Tuesday, 25 de June de 2019

OPINIÃO


Resultado das Urnas

Qual a lição deixada com a derrota de Amastha?

08 Oct 2018    11:54    alterado em 08/10 às 12:04
Divulgação Qual a lição deixada com a derrota de Amastha?

O resultado das eleições no Tocantins que deu a vitória esmagadora ao governador Mauro Carlesse (PHS), foi um verdadeiro recado dado pelo povo aos políticos de atitudes arrogantes e intempestivas. O candidato derrotado Carlos Amastha tentou vender para o Tocantins inteiro a imagem de Palmas como uma cidade que beirava um conto de fadas. Tudo era lindo e quem via do outro lado da telinha poderia até imaginar que o candidato havia transformado a capital em um verdadeiro paraíso.

Mas graças ao poder e a força dos veículos de comunicação da capital e de todo estado – além das redes sociais – foi mostrado além das belezas de parques e jardins que já existia mesmo antes do primeiro governo do candidato Amastha. Palmas já havia se transformado numa cidade em que os empresários e moradores não suportavam mais em se tratando de impostos. Não foi possível esquecer o aumento exorbitante de impostos pelo ex-prefeito que tentou empurrar de goela abaixo no contribuinte uma correção do IPTU que ultrapassava 300%.

A população de Palmas assistiu perplexa a perseguição da administração Amastha aos donos de quiosques que passaram a ser coagidos com um volume de taxas e exigências da fiscalização municipal. Os feirantes, aqueles produtores simples que comercializam seus produtos nas feiras, não escaparam do excesso de demandas.

Os professores da capital foram perseguidos e tiveram seus pontos cortados em uma greve justa que reivindicava a data base e outros direitos adquiridos. O ex-prefeito agiu com mão de ferro e não negociou com os grevistas. A sociedade assistiu vários profissionais da educação passar necessidades básicas com os contracheques zerados. No final de tudo o ex-prefeito deixou bem claro para os servidores sobre de quem era a primeira e última palavra.

O que a população de Palmas quis dizer para todo o Tocantins ao derrotar o ex-prefeito Amastha – sim, Amastha não ganhou em Palmas – é que o mundo encantado que ele pintou na campanha em relação a capital não passa de produto enlatado de marketing que vende, mas não convence. Os cincos anos de gestão do ex-prefeito deixaram a capital mais cara e os contribuintes mais endividados.

A prefeita Cintia Ribeiro terá pela frente um desafio enorme, em pouco tempo, que é o de imprimir uma imagem totalmente diferente daquela pintada pelo antecessor no Twitter e outras redes sociais. O poder executivo da capital precisa mostrar para os empresários e toda a população que não é uma máquina de arrecadação que visa somente o lucro e a vantagem. Para isso a prefeita vai precisar de toda humildade e serenidade que faltou em seu antecessor.

Os 57,39% dos Tocantinenses que elegeram o governador Carlesse mandaram o recado e mostraram que política se faz com dialogo e humildade. Enquanto o seu principal adversário tentava vender sonhos, o governador reeleito convenceu o eleitorado ao mostrar os problemas e a força de vontade para resolvê-los. O recado foi dado e a população soube enxergar no governador o espírito sereno de homem público.

O governador Carlesse tem pela frente o desafio de colocar a máquina para girar novamente e alavancar a economia do sofrido Tocantins que há décadas sofre com a falta de planejamento e ações que gerem emprego e renda fora da máquina pública. Se o governador tiver daqui para frente a visão de empreender e desenvolver o gigante Tocantins, em termos de riquezas naturais, certamente seremos vistos pelo Brasil e o mundo como fonte de riqueza e investimentos.

Já o candidato derrotado Carlos Amastha terá daqui para frente momentos para refletir e pensar o que fez a capital que ele pinta como uma das sete maravilhas do mundo vira-lhes as costas e contribuir para uma derrota fragorosa. Se até a próxima tentativa de voltar a vida pública o ex-prefeito conseguir entender que o seu maior inimigo tenha sido seu comportamento arrogante, quem sabe não volta calçado com as sandálias da humildade e consiga mostrar para os seus eleitores que ele mudou.

Até lá muita água vai passar embaixo da ponte e os sobreviventes na política certamente serão os que demonstrarem humildade, respeito e compromisso com o cidadão. (Redação O GIRASSOL).

COMPARTILHE:


Confira também:


Sustentabilidade

Maior estacionamento solar do Brasil está localizado em Palmas

São mais de 1.000 metros quadrados utilizados nesse projeto, onde foram necessários instalar 500 painéis solares de 350 watts, cada

Aftosa

Primeira etapa da campanha registrou índice vacinal de 99,13% do rebanho tocantinense

Com um rebanho total de 8.356.175 bovídeos, o Tocantins registra índice vacinal acima de 99% na primeira etapa da campanha contra aftosa que também marcou o início da retirada da vacina contra a doença.


TJTO

Ex-prefeito de Taguatinga é condenado por não repassar a banco dinheiro de empréstimos feitos por servidores

Em sua decisão, o magistrado destacou que a conduta do ex-gestor, em se omitir do dever legal e contratual, quebrou um contrato e violou flagrantemente normas legais


Campo

Secretário da Agricultura apresenta potencial agropecuário para árabes

César Halum destacou a vocação agropecuária do estado e a posição estratégica do Tocantins com viabilidade econômica para investimentos.


Interior

Arraiá de Miracema conta com a participação de quadrilhas do município e da Capital


Tonolucro

Empresa completa marca de 1 milhão de entregas e consolida cultura de delivery na capital


AL

Sessão solene nesta terça-feira homenageia nordestinos residentes em Palmas


Votação

Presidente da Assembleia garante limpar a pauta de votação antes do recesso


Justiça

Violência contra a mulher: Defensoria está pronta para meter a colher sim


CAU/TO

Campanha “Compartilhando a Caminhada” arrecada calçados para instituições filantrópicas



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira