Wednesday, 24 de April de 2019

OPINIÃO


Cirurgias

Saúde realiza mutirão de cirurgias do aparelho digestivo e reduz fila de espera

17 Sep 2018    14:56
Divulgação Saúde realiza mutirão de cirurgias do aparelho digestivo e reduz fila de espera

Dezoito pacientes foram beneficiados com o mutirão de cirurgias do aparelho digestivo no Hospital Geral de Palmas (HGP) neste sábado e domingo, dias 15 e 16. A iniciativa busca reduzir a lista de espera dos pacientes eletivos, aqueles que não têm risco eminente de morte, não urgentes, mas que necessitam de cirurgia. Ação é promovida pela Secretaria de Estado da Saúde em parceria com a equipe do Hospital Geral de Palmas e integra o projeto Opera Tocantins.

 

Segundo o médico coordenador de cirurgias do aparelho digestivo do HGP, Itágores Hoffman I, foram feitas quatro colecistectomia (vesícula), sete cirurgias de hérnia inguinal e sete de hérnia umbilical. “Com o avanço e difusão da cirurgia de videolaparoscópica, o procedimento é minimamente invasivo, de menor trauma cirúrgico, permitindo que o paciente se recupere mais rápido  e possa retornar às suas atividades, além de menor dor no pós-operatório e menor risco de complicações. É o que possui de mais moderno em todo o mundo”, declarou.

 

A diretora adjunta do HGP, Renata Duran, reiterou que, além de diminuir a lista de espera, o mutirão está focado na melhor assistência ao paciente que necessita do serviço de saúde. “Esse tipo de mutirão é extremamente relevante para a sociedade e usuários que estavam aguardando essa oportunidade. Foram liberados 18 leitos, temos os melhores equipamentos e a equipe realizou as cirurgias durante a madrugada. São cirurgias de pequena complexidade e minimamente invasivas, então, o paciente não precisa de um longo período de internação e a recuperação é acelerada, com alta rápida”.

 

A dona de casa Edilene Brito Gonçalves, de Pindorama, aguardava há um ano e dois meses a cirurgia de hérnia. “O problema incomodava muito na hora de fazer os serviços de casa, sinto muita dor quando pego peso e lavo roupa. Acredito que após a cirurgia consiga fazer tudo em casa”.

 

O pedreiro Djano Santos, de 41 anos, morador de Palmas, também foi beneficiado pelo mutirão. “Eu já perdi muito trabalho por conta dessa hérnia, não conseguia pegar peso, desconforto pra levantar e abaixar. Estou feliz de poder fazer essa cirurgia e levar uma vida normal.”

COMPARTILHE:


Confira também:


Consórcio da Amazônia Legal

Em Consórcio da Amazônia Legal, governador Carlesse propõe atuação conjunta das bancadas em prol dos Estados

Após fala de Carlesse, foi aprovada reunião conjunta com as bancadas e Palmas como sede da próxima reunião do Consórcio


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira