Wednesday, 21 de February de 2018

Wednesday, 21 de February de 2018

POLÍTICA


Palmas

Audiência para debater o endereçamento da Capital será realizada nesta terça-feira na Câmara

06 Nov 2017

Nesta terça-feira, 7, a Câmara de Palmas vai realizar a audiência pública para debater com a sociedade o Projeto de Lei (PL) que dispõe sobre o endereçamento oficial da Capital. O evento começará às 14h30, no Plenário Tarcísio Machado da Fonseca, na Casa de Leis.
 
O projeto da Prefeitura visa resolver o problema do duplo endereço (cartoral e postal) que existe na Capital há 18 anos. Conforme a proposta, o endereçamento oficial do município será o mesmo praticado no ato de criação da cidade, mantendo-se o endereço antigo.
 
O objetivo dos vereadores é discutir com a sociedade o assunto e pautá-lo para votação ainda este mês. De acordo com o presidente da Casa, José do Lago Folha Filho, caso o PL seja aprovado a alteração do endereçamento não terá custos para a população.
 
Convidados
 
Toda a população está convidada a participar da audiência. Além dos parlamentares, estarão presentes no evento secretários municipais e representantes de instituições como Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-TO), Defensoria Pública Estadual, Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa), Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Tocantins (Creci), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Tocantins (Crea), Correios, Cartório de Registro de Imóveis entre outros.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

2

PARABÉNS!
PARABÉNS!

2

BOM
BOM

2

AMEI!
AMEI!

1

KKKK
KKKK

2

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

2

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

0

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Palmas

Júnior Geo cobra concurso para a Guarda Metropolitana

Na oportunidade, o vereador destacou a necessidade em se fazer emendas parlamentares com o propósito de fortalecer o serviço

IPTU

Palmas é a 12ª cidade no País que mais investe na manutenção em serviços públicos com recursos do IPTU, aponta estudo da UFT

Palmas está no topo das cidades brasileiras (entre 200 mil a 500 mil habitantes) que mais investem por pessoa (per capta) na manutenção de serviços básicos e essenciais da cidade a partir do que arrecada com o IPTU




  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira