.R.A, ao saber do desentendimento, demonstrou insatisfação com o ocorrido e, após ter feito uso de bebidas alcoólicas durante todo o dia, em companhia de alguns amigos, saiu para a rua e avistou o veículo da vítima estacionado nas proximidades de um bar.

Na ocasião, os homens se aproximaram e constataram que Francisco Artemilson dormia ao volante, com o vidro baixo. Nesse momento, ainda segundo as investigações, W.R.A teria proferido a seguinte frase "Acorda pra morrer, vagabundo!", efetuando, em seguida, dois disparos de revólver calibre 38, que levaram a vítima à morte.

Em seguida, o autor evadiu-se do local no sentido do Setor Nova Araguaína, onde residem alguns de seus familiares. A partir de então, as investigações foram intensificadas e a autoria do crime identificada. A autoridade policial representou, junto ao Poder Judiciário, pela prisão preventiva do indivíduo, a qual foi deferida.

Contudo, os agentes descobriram que, antes de ser preso, nesta quarta-feira, o autor estava indo ao Destacamento da Polícia Militar de Nova Olinda para retirar uma motocicleta que se encontrava apreendida e que seria o veículo que utilizaria para deixar a cidade de Araguaína. No entanto, as equipes da DHPP localizaram o indivíduo e efetuaram sua prisão antes que o mesmo pudesse empreender fuga.

Ao ser interrogado, o suspeito negou participação no crime. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o homem foi recolhido à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

COMPARTILHE:


Confira também:


Vacinação Antiaftosa

Tocantins discute retirada da vacinação antiaftosa com estados que fazem parte do seu bloco

A previsão é de que a retirada da vacinação contra a enfermidade ocorra em 2021 para todo bloco IV

Drogas

Maconha é a droga mais apreendida no Tocantins, revela estatística

O ranking aponta ainda um crescimento das ocorrências registradas no órgão em relação às apreensões de crack. Enquanto em 2017 foram 319 registros, em 2018, este número subiu para 432.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira