Monday, 18 de November de 2019

POLÍTICA


Troca de farpas

Josi Nunes promete arcar com dívidas da prefeitura; administração retruca

06 Aug 2008

De acordo com a candidata Josi Nunes (PMDB), da coligação “Gurupi Quer Mais”, os credores da Prefeitura Municipal de Gurupi estão à sua procura para falar sobre as contas que eles têm a receber. Ela alega que, quando for eleita, irá saldar todos os débitos que estão sendo contraídos pela atual gestão, a qual faz oposição.

Josi tem dito que a prefeitura tem gastado mais do que está no orçamento, o que causa certa preocupação à comunidade. Ela reafirma que, após o período eleitoral, irá reunir-se com todos que têm débitos a receber da prefeitura para encontrar uma solução.

A peemedebista assegura que tem gente que está alugando veículos e máquinas, porém a prefeitura já começou a atrasar os pagamentos. “Nós sabemos que a prefeitura não tem tanta capacidade financeira para firmar tantos compromissos como estamos vendo nos últimos dias. Isso nos preocupa, mas quero assegurar a todos que não usaremos critérios políticos para efetuar os pagamentos", disse a candidata.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Gurupi informou que todos os serviços realizados na cidade têm seguido um organograma de planejamento estabelecido, para que nada saia do controle.

O assessor da prefeitura, Paulo Albuquerque, afirmou que o prefeito Abdalla (PR) tem sido bastante criterioso em relação aos gastos, para que só comprometer aquilo que o tesouro público pode arcar. “O maior investimento em pessoal que o prefeito fez neste curto período de sua administração é com profissionais ligados à área contábil e de planejamento, para poder ajudar a controlar o orçamento”, disse o assessor.

Paulo Albuquerque ainda alfinetou dizendo que, ao que parece, a preocupação da candidata oposicionista tem sido em relação ao número significativo de obras que Abdalla tem realizado, o que, segundo o assessor, tem fortalecido a imagem do candidato à reeleição junto ao eleitorado de Gurupi.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação

Outro fator é a redução de recursos para o financiamento habitacional. Atualmente, 65% dos recursos de poupança são destinados aos financiamentos habitacionais.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira