Monday, 09 de December de 2019

OPINIÃO


Saúde

Semus e parceiros mobilizam sociedade para o combate às leishmanioses

02 Aug 2018
ASCOM/Divulgação Semus e parceiros mobilizam sociedade para o combate às leishmanioses Nos dias 08 e 09, a programação será nas imediações do Ginásio Ayrton Senna e no Parque dos Povos Indígenas

De 06 a 10 de agosto, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) realizará em Palmas uma programação especial voltada para a Semana Nacional de Controle e Combate à Leishmaniose, que terá como foco a vigilância e o controle da doença. Coordenada pela Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ), as atividades contam com a parceria da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) e da Secretaria Estadual de Saúde.

 

 

Prevenção

 

Com foco na prevenção, as atividades começam na manhã desta segunda-feira, 06, a partir das 9 horas, quando os técnicos da UVCZ estarão na Escola Municipal Paulo Freire (Arno 32) realizando atividades com os alunos do 5º ano. Os estudantes aprenderão mais sobre a leishmaniose por meio de vídeo explicativo, palestra, jogos e brincadeiras sobre o tema.

 

 

Na terça-feira, 07, às 9 horas, analistas da Sesau trabalharão o tema com os estudantes do Colégio Esportivo Militar do Corpo de Bombeiros (Cemil) Professora Margarida Lemos (Lago Sul). Também pela manhã, os educadores da Escola Municipal Paulo Freire aprenderão mais sobre a leishmaniose, cuidados e prevenção.

 

 

Já na quarta-feira, 08, as atividades acontecem no estacionamento do Ginásio Ayrton Senna, em Taquaralto, com a realização de testes rápidos em cães para detecção da doença e explicações sobre a doença ao público. Na quinta, 09, essas mesmas atividades serão realizadas no Parque dos Povos Indígenas.

 


A programação da semana termina na sexta, 10, no auditório do Anexo I da Sesau, com o lançamento do curso “8 Toques para a Leishmaniose” que será oferecido pelo Governo do Estado aos médicos da rede municipal. No mesmo dia, pela manhã, universitários participam de uma vivência técnica na UVCZ onde conhecerão todas as áreas de atuação do órgão e aprenderão mais sobre as leishmanioses.

 

 

“A leishmaniose é uma doença negligenciada de transmissão vetorial, sendo a forma mais grave a leishmaniose visceral, podendo levar o paciente a óbito se não for tratada. Por isso a melhor forma de controlar esta doença é realizando a prevenção e isso acontece mediante o conhecimento sobre a doença. Esta semana vem trazer à população informações e serviços importantes para que de forma integrada possamos combater este agravo. Acreditamos que quanto mais informação o cidadão tiver sobre a leishmaniose quanto aos cuidados, vamos ter mais pessoas conscientes e engajadas nesse combate que deve ser diário feito também pela comunidade”, ressalta a gerente da UVCZ, Betânia Costa.

  

Saiba mais

 

Leishmaniose visceral ou calazar é uma doença transmitida pelo mosquito-palha ou birigui. Embora alguns animais como raposas, cães, roedores, tamanduás, preguiças e equídeos possam ser reservatório do protozoário. Nas cidades a transmissão se dá comumente por causa do grande número de cachorros.

 

 

Sintomas da Leishmaniose Visceral no animal: queda de pelos (alopecia); unhas grandes (onicogrifose); feridas no focinho e nas orelhas; emagrecimento; fraqueza e lacrimejamento.

 

 

Sintomas da doença no homem: febre prolongada; fraqueza; emagrecimento; barriga inchada devido ao aumento do baço e do fígado; falta de apetite; palidez; diarréia.

 

Se perceber estes sintomas em algum cão procure imediatamente o CCZ através do telefone – (63) 3218- 5561. Se o paciente for um ser humano procure uma unidade de saúde.

 



Confira a programação



 

06/08 - Das 9 às 11 horas


- Atividades com os estudantes do 5º ano da Escola Municipal Paulo Freire (Arno 32)

 

07/08 - Das 9 às 11 horas


- Atividades com alunos do Colégio Esportivo Militar do Corpo de Bombeiros (Cemil) Professora Margarida Lemos (Lago Sul)


- Atividade com os educadores da Escola Municipal Paulo Freire (Arno 32)

  

08/08 - Das 17 às 22 horas


- Ações voltadas ao público como teste rápido, explicações sobre o agravo


- Local: Ginásio Ayrton Senna

 

09/08 - Das 17 às 22 horas


- Ações voltadas ao público como teste rápido, explicações sobre o agravo


- Local: Parque dos Povos Indígenas 

 

10/08 - Às 8 horas


- Lançamento do curso “8 Toques para a Leishmaniose” que será oferecido pelo Governo do Estado aos médicos da rede municipal


- Local: Anexo 1 da Secretaria Estadual de Saúde (auditório)


- Vivência técnica de uma universidade na UVCZ, com apresentação dos setores e palestras sobre o agravo

COMPARTILHE:


Confira também:


COP 25

Agenda do Estado na COP 25 busca investimentos para a estratégia Tocantins 20-40 e para o programa Pátria Amada Mirim

Reuniões com investidores europeus e participação ativa na Amazon-Madrid também estão no cronograma

Câmara

Damaso integra comissão especial que irá debater PEC da 2ª instância

A Constituição estabelece que ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória. Atualmente, o trânsito em julgado ocorre depois do julgamento de recursos aos tribunais superiores


CGE

Controladoria e parceiros realizam evento em alusão ao Dia Internacional Contra a Corrupção nesta segunda, 9

Programação contará com premiação de vencedora da rede estadual do Concurso de Desenho e Redação da CGU sobre o mesmo tema.


Carlesse

Carlesse participa da troca de comando no Corpo de Bombeiros e destaca importância de uma mulher assumir o 1º Batalhão

Tenente-coronel Andreya de Fátima Bueno é a primeira mulher a assumir o posto de comando de batalhão no Estado


Palmas

Arte leva esperança e tranquilidade aos pacientes do HGP


Infraestrutura

Governo realiza recuperação de pontos críticos da TO-239 entre Itacajá e Itapiratins


Região central

Polícia Civil conclui investigações sobre estupro de vulnerável em Miranorte


Solidariedade

Governo atende mais de 30 aldeias indígenas no Tocantins com o Criança Feliz


Capital por um dia

Governador anuncia implantação de Colégio Cívico-Militar em Miracema


"Salve Maria"

Modelo do aplicativo “Salve Maria” poderá ser implantando no TO



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira