Monday, 18 de November de 2019

POLÍTICA


Araguaína

Candidatura petista é irreversível, diz Célio

12 Jun 2008

Nem mesmo havia chegado o dia oficial das convenções, definido para depois do dia 10, e os petistas de Araguaína, norte do Estado, já mordem as beiradas das urnas, tamanho é o apetite para emplacar uma candidatura. O grupo não perde tempo e corre a passos largos visando amarrar apoio.

Na última semana, o Partido dos Trabalhadores (PT) esteve reunido na Câmara Municipal de Araguaína. No encontro, um objetivo claro: discutir estratégias para a tomada de rumo, com vistas a emplacar uma chapa para a disputa desse ano.

De acordo com o advogado Célio Alves de Moura, provável candidato da sigla para essa disputa, a partir do encontro, será possível mobilizar o grupo rumo ao apoio das entidades e associações. Um outro objetivo traçado no encontro, segundo o pré-candidato, diz respeito ao programa de governo. “Estamos convocando toda a sociedade, queremos um plano que não venha só do PT, mas da sociedade”, declarou.

O petista declarou ainda que o partido está aberto a todos os partidos que dão apoio ao governo do presidente Lula, sem exceção. Na avaliação de Moura, a cidade de Araguaína foi uma das mais beneficiadas pelas obras Federais. “As obras Federais nessa cidade mudaram Araguaína, houve uma transformação”, defendeu.

Sobre uma possível aliança com a atual prefeita, Valderez Castelo Branco, ele abrandou dizendo que ela é de partido da base do presidente Lula. “Buscaremos apoio de qualquer partido da base do governo”, afirmou.

Em relação aos Democratas, Moura assegurou que não há nenhuma possibilidade de aliança. “Queremos conversar com todos os grupos para ampliar uma frente da base só presidente”, disse ele, defendendo que sua candidatura com o PT “será irreversível”.

 

Para Célio, Democratas serão combatidos frontalmente

O provável candidato do PT a mais uma disputa em Araguaína falou ainda sobre a situação do PMDB e do DEM, já que o atual secretário de Esportes, Palmerí Bezerra, recuou e desistiu de sua pré-candidatura, restando o nome de Valuar Barros como pré-candidato. “A situação do PMDB é delicada para buscar uma aliança com os Democratas em razão do posicionamento deles com o governo Federal”, destacou.

Para ele, o PT manterá distância dos Democratas. Segundo ele, o grupo será combatido frente a frente em todo o Estado. “Vamos combater frontalmente o DEM aqui no Estado. Eles representam, por meio da Senadora Kátia Abreu, a direita reacionária e atrasada e um projeto neoliberal que nós do PT combatemos”, avaliou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Receita paga hoje as restituições do 6º lote do Imposto de Renda

O lote contempla também restituições dos exercícios de 2008 a 2018

Economia

Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação

Outro fator é a redução de recursos para o financiamento habitacional. Atualmente, 65% dos recursos de poupança são destinados aos financiamentos habitacionais.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira